.
.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

então e os "cheques-filho" entregam-se a quem, pá?

Casamento Homossexual: Associação ILGA congratula-se com compromisso de Sócrates

21 comentários:

Abstruso disse...

Meus Deus, ele há tantos problemas mais importantes do que este!

Solange X disse...

Digamos que é mais uma bandeira...
Até ontem era uma questão fracturante. A partir de ontem passou a ser uma promessa eleitoral para agradar a uma certa esquerda que é preciso conquistar. O que é que se alterou na sociedade para que a questão deixasse de ser fracturante? NADA! Os políticos têm desta vertigens eleitoralista com muita frequência.
Sou contra a discriminação sexual e contra os casamentos homosexuais. Se querem ser diferentes que o sejam também numa realidade juridica específica dos casais hetero. É de facto muito engraçado que os mesmos que defendem que o casamento não tem qualquer importância para os casais hetero e elejam as uniões de facto como uma conquista (legitima), queiram o casamento para pessoas do mesmo sexo. Direito de opção? A isto chama-se hipocrisia e aproveitamento de uma instituição que se pretende desta forma descreditar a favor dum lobby muito poderoso e que quer chamar sobre si as atenções. Este não é o melhor caminho. Para acabar com preconceitos talvez fosse melhor eles próprios darem um passo, talvez acabar com o exibicionismo vergonhoso das paradas gay fosse muito mais útil à causa.
A coisas diferentes deve ser dado tratamento diferente não se tratando por isso duma questão de direito de opção.
Disse.


(Fico à espera que me chamem homofóbico...)

Cidadão do Mundo disse...

Caro(?) Solange X,

Não é caso para lhe chamar homofóbico.
Aliás, a sua reflexão teria até maior valor, não terminasse com essa pretensão (a de que lhe chamassem homofóbico!)... Porque, ao contrário do que espero ser sua intenção, assim parece que quer fazer desta discussão mais uma guerra de 'nomes'...

O que está em questão é muito mais.

1º Se se é contra a discriminação sexual não se pode ser a favor da discriminação de quem tem uma orientação sexual diferente da maioria;

2º A discriminação que recai sobre os homossexuais/Lésbicas na questão do, chamemos-lhe assim, Casamento, não é uma 'guerra' contra os casais heteros. É apenas a defesa de um DIREITO consagrado na CONSTITUIÇÃO DA REPUBLICA PORTUGUESA de que TODOS têm os mesmos DIREITOS perante o ESTADO português, independentemente da sua raça, credo, género ou orientação sexual... Apenas e só!

3º Não ouvi, nem li ainda, a moção do Engº Sócrates. Apenas sei o que li na Comunicação Social. E o que li refere apenas que a questão da legalização das uniões homossexuais vai fazer parte da proposta de Programa de Governo do seu primeiro subscritor. Li também que o termo jurídico a dar a estas uniões ainda NÃO ESTÁ definido, devendo ser alvo de uma discussão alargada à Sociedade Civil.

4º Sendo a favor da legalização destas uniões, fui desfavorável à forma como o BE e PCP levantaram a questão... Aí sim, num tempo desoportuno e inapropriado. Creio que este é o caminho a seguir. Se o BE e o PCP forem coerentes, farão integrar nos seus Programas eleitorais esta mesma matéria. E em tempo oportuno a Sociedade Civil poderá pronunciar-se. Jamais concordarei que esta matéria seja REFERENDÁVEL. O DIREITOS FUNDAMENTAIS não são matéria de Referendo (por isso fui contra o Referendo à IGV também).

5º Sendo a favor desta legalização, sou igualmente desfavorável a que lhes seja dado o mesmo título jurídico. Creio que 'União Civil' será o termo mais apropriado.
Concordo que tem de haver distinção entre o que não é igual.
Mas esta diferença de forma não pode justificar a arbitrária sustentação de diferenças nos DIREITOS JURÍDICOS a reconhecer com igual JUSTIÇA aos Casamentos e a estas Uniões.

6º Em nome de uma sã DEMOCRACIA será bom que este debate seja feito com elevação e dignidade, recordando-se todos os intervenientes que é de PESSOAS que estamos a falar, não de animais.

