.
.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Disse...


O SAP vai-se extinguir por ele próprio. Só o defende quem tem interesses superiores aos dos utentes.” As palavras pertencem a Francisco Amaral [director do Centro de Saúde da MG] e foram proferidas durante uma reunião com a candidatura do PSD.


(no JMG desta semana)

20 comentários:

Anónimo disse...

Só temos que analisar, perante esta noticia, o seguinte: Enquanto os Partidos que Governaram a Marinha Grande (PCP e PS) ao longo destes trinta e poucos anos e temos a terra que temos, uma lástima, porque só se interessaram trazerem à rivalta os interesses partidários em desfavor dos interesses da própria população Marinhense, com a agravante de ainda continuarem na mesma, sem nada terem aprendido fazendo uma politica agressiva de "bota a baixo", a candidatura do PSD, com o independente António Santos, interessa-se pelas causas humanas, designadamente a Saude, indo ao terreno saber e inteirar-se da própria realidade, desvalorizando as quezilias intestinais que nada contribuem para o progresso do nosso concelho. Aconselho aos outros partidos, a seguir o mm exemplo...Força António Santos, a Marinha precisa de ti...vai em frente...Nunca votei PSD, sou Marinhense, mas desta vez vou votar em ti...Espero que naõ sejas como os outros..confio em ti...Conhece-te e peço-te que sejas sp igual a ti próprio, não mudes, porque com a tua simplicidade, simpatia e competência que te caracterizam, vais longe...Olha que quem te avisa teu amigo é...

Anónimo disse...

Onde está "rivalta" leia-se "ribalta", pelo menos essa.
Quanto ao conteúdo, estou de acordo. Só não entendo como é que um Director de um serviço SAP pode dizer o que disse, que em princípio, deve corresponder ao que pensa, e mesmo assim, manter-se em funções.
Com esta atitude, digamos que de "enfado" para não lhe chamar outra coisa, só poderá "deixar cair", e nunca procurará construir, até porque não vale a pena já que é para acabar!
E depois, já vão havendo por aí uns serviços de saúde privados que funcionam muito bem! Oh, Oh!

pú disse...

"desvalorizando as quezilias intestinais que nada contribuem para o progresso do nosso concelho"

APOIADO!

Anónimo disse...

ó Pu...quezilias ou desarranjos?

Pú disse...

Descupe mas o meu nome é Pú e não Pu.
Eu prefiro quezilias, os desarranjos dão-me muito trabalho...

Anacleto Fontaínhas disse...

Conversas de m***a à parte, tenho a dizer que o primeiro anónimo está um pouco embevecido! Mas enfim, tem as suas opiniões que eu respeito.
Infelizmente para ele, eu tenho de acrescentar que uma flor só, muito dificilmente compõem um bom ramo!
Por outras palavras: apesar da competência, simplicidade e honestidade que também reconheço a António Santos, não me parece que o PSD local, lhe possa oferecer um conjunto de apoios indispensáveis, não só à eleição, mas, sobretudo, à constituição de um bom gabinete camarário. Outro óbice, e de vulto, é a manifesta falta de experiência política deste senhor candidato que, além do mais, para a esmagadora maioria do nosso eleitorado, é completamente desconhecido!

Já quanto às declarações do director do Centro de Saúde no que ao SAP diz respeito, parece-me que ele não está a ver o problema a partir da pele dos muitos desgraçados que têm neste serviço permanente, uma espécie de boia de salvação...
Será que uma simples gripe (que, apesar de tudo não deixa de necessitar de cuidados médicos) tem de ser tratada no hospital em Leiria?
Haveria de ser bonito! Com a confusão que já hoje por lá se vive!
Bem, mas se o senhor director tem essa convicção é melhor que trate de reorganizar o serviço de atendimento médico existente, para garantir que a acção dos profissionais que lá trabalham, se desenvolva de modo a atender, atempadamente, às necessidades dos utentes, sem ser necessário que estes se tenham de deslocar àqueles serviços a desoras como agora acontece, e nem sempre com a garantia de que possam ser devidamente atendidos!
Só depois disso se poderá dizer que os serviços do SAP, não serão necessários, sobretudo a partir de determinada hora.
Isto, claro está, sem ter em conta que nesta terra (em tempo normal, isto é, fora do sufoco económico que agora se vive) se trabalha de dia e de noite…

Anónimo disse...

