.
.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Eu é que Sou o Presidente..., Eu é que sou..., Não eu...



7 comentários:

Anónimo disse...

Em comunicado, o comite central decidiu que não será um nem outro. Alias o Britas já foi ter com o Barbas.
Na proxima reuniao de cambra será apresentado o novo presidente - sim novo, desportista, e da Vieira.
A não ser que tambem não apareça na reunião e aí quem preside é o Autocolante.

Curioso disse...

Será estratégia do Mestre d'obras ??

Anónimo disse...

Que vergonha...
Mas isto é mesmo verdade?
O JBD não quer sair?
Então o que diz agora o nazareno do brinquinho?
Isto tá bem entregue tá...

Curioso disse...

Noticia de última hora. O Barbas estava no seu gabinete à hora da reunião de Cambra. Será que ainda está de férias ??

Ou, com o tal problema da idade, esqueceu-se que se tinha de renunciar ??

Anónimo disse...

Mas afinal qual destes dois Presidentes (sim porque agora temos dois)é que tem 73 anos?
O careca, salpicado de alguns cabelos brancos e barba branca, ou o de farta cabeleira e barba negra?
( Eu disse Barba Negra?)

avatar disse...

Estou aqui com o Presidente, estou a tentar convencê-lo a não renunciar mas diz-me que vai renunciar quando ele bem entender, é que agora está de férias e por isso nem quer pensar em coisas da Câmara.
E não pensem que eu fui o obreiro desta “bofetada de luva branca ou de barbas pretas” ao PCP.
Mas vim mais para dizer ao pessoal do PCP que está tudo bem, aqui o Sr. Presidente não atende o telemóvel porque não sabe dele.
Ai! PCP, em vez de empurrar borda fora quem não tem jeito nenhum para cuidar da coisa pública vai empurrar o Duarte…
Bom, estamos aqui a meio de um tinto “Diablo”, 2005, um vinho chileno…
“Presidente… olhe o telemóvel a tocar”
Vê quem é…
“É o que disse que agora na presidência tudo vai ser diferente”
OH! Mulher traz aí uns salgadinhos para acompanhar este tinto, meu caro Avatar… vossa mercê acredita que eu pensava que o vinho do Cartaxo é que era bom…
"Telemóvel, é o Jerónimo"
Meu caro Avatar, não estou para esse, foi esse metalúrgico que me convenceu que o do Cartaxo é que era bom.

Anónimo disse...

Presidente da Câmara não renunciou a mandato apesar da promessa do PCP

O presidente da Câmara da Marinha Grande (CDU) não entregou o pedido de renúncia do mandato, ao contrário do que havia prometido o PCP numa conferência de imprensa, terça-feira.
Em declarações à Agência Lusa, Alberto Cascalho, actual vice-presidente que deveria assumir a liderança da autarquia, confirmou que o pedido de renúncia não foi hoje entregue e o presidente da autarquia, Barros Duarte, nem sequer compareceu na reunião de Câmara. “Eu comprometo-me apenas a cumprir as minhas funções”, limitou-se a dizer Alberto Cascalho, escusando-se a tecer comentários. A Agência Lusa tentou obter um comentário junto do líder local do PCP e do presidente da Câmara mas nenhum dos dois esteve contactável. Na terça-feira, a estrutura concelhia do PCP da Marinha Grande anunciou a renúncia do presidente da Câmara local, João Barros
Duarte, ao mandato autárquico, sendo substituído a partir pelo seu vice-presidente, recordando que existia um “acordo” entre o partido e o autarca - desde as eleições autárquicas - que previa a sua substituição apesar de “não ter sido definida uma data” concreta. O partido elogiou o trabalho de vários anos de Barros Duarte à frente do Município, “dando expressão ao projecto autárquico do PCP”, bem como o seu “contributo inestimável para a melhoria das condições de vida dos marinhenses e para o progresso e desenvolvimento da cidade”. Há dois anos, Barros Duarte reconquistou a autarquia para a CDU,
depois de três mandatos de gestão maioritária do PS. O autarca comunista obteve uma maioria relativa no executivo, que tem tido o apoio do vereador do PSD, Artur Oliveira.

http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=7fc6881c03de7ff9a9cd149bf05e86aa