Que todos, antes de falarem o quer que seja, pensem: Quem é homossexual?... pode ser meu filho, o meu neto, o meu sobrinho, o meu irmão, o meu melhor amigo... gostaria eu de o ver ser discriminado?

Disse!

Cidadão do Mundo disse...

Para percebermos como a discriminação afecta realmente a vida de muitos homens/mulheres em Portugal, veja-se um exemplo hipotético:

João tem 18 anos. É homosexual. Assume-se como tal. E como tal é rejeitado pela sua família, que o expulsa de casa...
João conhece anos depois o António.
Durante os 20 anos seguintes o João e o António vivem juntos. Constróem uma Vida em comum. João tornou-se um Homem de sucesso a todos os níveis. Conseguiram juntos cosntruir um património avultado.
Durantes todos esses anos a familia do João (pais, irmãos, sobrinhos) nunca quis ter qualquer contacto com ele... por ser homossexual e por viver com outro homem.
Por infortúnio o João morre ainda jovem, aos 45 anos de idade.
Os seus pais, irmãos e sobrinhos, durante a sua doença nunca o visitaram no hospital (morreu de cancro não tinha de ser forçosamente de SIDA)e nem sequer vão ao seu funeral. Tinham-no renegado enquanto membro da família.

Pergunta: Quem são os herdeiros do Património Pessoal do João??
a) António
b) Pais do João
c) Estado
...
À luz do Código de Direito Civil Português os legítimos herdeiros são os seus parentes mais próximos em linha recta ou colateral, ou seja, os PAIS. Os mesmos pais que o renegaram enquanto seu filho.
Então e o António que viveu uma vida inteira com o João??
Àparte os Bens que estejam registados em seu nome, o António não tem direito a NADA! Nem um cêntimo. E se tiver o azar de estar a viver numa casa que esteja registada em nome do João poderá ser alvo de despejo. Se a casa estiver em nome dos dois, 50% da Casa passa a ser propriedade dos Herdeiros do João...

Justo não é?

É assim também nas Uniões de Facto.
Os Direitos de Herança nunca são totalmente transferidos dos Parentes para o/a Companheiro/a... Ao contrário do que acontece nos Casamentos heterossexuais onde os Cônjuges e Descendentes sãos os primeiros Herdeiros e só na ausência destes se procuram outros parentes próximos.

E nem sequer artificios juridicos como as Doações ou Testamentos em vida resolvem esta questão... porque a Lei só permite que o Cidadão disponha de 50% dos seus Bens para esses fins. Os restantes são OBRIGATORIAMENTE reservados para os HERDEIROS LEGAIS!!

É este tipo de discriminação que tem de acabar!

Anacrónico disse...

Aplaudo os textos do Cidadão do Mundo e, claro, concordo que é necessário encontrar uma solução civilizada para estas difíceis situações.
Mas, na altura grave que atravessamos, este assunto deve ser calendarizado sem atropelos e sem se sobrepor a outras matérias que, neste momento, e infelizmente para nós, tomam foros de temas a apelarem a maiores urgências!

Anónimo disse...

Chama-se a isto COMPRAR VOTOS...no fundo o mesmo que os Magalhães a 50 euros...abram os olhos !!!!

Anónimo disse...

Gays daqui p'ra fora ...... JÁ.

Eles que vão casar lá p'rás Europas desenvolvidas.


Nós somos um País sub-desenvolvido.

Senão ..... como explicar ter em PM um "cábula" que fez um exame por Fax ??

E que toda a gente acha normal ??

Anónimo disse...

Finalmente o "Socrates" vai poder resolver o seu problema!!
Francamente até parece que não temos problemas mais graves por resolver???

Anónimo disse...

Sempre que se tenta manter uma discussão um bocadinho mais séria... pimba! - lá aparecem os jovens com azia. Quando será que percebem que este fórum vai muito para além dos xuxas e dos jovens laranja?

Acintoso disse...

É porque, de ambos os lados, se pensam o centro da vida!...
EhEhEhEh!