Ao anónimo anterior, quando diz:"Outro óbice, e de vulto, é a manifesta falta de experiência política deste senhor candidato que, além do mais, para a esmagadora maioria do nosso eleitorado, é completamente desconhecido".
Parece-me que está com pouca memória- Então quando Alvaro Orfão,com a profissão de enfermeiro, na Suiça,veio para ser o Sr candidato, à Camara da Marinha Grande, tinha experiência Camarária e era conhecido?...E já não se lembra que Cavaco Silva chegou à Figueira da Foz, desconhecido,ganhou o Congresso e hoje é Presidente da República. E mais, ja o Dr João Paulo Pedrosa, bastante conhecido, com experiência politica e Camarária, fora do comum, concorreu à Camara da Marinha Grande com todos estes atributos e perdeu...Afinal em que ficamos?...

Anacleto Fontaínhas disse...

Dissertando sobre o tema anterior:
Obrigado ao anónimo 1/31/2009 9:24AM pela referência que faz ao meu texto. Só lamento que me tenha classificado de 'anónimo', malgrado o texto estar referenciado, ainda que, eventualmente, com pseudónimo.
Tudo bem. Passemos adiante.

A propósito de advogarmos que é importante o candidato ser conhecido e ter experiência política, vejamos o caso de Álvaro Órfão, como fez questão de referenciar.
Esquecerá o anónimo que o dito senhor havia sido um dos deputados marinhenses (o outro foi Telmo Neto) à Assembleia Constituinte?
Saberá ainda que foi um dos homens que mais de perto colaborou com o primeiro presidenta da Câmara democrática, o saudoso Artur Neto de Barros?
Recordar-se-á que, para a Câmara para que foi eleito, Álvaro Órfão tinha uma equipa que me atreverei de classificar como boa, salientando, por exemplo, o seu número dois, um dos homens que, quer se queira quer não, mais sabia de administração autárquica? Refiro-me, obviamente, a Armando Constâncio!

Tudo isto não significa que o dr. António Santos não seja uma pessoa honorável e menos ainda que seja uma pessoa que, certamente, se esforçaria por fazer o seu melhor, no caso de vir a ser eleito para presidente da câmara, o que, sinceramente, duvido.
É que, na hora do voto, as pessoas não deixam de ter em conta aquilo a que referi no meu anterior comentário.
Mas, senhor anónimo, acredite que penso não lhe ficar nada mal ‘defender a sua dama’…

Anónimo disse...

Ao Anacleto Fontainhas, começo por pedir descupla de o ter tratado como anónimo quando efectivamente usa um pseudónimo; distrações momentâneas.
Também, sinceramente, desconhecia que Alvaro Orfão tinha colaborado com o saudoso Artur Neto de Barros, primeiro Presidente da Camara Democratico do concelho de Marinha Grande.Foi uma pessoa que conheci pessoalmente, homem inteligente, de bom trato e pena é que muitos não lhe sigam o exemplo... Obrigado pela informação.

anarcabe disse...

Quanto ao candidato do PSD, não se preocupem, ninguém conhece o Sr., é um facto, mas os jornais cor de laranja da terra ajudam, fiquem descansados.

Esmagado pela Realidade disse...

Dar a conhecer os candidatos e os respectivos programas de trabalho e de acção é uma das funções da comunicação social.
Para que possamos aplaudir ou, como diz o Malato, bater palmas ao contrário, teremos de ver se o tratamento dado aos candidatos, a TODOS, é o mesmo...

Para já como não se conhecem quaisquer outros candidatos formais, resta-nos esperar. E se se fala agora do dr. Santos e não de outro (ou outros)… olhem, é como dizia a minha avozinha, 'candeia que vai à frente alumia duas vezes'...

Anónimo disse...

