.
.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Finalmente, vamos ter mais tempo para gastar o dinheiro das Sobras...

Hipermercados vão poder abrir aos domingos

Graças à "legitima" pressão dos grupos económicos, nacionais e internacionais, detentores das chamadas grandes superficieis o governo cedeu a esta velha reivindicação. Até porque há a promessa de criação de mais empregos (só não se diz que haverá inevitavelmente um quebra de empregos no quase desaparecido comércio tradicional.
Mas até ganhamos com isso. Em vez de andarmos a gastar gasolina na volta dos tristes ao Domingo à tarde e ir à Vieira comprar carapaus secos, vamos para o Continente (passe a publicidade) Passear com a familia, ver as montras, comprar umas promoções e em vez de carapaus, empaturramo-nos com umas pizzas e hamburguers e está a tarde passada.
Vivam as catedrais de consumo.

4 comentários:

Anónimo disse...

Eu realmente não consigo entender toda esta polémica. Mas então, será que as pessoas agora, a única actividade que vão ter aos Domingos é ocupar o dia todo nos Hipermercados? Sinceramente eu não acredito. Estamos no século XXI, os mercados regularizam-se por si próprios, e quem quer estar no mercado tem que se adaptar.
Para que não haja qualquer dúvida, devo realçar, que apenas sou um simples trabalhador, que de vez em quando vou dar uma voltinha às grandes superfícies, mas não faço disso um hábito reiterado, porque afinal a vida tem muito mais para nos oferecer.

Anónimo disse...

Nesta guerra ganharam os mais poderosos,como não poderia deixar de ser.
Nada já me supreende neste governo de Socrates.Um discurso de esquerda e uma politica de direita.
Estamos entendidos qual pequeno comércio,o que interessa são os grandes interesses económicos a que o PS está completamente rendido.Com politicas liberais só falta agora rever a Constituição e sabe-se lá preparar um qualquer golpe palaciano e mudar de regime.
Que rápidamente Passos Coelho assuma a governação,para termos um PS,sem Socrates a virar à esquerda,para tentar estancar muitas outras medidas que o PS ptomoveria,mas estando na oposição não as deixará passar porque quererá rápidamente de novo ascender ao poder.

Fê-blue bird disse...

Detesto esta medida, aliás sou contra trabalho ao domingo.
Eu sei de fonte segura, que não criam mais empregos antes exploram os que lá trabalham e se não aceitarem são despedidos, esta é que é a nossa realidade, escravatura!

Bom fim de semana
Beijinhos

Rogério Pereira disse...

Caro Folha Seca, com esta medida acrescenta-se mais um capitulo daquilo que irá ser o Modelo perfeito, deixarmos de ser um país para sermos um Continente...
(contas feitas acho que já cabe dentro dessas catedrais toda a população portuguesa...)

Será?