Cidadão do Mundo disse...

Eu concordo que há hoje no país (sempre houve!) problemas que nos pre-ocupam mais... mas não que sejam mais sérios e mais graves. Nada há de mais sério e mais grave que o RESPEITO PELOS DIREITOS FUNDAMENTAIS de um Povo.
Poderíamos ser a Nação mais desenvolvida, mais próspera do Mundo... de que nos serviria se não tivéssemos garantidos e fossem respeitados os nossos DIREITOS enquanto PESSOAS e enquanto CIDADÃOS??

A crise económico-financeira não pode justificar o adiamento da discussão de outros problemas igualmente merecedores da atenção e do esforço colectivo. A busca de solução para um não impede a discussão e busca de resposta para outra.

Hoje que Obama toma posse como Presidente do EUA ninguém espera que ele em nome da grave crise financeira que atravessa o país (e o mundo inteiro por arrasto dele) adie para as 'calendas gregas' a resolução do escândalo social e humano que é Guantanamo. Simplesmente porque as Pessoas e o RESPEITO pelos seus DIREITOS FUNDAMENTAIS não podem ser sacrificados a qualquer custo.

Equilibrio e Bom-senso é o que se espera, também, em Portugal.

Dispensam-se nesta discussão afirmações xenófobas de uma extrema-direita, ainda que não assumida, escamoteada em Partidos ditos de Centro-Direita, como se dispensam os Radicalismos fundamentalistas de uma extrema-exquerda eufórica.

São bem-vindos à discussão os que queiram contribuir, no RESPEITO por toda e qualquer PESSOA, independentemente das suas opções pessoais, para um maior esclarecimento de toda a Sociedade a respeito desta questão.

Wolverine disse...

Eu apoio a iniciativa. No entanto, essa já não é a minha opinião quanto à adopção de crianças por casais homossexuais... Digamos que sou só meio retrógrado...

Cidadão do Mundo disse...

Wolverine,

Ser favorável ao reconhecimento legal das uniões homossexuais/lésbicas não significa 'per si' um reconhecimento do Direito à Adopção por parte desses casais.

Mesmo entre a Comunidade Homossexual/Lésbica qualquer uma destas questões não é unânime.

Àparte o 'show-off' que alguns Grupos/Movimentos activistas gostam de fazer, posso afirmar, com quase total certeza, que 90% dos Homossexuais/Lésbicas não se identificam com esse tipo de propaganda, nem os seus argumentos passam por esse radicalismo que tantas vezes cria mais repulsa que compreensão na Sociedade Portuguesa.

A Adopção de uma Criança, seja por casais 'gay' o 'heteros' ou por pessoas singulares é algo que merece de toda a Sociedade uma reflexão profunda. Infelizmente continua-se a olhar para a Criança 'adoptável' como se de um objecto se tratasse; como um Bem que se pretende adquirir; como sendo passível de uma 'opa' (oferta pública de aquisição).
A Adopção, mais que um Direito dos Pais, é um Direito da Criança a ter uma Família, a ter Afecto, a ter um Futuro!

Não é ser retrógado defender-se o melhor interesse destas Crianças. Seria ser-se retrógado se, depois de se poder com a certeza possível de que um casal 'gay' é tão capaz de constituir uma Familia e um Lar para uma Criança como uma pessoa singular ou um casal 'hetero', e ainda assim se dizer 'Não' a essa possibilidade com base no preconceito.

Infelizmente os argumentos a que hoje se recorre para defender esse 'Não' têm por substracto mais de preconceito do que de razoabilidade.

Senão vejamos:
1º Caso. Adopção por casais 'gay' não proporciona à criança um ambiente equilibrado, podendo a mesma vir a adoptar um comportamento idêntico ao do casal (ser também ela 'gay').
Quantas crianças neste país crescem no seio de uma familia 'normal', filhas de pais 'hetero' e são eles que são 'gay's'??
Quantas Crianças neste país são filhas de pais/mães com comportamentos socialmente desajustados (alcoólicos, violentos, etc) e nem por isso essas crianças ao crescerem adoptaram esses mesmos comportamentos?
O fenómeno de 'identificação' e 'imitação' que até certa medida é normal e comum no processo de crescimento e definição da identidade de cada um de nós, não é absoluto. Porque há outros factores, há outras pessoas-referência ao longo desse processo que podem contribuir para o equilibrío fundamental.

