.
.

terça-feira, 20 de julho de 2010

E se de repente todo o problema estivesse na constituição?

.

Há aquela história do “agarram-me se não eu mato-o”.

Adepto e defensor de uma comunicação social livre e responsável, creio que a necessidade de vender jornais e manter audiências faz com que parte da nossa comunicação social ocupe o seu tempo a “fabricar” e veicular noticias que efectivamente o não são ou pelo menos ampliam-nas desmesuradamente.

Vivemos uma situação gritante do ponto de vista económico e financeiro. As consequências para a população Portuguesa estão aí. O grande numero de desempregados e o seu crescimento diário, o endividamento sufocante do País, das empresas e das famílias. A falta de confiança dos investidores e o túnel (enorme) que nunca mais mostra uma luzinha lá ao fundo. Enfim coisas banais que já chateiam e então zás! Há que pôr os portugueses a discutir coisas mais sérias e importantes e vai daí inventa-se uma nova revisão constitucional com a introdução da liberalização dos despedimentos e tudo, mais outra do tipo “quem quer saúde paga-a” e pronto mergulhamos o País numa “profícua” discussão em tudo o que é comunicação social.

Até eu, que sou assim um bocado virado para a esquerda, fico abismado com a grande capacidade do novel presidente do PSD em fazer sobre ele caírem as luzes da ribalta.

Claro que o seu mentor há uns anitos conseguiu inventar uma “revolução com pregos” agora, como as revoluções já passaram de moda, inventa-se uma revisão constitucional e não se fala de outra coisa.

Bem. Espero que o Mr. Bean regresse depressa, pois ele é que é o especialista na matéria.

4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Caro Folha Seca,

Não é fácil ter a imprensa na mão...
Levou anos e custa dinheiro!
O meu blogue nasceu para denúnciar o que a imprensa faz para sustentar poderes e fazer opinião pública...
Atingem níveis de eficácia impressionantes e usam técnicas que deixariam Goebbels morto de inveja... Vai ver que vamos comer com um golpe de estado chamado "Revisão Constitucional" com a malta toda a aceitar, graças a muita gente e à eficácia da nossa imprensa (que é muito mais que as redacções dos jornais...)

Abraço

Flor do Liz disse...

É por essas e por outras, que deixei de ver e ouvir noticiários e telejornais,não quero fazer parte desta alienação colectiva, por enquanto ainda vejo a Euronews.

Anónimo disse...

Eu cá acho que o Jovem Coelho acabou por garantir pelo menos mais quatro anos de liderança ao PS...se eles pararem de dar tiros nos pés.

Anónimo disse...

Pois é evidente que Paços Coelho e o PSD,estão com tanta sede de protagonismo e liderança que estão a dar tiros nos pés todos os dias e têm conseguido uma coisa expectacular.Desviar as atenções da crise que vivemos e deixar o PS respirar a pressão da opinião pública quanto à sua governação.
Uma liderança que tinha todas as condições para ser alternativa ao PS (ainda que entre um e outro venha o diabo e escolha),está a escorregar e a dar trunfos ao PS,numa altura em que a governação socialista está em completo desnorte.
E ainda mais a história da revisão da Constituição pode levar à perca das eleições Presidenciais de Cavaco Silva.Visto que é matéria sensivel e o Presidente forçosamente tem de pronunciar-se e quer tome uma ou outra posição,quanto aos poderes Constitucionais do Presidente,está sempre numa posição delicada e alvo de criticas.