.
.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Adeus tristeza...



Ao ler o bitaite de uma regular visitante do largo assaltou-me uma das minhas angustias. Muitos de nós andamos tristes, angustiados, chateados, tesos, endividados... etc... etc... é preciso dizer adeus às razões que nos levam a andar assim. Cantar só por si não resolve, mas ainda me lembro dos tempos em "que a cantiga era uma arma".
Bom fim de semana, o menos triste possível.

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O que me espanta é que os resultados de um estudo revelaram tudo isso, mas no final conclui que os portugueses se sentem felizes. Estranhos mesmo, estes tugas. Será porque já repararam que com o coleho laranja as coisas ainda vão piorar?

A Verdade Chateia disse...

Meu caro amigo,

As coisas não vão piorar. Nós é que vamos começar a sentir a doença.

É como um cancro que, embora detectado não chateava muito e, por isso, não foi atacado a tempo.

Agora temos que fazer radioterapia, quimioterapia e mais tudo o que for preciso. Vamos a ver se não morremos como na Islandia.

O problema é que o Engº Sócrates já há muito devia ter começado o tratamento!

Fê-blue bird disse...

Sinto falta destas canções, destes "gritos" de revolta, da união dos portugueses.
Sinto-me exausta de andar a remar contra a maré.

Acho que os portugueses desistiram de lutar!

Mas de nada revolve estar triste, portanto
Adeus Tristeza!

Bjos