.
.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Revista de Imprensa

"PCP escolhe Alberto Cascalho para cabeça-de-lista"


Alberto Cascalho vai ser o cabeça-de-lista do PCP à Câmara Municipal da Marinha Grande nas eleições autárquicas de 2009. O actual presidente da autarquia reúne o consenso dos membros da estrutura local do Partido Comunista e é também um nome unânime na Direcção da Organização Regional de Leiria. Até ao final do mês, o processo deverá estar concluído.
O edil, que foi número dois da lista encabeçada por Barros Duarte em 2005, assumiu as funções de presidente da Câmara após o afastamento do anterior chefe do executivo, em Outubro de 2007.
Sérgio Moiteiro e João Pedrosa, actuais vereadores comunistas, não deverão acompanhar Alberto Cascalho na lista a propor ao eleitorado. Pelo menos, de acordo com o que o REGIÃO DE LEIRIA apurou, não deverão ficar em lugares elegíveis (leia-se segundo e terceiro lugares).
Francisco Duarte, actual presidente da Junta de Freguesia da Marinha Grande, e Susana Domingues, secretária da Mesa da Assembleia Municipal, são os nomes mais bem posicionados para ocupar a segunda e terceira posições da candidatura dos comunistas à Câmara da Marinha Grande.


Eduardo Lino é hipótese para a Junta. Com a vaga deixada por Francisco Duarte, a lista à Assembleia de Freguesia da Marinha Grande deverá ser encabeçada por Eduardo Lino, número dois na candidatura de 2005.
Contactados pelo REGIÃO DE LEIRIA, Alberto Cascalho e Francisco Duarte negam que exista já uma definição dos nomes a apresentar aos eleitores, mas não rejeitam a possibilidade de integrarem a candidatura comunista.
Segundo fonte do PCP, as listas às autárquicas deverão ser apresentadas oficialmente em Fevereiro e as escolhas estarão definidas no final do presente mês.


(surripiado do Região de Leiria)

5 comentários:

Acintoso disse...

Independentemente de posteriores bitaites, apraz-me, para já, dizer: Mas que surpresa tão, tão... surpreendente! Não acham?

Anónimo disse...

Qual surpresa qual quê!
O PCP representa a classe operária, os intelectuais e os jovens quadros de classe média.
Logo, temos um professor com ares de intelectual, um ex-operário reformado e uma advogada jovem.
A seguir vem o refugo.
Parece-me que não chega. Não só perdem a Câmara como deixam cair a Junta. O estratega deve ter sido o intelectual Filipe.

Anónimo disse...

Reforçam a CMMG e renovam a JFMG, com maioria absoluta, o camarada FILIPE é bom, deixem-no trabalhar!

anarcabe disse...

Para mim está bem assim, vão levar com os "penantes", o que me chateia é vamos levar com a Teresa outra vez, ao menos que seja maioria simples (o mais simples possível).

Anónimo disse...

Venha quem vier, PERDE.


António Santos à Presidência, JÁ!