.
.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Discussão Pública


Nas últimas semanas o PCP encheu a cidade com cartazes como este e outros, onde se acusa, para além do PS que tomou a iniciativa de aumentar as taxas, o MCI, o BE e o PSD por não se oporem a esses aumentos.
O aumento das taxas pouca ou nenhuma discussão originou na sociedade marinhense, seguindo aliás o estado de apatia geral que se abateu sobre o nosso concelho. Exemplo desta apatia é, por exemplo, a gravíssima situação que a EPAMG atravessa e que poderá culminar com o seu encerramento, despejando para outras escolas cerca de quinhentos alunos e lançando no desemprego mais de cem professores e funcionários.
Olhando para os valores dos aumentos enunciados nos cartazes do PCP, quer em termos absolutos quer em termos percentuais, eles representam um aumento brutal em relação aos anteriormente praticados. Bom seria que todos os partidos explicassem publicamente porque estão contra ou porque estão a favor, para percebermos da injustiça ou da justeza da medida. Fica lançada a discussão, recordando-se que a taxa de disponibilidade da água, uma taxa ilegal, continua a ser cobrada aos munícipes marinhenses e que a cidade continua ser inundada por toda a espécie de cartazes, alguns deles colocados de forma a tirar a visibilidade aos condutores.
A luta continua!

16 comentários:

Anónimo disse...

A Vida e a Morte???

Acho melhor não morrer... fica cara p´ra Caramba.

Fê-blue bird disse...

A apatia geral é em todo o lado.
Conseguiram o que queriam, desmobilizarem-nos.
Mas há sempre quem lute contra a corrente, continue!
Um beijinho

zé lérias disse...

Contradições.

..."O aumento das taxas pouca ou nenhuma discussão originou (...) seguindo aliás o estado de apatia geral que se abateu sobre o nosso concelho"


..."Olhando para os valores dos aumentos enunciados nos cartazes do PCP, quer em termos absolutos quer em termos percentuais, eles representam um aumento brutal em relação aos anteriormente praticados."...

..." recordando-se que (...) a cidade continua a ser inundada por toda a espécie de cartazes, alguns deles colocados de forma a tirar a visibilidade aos condutores."...

Abaixo o mau exemplo dos Cartazes da Contestação.Já!

Anónimo disse...

Tal como o Governo do país, também o Governo da Autarquia, segue a mesma bitola.
Eles gastam à vontade, com toda a liberdade, e os contribuintes espremidos, pagam com toda a obrigatoriedade.

oráculo disse...

Zé Lérias,

a sua veia panfletária é sobejamente conhecida, mas nada daquilo que transcreve é contraditório. Leia lá com atenção que vai perceber tudo. E nem vai ser preciso fazer-lhe um desenho.
E já agora se quiser dar a sua opinião, sempre ficamos a saber o que é que o Olho do Cuco vê...

gold disse...

Nesta lista faltam ainda outros agravamentos que tais.

Podia até havia taxas demasiado baixas, mas não há utente que aguente esta alteração brutal, sobretudo nos tempos que vamos vivendo.

Porque não foi feito um plano de actualização destas taxas (por exemplo anual), com moderação, de modo a que todos os cidadãos continuassem a viver nesta terra, sabendo com o que contavam ?

É bem mais facil fazer aumentar a receita do que diminuir a despesa, sobretudo quando se esmaga o lado mais fraco, os cidadãos (tal pai, tal filho). Tenham vergonha.

Dizia hoje na TV um utente da penitenciaria "sinto-me roubado". Eu tambem !!!

Anónimo disse...

Este não e mais do que o traço da governação socialista..roubar com a desculpa do "social" (fica sempre bem) gastar a tripa forra o dinheiro que não lhes custou NUNCA a ganhar e no fim...reforma dourada por inteiro 14 meses por ano!!
PS- e o 1 milhão de euros por 3 autocarros escolares? ninguem diz nada por mais este regabofe dos "suchas" locais? Paga zé...

zé lérias disse...