Ao Anarcabe:- Mas será que o dr. António Santos não é conhecido? Ao que sei, é um homem que veio para a Marinha Grande com 6 anos, aqui brincou,aprendeu,casou começando a trabalhar com 16 anos na INA, Benta,nesta cidade.Aos 18 começou a trabalhar nas Finanças que ainda eram no r/c do actual Edificio da Camara Municipal.É caso para dizer que "bom filho à casa vai voltar", como Presidente, é claro...Mas já agora, antes das Eleições Americanas, tinha ouvido falar de OBAMA? Éntão, perante isto, para ganhar eleições, e preciso ser conhecido? Ou é preciso ser competente,honesto, cordial e fazer convencer a população que vai ser um Presidente capaz de dar um novo rumo à Marinha Grande que tanto precisa quem a governe com copetencia, que saiba ouvir as oposições, que faça obra em prol do povo da Marinha Grande, que utilize uma politica séria, de compromisso e próxima das nossas gentes...

anarcabe disse...

Meus caros concidadãos, o pior cego é o que não quer ver.
Em relação ao "esmagado pela realidade", a candeia que vai à frente também se apaga mais depressa.
Sobre as noticias de jornais, se os ditos pretendessem informar, havia muito por onde, mas assim é mais fácil e mais barato.

Anónimo disse...

Já agora... falando de desconhecidos...quem é que conhece a Prof.ª Cidália?
O Vosso problema é que o PSD colocou a fasquia muito alta...mesmo muito alta!!
Realmente com uma oposição assim, o PSD pode mesmo vir a ganhar ou ficar muito perto disso.

Pirolito disse...

A prof.ª Cidália? Quem a conhece?
E se perguntassemos antes, quem não a conhece?
Acho que este anónimo errou na escolha do seu exemplo!...

(Se ele tiver dúvidas eu posso enumerar um rol de coisas pelas quais a prof.ª Cidália é sobejamente conhecida dos marinhenses!). Mas tenho a certeza de que não valerá a pena!

Anónimo disse...

Ao anónimo anterior. Sim de facto é conhecida até porque andou ligada ao PCP, fez manifestos e campanhas por eles. Talvez por aqui sim... É conhecida. O anónimo anterrior não sabe que as pessoas não gostam daqueles ou daquelas que mudam de partido só pela onda que corre?...pelo oportunismo...

Anónimo disse...

É mais ou menos como o Durão Barroso, o Pacheco Pereira, a Zita Seabra... etc... etc... etc...
Nesse capitulo da dança das cadeiras, não há virgens!

Anónimo disse...

Eh pá, mas se for a Professora Cidália e muito fraca, fraquinha...Se fôr de facto esta sra, é a mesma coisa que estarem já a entregarem o ouro ao bandido, ou seja é a mm. coisa que dizer que quem vai ganhar e o António Santos... mesmo assim, antes esse, que, com bastante pena minha, vai pelo PSD, quando devia ir era pelo PS. Não tenho dúvida que teriamos a maioria absoluta. Assim , nem ele, nem nós e a Câmara acaba por continuar tudo na mm., ou seja na mão do PCP...Ou estou errado?...Com a prof. Cidália não temos hipótese nenhuma..Arrajem outro, ainda estão a tempo...

alerta tótó disse...

É engraçado ver os citrinos a fazerem-se passar por xuxas. Eh, eh, eh...

Pirolito disse...

Em defesa da prof.ª Cidália...

Só não muda de opinião quem é burro.
Mas parece-me que os bitaitantes anteriores esquecem essa importante máxima!
Reconheço que em certa altura ela andou lá para os lados da Casa Vermelha, mas isso são águas passadas e, certamente por ter chegado à conclusão que aqueles ares e aquela mediocridade não lhe serviam, ela resolveu mudar de ares.
Mas não se deve falar da profª Cidália tendo só a perspectiva da pessoa política. Não. É preciso ter em conta também a sua vertente como educadora e como senhora ligada às causas sociais e isso parece estar a ser ignorado pelas pessoas...

Agora tenho de dar razão aos que contestam o seu nome para a presidência da Câmara (e não era isso a que eu me aludia no comentário que fiz. Eu pretendia, só, salientar que ela, a profª Cidália, é uma pessoa mais conhecida que o dr. Santos!).
De facto, ela não tem o perfil necessário à presidência de uma Câmara. Isso não tem, concordo...

Mas porque raio é que andam a gastar os nomes de possíveis presidenciáveis se, ao que julgo saber, ainda nada está definido lá para os lados da 25 de Abril?