.
.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Ração de Combate


7 comentários:

Isa GT disse...

Mas o Mourinho não vai vir e, pelos vistos, mais sorte tem tido Sócrates que ainda vai trazendo umas esmolas... só que, se calhar, está quase a ter a mesma sorte que Madail ;)))


Bjos

Fê-blue bird disse...

Andam a pedir salvadores e afinal ninguém salva nada :-(
E logo foram pedir a Espanha...
nem os porcos se salvam, coitados :-)


Bjos

Anónimo disse...

Governo promove perda de soberania

No âmbito da preparação da reunião do Conselho Europeu que tem lugar hoje, uma delegação do PCP foi recebida em audiência pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, e pelo secretário de Estado de Assuntos Europeus. À saída da reunião, Ângelo Alves, da Comissão Política, revelou o conteúdo do que transmitiu aos governantes.

Segundo Ângelo Alves, foram manifestadas grandes preocupações relativas ao apoio do Governo português a um vasto conjunto de medidas que, garante, põem em causa a soberania nacional, como é o caso do visto prévio do Ecofin aos orçamentos do Estado dos países membros. A

O membro da Comissão Política referiu-se ainda à acentuação da concentração do poder político da União Europeia num «directório de grandes potências», prevista aliás no Tratado de Lisboa, e que estará igualmente à discussão na reunião de hoje.

Ângelo Alves manifestou ainda a inquietação dos comunistas quanto ao empenho do Governo português e das instituições da União Europeia no reforço do chamado «eixo transatlântico». Exemplo disto mesmo é a realização em Lisboa, no próximo mês de Novembro, de uma cimeira da NATO onde se pretende aprovar um novo conceito estratégico, que a transformará definitivamente numa «organização ofensiva de carácter global». O que, destacou, «suscita-nos grande preocupação». O PCP está empenhado na mobilização popular contra esta cimeira e os seus objectivos, tendo sido já marcada pela campanha Paz Sim! NATO Não! (que congrega centenas de organizações) uma manifestação para o dia 20 de Novembro em Lisboa.

Aquele membro da Comissão Política criticou ainda a insistência nas «mesmas receitas de sempre» no combate à crise. Receitas que, prevê o dirigente do PCP, provocarão a manutenção ou mesmo agravamento da actual situação económica.

amigalhaço dos xuxas disse...

A Policia Judiciária está a fazer buscas na Liscont, empresa do grupo Mota-Engil, conhecida através do polémico ' Caso dos Contentores'. Jorge Coelho é o responsável da empresa que gere o terminal de contentores de Alcântara.

O movimento "Lisboa é das pessoas. Mais contentores não" lutou contra o alargamento do terminal de contentores de Alcântara concessionado à Liscont por ajuste directo.

Anónimo disse...

A brincar a brincar o Quinho deixa-nos aqui um assunto sério.
Se é certo que muitos dos nossos valores em variadissímos campos andam lá por fora e tristemente outros estão a caminho, corremos o risco de por cá só ficarem os medíocres (o chapeu é para a quem lhe serve) a comparação aqui feita do futebol com a política vem no momento certo. Quantos bons treinadores (não será certamente só o Mourinho) somam exitos lá fora.
Quantos bons políticos( e não me refiro só ao Ferro Rodrigues)não estão a dar excelentes contributos lá fora em instituiçãos intrenacionais que tanta falta nos fazem para podermos "voltar a acreditar neste País)

Pedro Coimbra disse...

Ganda tacada!!!
All in one!!

Apartidário disse...

É com isto é que temos de nos preocupar para nos prepararmo-nos para que tenha menos impacto nas nossas vidas.

O resto são manobras para entreter o pessoal. Vá se lá saber a quem interessa.


CARLOS COSTA ALERTA CAVACO PARA RISCOS DE FINANCIAMENTO

O governador do Banco de Portugal (BdP) manifestou, ontem, junto do Presidente da República a sua preocupação quanto à situação financeira do País. Com as contas públicas sob forte pressão dos mercados, Carlos Costa reiterou a necessidade de consolidação orçamental em linha com os objectivos do défice para este ano. A Cavaco Silva foi ainda transmitido outro alerta: a necessidade de os bancos portugueses arranjarem planos de diversificação de fontes de financiamento, como alternativa a acesso aos fundos do BCE.
.../...
Em Junho, Carlos Costa tinha já manifestado que "o agravamento da restrição da oferta de financiamento externo, constitui hoje o maior desafio da economia portuguesa". Uma restrição que, alertava então, se "manifestará com tanto mais premência quanto menor a confiança que os agentes financiadores julgarem depositar no País".

Surripiado do Diário Económico
http://economico.sapo.pt/noticias/carlos-costa-alerta-cavaco-para-riscos-de-financiamento_99443.html

Foram as asneiras feitas pelos nossos politicos (todos) ao longo dos anos, que nos fizeram chegar a esta situação e perder a soberania