.
.

sábado, 20 de outubro de 2007

FLC Memória

Marinha em Grande, quarta-feira 30 de Novembro de 2005


O FLC recorde aqui um post que na altura foi publicado no Largo das Calhandreiras e que, mais do que nunca, parece actual. Dois anos volvidos e a única coisa que Mestre Fati parece ter errado foi o ano em que a batata escaldou as mãos do senhor. Let's look at the trailer.

À Conversa com Mestre Fati

Iniciamos hoje um conjunto de conversas com Mestre Fati, Astrólogo, Médium e Vidente, o qual nos revela algumas previsões para 2006.
Mestre Fati lança os pequenos ossos sobre uma mesa de pé de galo coberta por uma pele de cabra, revira os olhos, estremece e começa a arrotar abundantemente.
Largo das Calhandreiras (LC) - Mestre Fati, o que vê?
Mestre Fati (MF) (com sotaque creoulo) - Vejo uma bata quente.
LC - Uma batata quente?
MF - Sim uma batata quente. Vejo um clube de futebol que quer vender uns terrenos, um "super-marche" que os quer comprar para se instalar no vosso concelho e um branco de bigode a passar uma batata quente a outro branco, de barbas.
LC - E o que dizem?
MF - O do bigode diz "mais um, menos um, com tantos super-marche ninguém nota."
LC - E o das barbas?
MF - "Fosca-se queimei-me..."

... e pelos vistos, queimou-se mesmo.

2 comentários:

censurado disse...

O branco de bigode .... hummmmmm que interesse terá ????? hummmmmmm estranho, ou nem por isso?????

Errol Flyn disse...

Onde anda esse branco de bigode???? Deve andar a ver as contas do ACM, onde está o seu aval ???? Deve a andar a pensar assim: se eu soubesse que isto acabava assim nunca dava o meu aval, porque comunista, comunista, mas as minha coisas são minhas. Ainda me ficam com o mercedes.... Isso é que não!