.
.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Dia internacional contra a violência sobre as Mulheres.


A casa abrigo para vítimas de violência doméstica, da Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande, está concluída há um ano, mas mantém-se fechada porque ainda não foi assinado o protocolo com a segurança social, disse o provedor.
«Estamos desde Outubro do ano passado à espera da celebração do protocolo financeiro com a Segurança Social», explicou à agência Lusa Joaquim João Pereira, sustentando que sem acordo a Misericórdia «não tem hipótese de assegurar o funcionamento» da casa abrigo, cujo investimento é de 250 mil euros.
Segundo o responsável, «o argumento da Segurança Social para não comparticipar o equipamento, é que a Misericórdia tem uma gestão equilibrada».
«Gerimos bem e somos castigados», observou o provedor, frisando que «a casa abrigo está pronta e, porque não é usada, está a degradar-se».
Joaquim João Pereira acrescentou que quando a instituição decidiu avançar para a construção do equipamento consultou a Segurança Social, que reconheceu a existência de «carências» neste tipo de espaços, tendo «chegado a sugerir alterações ao projecto que tiveram de ser feitas».
O director do Centro Distrital da Segurança Social de Leiria, Fernando Gonçalves, reconheceu que esta «resposta social, de facto, esteve incluída na previsão do orçamento programa de 2010».
«Ocorre, porém, que não foi possível o seu financiamento devido à prioridade que foi dada à deficiência e outras problemáticas igualmente prioritárias», esclareceu Fernando Gonçalves, garantindo que o processo para a abertura da estrutura «está em análise».
Portugal Diário 04/11/2010

5 comentários:

Rogério Pereira disse...

Até apetece desencadear outro tipo de violência...

Fê-blue bird disse...

Junto-me ao amigo Rogério, realmente há cada uma !

Beijinhos

flor de jasmim disse...

É pá porque é que eu não sou ignorante: se o fosse estas coisa passavam-me ao lado e eu vivia mais calma, talvez até feliz e não ficava danada como estou a ler esta noticia, porque será que esta e outas questões parecidas não são importantes para os SENHORES DO PODER,isto é o quê? Não é violência? Tantos financiamentos que se teem feito, não digo que não sejam para algo importante, mas esta trata-se de um lugar onde haja um pouco de paz onde alguém pode deitar a cabeça na almofada e dormir sem medo de que alguém as machuque, as mal trate...porra se calhar eu sou mesmo ignorante.

Beijinho

Pedro Coimbra disse...

Faz todo o sentido - sem assinar o papel, não há nada para ninguém.
Sabedoria chinesa - sabem o que é que representa o protocolo depois de assinado?
Folhas de papel estragado.
O protocolo, as assinaturas, são o menos importante.

Luís Coelho disse...

Existem pessoas que não sabem viver em comunidade nem respeitar os outros.
O egoísmo destruí-as e elas acabam destruindo tudo à sua volta.
Violência masculina e feminina.
Traumas e marcas de uma educação falhada, reprimida e sem respeito.