2º Caso. Adopção por Pessoas singulares.
É legal. Mas quantos desses pais/mães singulares que adoptam não são homossexuais? Porque a Orientação Sexual não pode, à luz da Constituição Portuguesa, ser factor discriminatório no processo de adopção.
Quantos destes Pais/Mães à altura da Adopção vivem sozinhos, mas posteriormente passam a viver em união de facto com um/uma Companheiro/a? A Criança deveria ser-lhe retirada por isso? Uma vez mais, à luz da Lei, tal não pode acontecer.

Estes dois casos hipotéticos, não esgotando toda e qualquer discussão, ajudam a compreender que muitas das vezes o que nos move nesta discussão é muito mais o preconceito que a razoabilidade.

Anónimo disse...

Gostava de saber a profissão deste "Cidadão do Mundo" ..........

à hora que escreve e o tamanho dos textos ......

Cidadão do Mundo disse...

Caro Anónimo...

Pela hora a que escreve o seu comentário posso deduzir que seja 'Guarda Nocturno'... :)

Não se preocupe... não roubo tempo ao meu patrão. :)

Mas se quer mesmo saber a minha profissão posso dizer-lhe: sou (mais um) Desempregado!! :))

Anónimo disse...

Reformado!!

Anónimo disse...

Não, não sou Guarda Nocturno ..... trabalho é muitas horas por dia para pagar "rendimentos mínimos" e outros disparates que fomentam a mandrieira (ah! a esquerda chama-lhe solidariedade)


Já agora, se está desempregado, deve-o ao seu "amado" P.M, que levou o País para onde levou ......


agradeça-lhe, continuando com os textos "rosa" ......

Cidadão do Mundo disse...

LOL...

Meu Caro 'Anónimo'...
Eu disse 'desempregado' ironicamente. Porque não o sou! E foi sem querer 'ofender' quem neste momento vive esse drama social (excluo os que fazem do desemprego uma profissão...!).

Quanto às minhas simpatias políticas... são minhas.
:)
A Liberdade de Pensamento e de Escolha permitem que uns simpatizem com certos ideais outros com outros...
Mas permita-me que lhe diga que essa coisa de Esquerda ou Direita para mim fazem pouco (cada vez menos) sentido!!

Já que tanto se olha para Obama nestes dias... veja-se como o Homem foi capaz de constituir um Governo onde têm assento quer Democratas quer Republicanos.

Num espaço político tão reduzido (e limtado) quanto o nosso (o do nosso país!), só a mesquinhez política faz alimentar essa divisão em vez de se unirem esforços no sentido de se construir um Bem-Comum.

Quanto à culpabilidade do Primeiro em relação ao Desemprego... pois claro!
Mas, permita-me recordá-lo que a política de flexibilização dos despedimentos começou com o Governo Barrosista (o tal que fugiu quando viu que a 'areia' era a mais para a 'carroça' dele), com a Ferreirinha como Ministra de Estado e das Finanças (no meu 'pobre' entender a pior Ministra da Educação e das Finanças do pós-25 Abril!!).

Mas... será que o nosso Primeiro também é culpado do desemprego em Espanha? E em toda a Europa??
E os ataques de Israel em Gaza??
E Guantanamo??
Hmmmm...

Mas, afinal, em que Mundo é que vive quem ainda pensa que é só Portugal que está em Crise??

Anónimo disse...

Caro Cidadão,

não é só Portugal que está em crise .... é um facto. No entanto, os indicadores económicos dizem bem do descalabro da Governação do pseuso-engenheiro que você apoia.

Portugal BAIXOU MUITO em todos os Rankings económicos, em comparação com outros Paises, também eles afectados pela crise internacional.

O Desemprego em Espanha, é a herança Zapatero/Xuxas ....... com o Aznar, Espanha estava a um passo de se tornar na maior potência económica europeia, a seguir à Alemanha .... pense nisso.