À atenção do ORA-CULO:
Não ofenda porque ninguém lhe deu confiança nem motivo para isso.
Ao afirmar que há contradições (freudianas, "quidsapit"?) no seu texto, foi porque me pareceu que você se preocupou mais com as denúncias e acusações dos cartazes dos comunas - que afinal contradizem, de facto, a sua afirmação de que ninguém liga a nada ("o estado de apatia geral que se abateu sobre o nosso concelho") do que propriamente com a inundação (?) de cartazes que tiram a visibilidade à "navegação".
Com a alguma educação e um resto de respeito, permito-me, mesmo assim, devolver-lhe os borrifos mal cheirosos que acabaram por não de atingir. Garanto-lhe.

Anónimo disse...

Apesar de não concordar com as taxas, acho que acompanham as dos restantes municipios.
Só espero que os serviços passem a ter maior celeridade no cumprimento dos prazos!!!!

Anónimo disse...

Acho piada... Estas taxas foram propostas pela anterior vereação CDU... e agora são contra!

A Verdade Chateia disse...

Meus queridos,

Sejamos sérios analisar estes assuntos.
Vou dizer mais umas verdades para chatear.

O problema não está nas taxas actuais, está sim, nas que se pagavam anteriormente, independentemente de haver uma ou outra situação injusta.

Imaginem quanto é que o município deixou de receber ao longo dos anos.

As taxas baixas também foram um incentivo aos exageros na quantidade e tamanho das construções e o resultado está aí com uma quantidade enorme da casas devolutas. Com as baixas taxas quem ganhou foram os construtores e as imobiliárias.

A coluna da direita deveria ser substituída por outra que nos desse as percentagens que deixámos de receber e nos fizeram muita falta para aplicar nas infraestruturas necessária para sustentar o crescimento desmesurado.

Desta vez a CDU está do lado dos construtores e de quem faz casas maiores do que precisa à custa de não pagar os serviços pelo devido preço.
Quem diria!

Assim como condeno as decisões incompreensiveis de baixar o IRS e da remuneração da administração dos TUMG agora felicito Câmara pela coragem (a CDU não a teve) da tomada desta decisão.

Comissão de Moradores do Largo das Calhandreiras disse...

Caro Zé Lérias,

o bitaiteiro que assinou como "oráculo" não tem nada a ver a Comissão de Moradores que postou o texto "Discussão Pública", pelo que a sua referência de resposta, atribuindo-lhe a autoria do mesmo (texto), não está correcta.

Aceite os nossos cumprimentos.

zé lérias disse...

À atenção da C.M. do Largo das Calhandreiras:

As minhas desculpas.

Fui enganado pela forma convicta como o sr."oráculo" pareceu tomar as dores de parto.


Fui e continuarei a ser leitor atento do vosso blogue que, à parte muitas discordâncias, considero muito interessante e informativo.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Meu caro "A verdade chateia" completamente de acordo com o seu bitaite.
A CDU ñão se pode esquecer do seu passado recente. Não teve a coragem de cumprir a lei que obrigava ao aumento das taxas e recorde-se que quando o governo aboliu a taxa de aluguer do contador de água a CDU logo se apressou a inventar a Taxa de disponiblidade na factura da água.A memória é curta.

Anónimo disse...

Pois, é sempre assim, os comunas querem ter sempre razão mas quando olhamos para o que fizeram no passado , são piores que ou outros. O actual executivo camarário gasta dinheiro no que é necessário, porque durante 4 anos nada se fez nesta terra e o dinheiro que deixou também não é como eles dizem, como se prova. Só que a Câmara não é uma empresa com fins lucrativos e tem de zelar pelo bem estar da população. Vejam como a crise passa pelos comunas: quem tem assim tanto dinheiro para gastar em propaganda é porque não sente a crise. É como a política deles, que chamavam fascistas ao PSD mas no anterior executivo chamaram para o seu regaço o PSD. Bem fala frei Tomás.......

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis prix
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ tadalafil comprare
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis comprar