.
.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Palavras para quê?...

10 comentários:

Fê-blue bird disse...

Lembro-me tão bem de Mário Viegas, único no seu estilo inconfundível.
Ai, Ai, se ele fosse vivo o que diria?
Faz falta mais este AI!

Parabéns por esta lembrança.
Beijinhos

A. Oliveira S. disse...

Este belog trezanda a comunas, ex.comunas e chuchas arrependidos. Ponham mas é as Conversas em Família a ver se aprendem alguma coisa, cambada de intelectuais de meia tijela..!!!!

Anónimo disse...

Ó Salazar, volta lá para a tumba e deixa o pessoal em paz! Irra!!! Há gajos que não merecem o ar que respiram quanto mais a liberdade a que têm direito...

Flor do Liz disse...

Muito obrigada Mr.Bean, por nos trazer o saudoso Mário Viegas, aprendi a gostar de o ouvir, desde muito nova, nas aulas de português na Telescola.
Já agora, para os dois últimos comentadores,seria bom que não fossem tão intolerantes, sejam meiguinhos.

ai ai disse...

Agora é que o Mr.Bean me lixou...

Mas de facto! Excelente!

Anónimo disse...

Para o qualquer coisa que anda ao de cima da terra, das 11:54

Cuidado que há males que se pegam...

Fê-blue bird disse...

Posso dar uma sugestão aqui ao Largo das Calhandreiras:
Moderar os comentários, pois há pessoas que não são dignas de aqui entrar!

folha seca disse...

Cara Fê

As atitudes, os insultos e outras atitudes, ficam com quem as pratica.
Qualquer um de nós (comissão de moradores) podia mandar para de onde vieram alguns comentarios (ou seja o lixo.

Mas salvo alguns momentos em que se tiveram que tomar algumas medidas drásticas, o saldo é positivo, mesmo quando se usa o anonimato ou nicks de ocasião.
Uma coisa é usar o anonimato para tentar enporcalhar o que de vez em quando acontece. Outra é usar o anonimato para contribuir positivamente o que creio acontecer na esmagadora maioria das vezes.
Mas tudo pode acontecer, mas creio que sem umas calhandrices "anónimas" isto não tinha tanta piada, refiro-me claro às bem intencionadas.
Abraço

Farto de Hipócritas disse...

Mas que raio de liberdade é esta.

Quando são eles a provocar e a insultar asumem-no como se tivessem toda a legitimidade e donos da verdade. Quando são os outros a dizer umas parvoices já são o escroque.

Eu tenho acompanhado este blog e leio palavras de intolerancia quer nos malcriados assumidos quer nos malcriados encapotados de intelectuais, que dividem o país em esquerdistas (sempre bons)e os outros (fascistas e ladrões). O Salazar também era assim. Quem não fosse por ele era contra ele.

Fazem-me lembrar aquele jornal de titulo 2O Diabo" ao contrário.

Ora digam lá se a intolerancia não tem semelhanças.
http://jornalodiabo.blogs.sapo.pt/

Anti-porcos disse...

Pois é ...

Emporcalhar com merda ou com fezes embora as palavras sejam diferentes é a mesma coisa.

E anónimas ou com nick também são a mesma merda.