Falar de Guantanamo e do conflito de gaza é mesmo de quem não tem assunto.

Em relação ao que referiu, deixe-me elucida-lo do seguinte: o único P.M que fugiu foi um Socialista (Guterres). Esse (louve-se a seriedade que teve, ao contrário da actual) é que fugiu. Não foi assumir outras funções. Durão Barroso continua e continuou a servir PORTUGAL. E não deixou o País "mergulhado num pântano" (onde já se encontra novamente, com a governação Xuxa). Foi assumir outras funções ..... é COMPLETAMENTE DIFERENTE.

A Ferreirinha (como lhe chama) criou condições para se cumprir com a meta do défice, a única coisa de que o "seu" Governo se pode orgulhar (oiça as declarações do Ministro das Finança, hoje).


Termino para lhe dizer que, embora não me surpreendendo, é lamentável que tenha a mesma sensibilidade social para com os desempregados que tem o VOSSO P.M.

Vê-se bem a sua côr ......

Anónimo disse...

LOL...

Caro Anónimo...
Você tem uma piada desgraçada...

Uma péssima memória quanto ao passado recente da Governação em Portugal. Repete, qual disco riscado, as frases que ouviu aos seus 'ídolos' políticos e 'engoliu' as patranhas que eles lhe apresentaram para justificar o injustificável.

Tem ainda um entendimento muito distendido sobre o que significa 'servir Portugal'... Mas, pasme-se!, eu até concordo consigo. Se o Durão não FUGISSE, não teríamos tido o palerma do Santana... e sem a palermice do Santana, não teríamos tido Eleições antecipadas... Por isso, OBRIGADO Sr. 'Cherne'!!

O Senhor tem além do mais uma leitura da realidade sócio-económica não apenas do país, como da Europa (especialmente a Espanha), completamente desajustada, sobretudo porque, uma vez mais, se limita a repetir os 'chavões' do seu Partido (também ele incapaz de assumir as suas próprias responsabilidades!). Ora a Espanha, até há uns meses atrás, não era o modelo e referência para Portugal?? Não faltava quem dissesse por aí que Espanha é que era!! E lembre-se que o Zapatero já vai em segundo mandato... Se fosse assim tão mau, e o Aznar tão bom, acha que os 'nuestros hermanos' iam na cantiga de o re-eleger??
Vá lá... o Senhor deve ser mais inteligente que aquilo que mostra ser ao fazer essa leitura tão simplista da realidade.

Quanto ao pseudo-engenheiro, como o Senhor se lhe refere... no final do ano far-se-ão as contas aos votos! Mas... prepare-se... porque a Drª Manuela Ferreira Leite (está satisfeito?) de cada vez que abre a boca... lá cai o PSD 2, 3, 4, 5... pontos nas Sondagens! Claro que agora me dirá que as Sondagens não valem de nada...
Não valem porque são desfavoráveis ao PSD. Porque se fosse o inverso não se calavam com outra coisa!!

Sobre a consciência/sensibilidade social... garanto-lhe que não a tem mais que eu. Não é com discursos populistas, de quem não tem de assumir responsabilidades e prestar contas do que diz e faz, que se luta por uma Sociedade mais justa, mais solidária...

Sabe... quando eu era novo... era fácil dizer à minha mãe: «preciso de uma mesada maior»! Pudera... não era eu que o ganhava! Eu só tinha de abrir a mão... Assim me parecem alguns discursos ditos 'pró-sociais': «É preciso mais dinheiro!»...
Afinal pedir não custa nada!
O que custa é, como fazia a minha mãe, governar uma família(um país) com o pouco que se tem!!

Pense nisto!

Anónimo disse...

Caro amigo,


em primeiro lugar, fique sabendo que falo "pela minha cabeça", não pelas palavras dos outros (ídolos ou não).

em segundo, as sondagens valem o que valem e os únicos irresponsaveis que governam preocupados com as sondagens são os da sua côr ..... o PSD nunca o fez. Aliás, diga-me quando é que ouviu uma sondagem favoravel ao PSD ..... deve ter sido quando o Grande Santana ganhou a Câmara de Lisboa ............ ai, davam-lhe 10% e ele ganhou e vai voltar a ganhar e eu hei-de vir aqui oferecer-lhe um GUROZAM.

Terceiro, se se diz "cidadão do mundo" ou "anarcabe" ou não sei quantos mais nicknames utiliza (para parecer que são muitos) devia saber que o que derrotou o PP Espanhol não foi as suas politicas mas tão-só a BAIXA POLITICA utilizada pelos Xuxas espanhois que fizeram uma mega-manifestação no dia anterior às eleições e acusaram-no de mentir em relação ao 11.Março (espanhol, claro). Foi assim que chegaram ao Poder e começaram a estragar a que de bom herdaram ..... mas , enfim, temos muito que que nos preocupar do lado de cá da fronteira, especialmente neste "desgraçado" Concelho que, devido às sucessivas governações comunistas e/ou socialistas, não está como merece nem no lugar que lhe é devido.

Quarto, pergunto como é que têm a distinta lata de estar sempre a acusar Durão Barroso de "fugir" e esquecerem-se de falar em António Guterres !!!!!!!!!!!!! Que hipócrisia .... que falta de seriedade ..... que me lembre, o actual P.M., sobrinho de um senhor que parece estar metido aí numas trapalhadas, fazia parte desse Governo ....... também estava no "PÂNTANO" (ou fazia parte dele) ...... percebe-se hoje, com a vinda a lume de casos como o do FREEPORT ou do exame feito por FAX, o que é que António Guterres quiz dizer quando falou no PÂNTANO" ....... e vêm os srs. falar de Durão Barroso ....... ou de Santana Lopes ....... desafio-o a avivar-me a memória e escrever aqui quais as palermices, as trapalhadas ou quais as decisões "catastróficas" que tomou Santana e que levaram o País ao descalabro ....... alerto-o que vou comparar as idiotices e as coisas mesquinhas e comezinhas que vai escrever (se tiver coragem) que a TRAPALHADA e BRUTAL INCOMPETÊNCIA que é apresentar um Orçamento de Estado (coisa sem importância, com certeza, quando comparado com um atraso de 20 minutos do P.M. Santana a um qualquer compromisso) e nem 15 dias depois de começar o ano, já estar a alterá-lo por não corresponder minimamente à realidade. Aguardo a sua resposta, mas com coisas concretas, não é com palermices como "fala do que houve", etc ...... desafio-o a uma discussão séria e concreta ......

Sobre discursos populistas ..... está no Partido errado (pelo menos se percebeu a educação que a sua mãezinha lhe deu). Quem gasta o que tem e o que não tem são os Governos Socialistas. Como sabe (ou devia saber) a Despesa Pública Corrente tem vindo a aumentar brutalmente ...... e só se cumpre o défice devido ao aumento ainda maior na cobrança de impostos e este aumento é herança dessa Sra. que você tenta ridicularizar mas que, lhe digo e 400.000 professores assinam por baixo, não foi a pior Ministra da Educação qe tivemos .... A PIOR É A ACTUAL. Como disse no bitaite anteror, essa Sra. deixou o Ministério das Finanças a funcionar e contribuiu de forma decisiva para que, hoje, o "seu" Governo tenha alguma coisa de positivo para apresentar, que é o défice das Contas Públicas. Mas isso, digo-lhe eu, não foi à custa do que devia ter sido feito (menos Despesa). Foi através de mais Receita. O Imoral (e Vergonhoso) da questão é que a melhoria da eficácia da "máquina Fiscal" deveria ter-se traduzido numa diminuição dos Impostos, pois se os que ilegalmente fugiam passaram a pagar, os que sempre pagaram de forma correcta (trabalhadores por conta de outrém) dveriam ter sido "premiados" com uma diminuição dos seus Impostos. Não fazer o que o "seu" Governo tem feito. Gastar à "tripa-forra", de preferência arranjando uns "jobs for the boys" ....... tenho a certeza que a sua mãe vota PSD ....