.
.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Amaciadores...


Esta "treta" dos dois dirigentes dos maiores partidos da nossa praça nos quererem “lixar” mais uma fatia do pouco que alguns de nós ainda vamos tendo, criou uma encenação digna de um qualquer escritor de ficção que quando se chega ao fim do enredo, percebemos que o final estava desenhado logo no primeiro capitulo e nos leva a exclamar que "era mais que obvio".

Sem me querer armar em politólogo, começa a ser claro que o problema, não está na divergência no que toca às medidas a tomar. O problema está em quem vai assentar o “odioso” dessas medidas. O PSD claramente já disse que vai deixar passar o orçamento com a abstenção. Ou seja torna-se cúmplice das medidas nele incluídas mas sem as apoiar explicitamente. O PS não precisa mais do que isto. Mas aí tem que arcar sozinho com as tais medidas impopulares o que não dá grande jeito, especialmente em vésperas de um período eleitoral cujos resultados terão sérias repercussões para o futuro próximo.

Enquanto isto lá nos vão, sub-repticiamente preparando para o aceitar de mais umas tantas medidas que vão agravar mais as dificuldades que todos já sentimos. A encenação de Cavaco Silva que com pompa e circunstância anuncia a sua prestimosa colaboração para o encontrar de uma solução. Mais o aparecimento do secretário-geral da OCDE, Angel Gurría, na altura certa,
para mim não são mais, do que assim como que uma espécie de amaciador para tornar a coisa “aparentemente “ menos dolorosa, pois parece ter mesmo que ser.

7 comentários:

Isa GT disse...

O Angel até parecia que não estava a ler um discurso dele, parecia ter sido escrito à pressão e em cima do joelho, sobre as medidas que o nosso Ministro queria que ele falasse. (Eu e este meu pensamento traquina)

Acho que é mais, do que parece porque se fecham a torneira do dinheiro...

Vamos lá amaciando para levar trolitada...
Bjos

Luís Coelho disse...

A música continua e ninguém sabe quando acaba este bailinho, nem quantos favores se haverão de prometer a troco de um acordo pré-nupcial..........

Pedro Coimbra disse...

Não sei se o PSD está assim tão disponível.
Ouvir Cavaco a dizer que há mais partidos no Parlamento pareceu-me um recado muito claro - voltem-se para outros (um queijo limiano??), que o Passos Coelho está a fazer birra.
Vamos ver o que aí vem.

Anónimo disse...

Sendo uma situação de GRANDE GRAVIDADE, pensoque isso ninguém põe em causa, mas essa gravidade nasce da forma de GERIR so dinhieros do País...

Sejam quem forem os tempos dessa gestão, a verdade é que foram as opções feitas, a decisões tomadas e a forma de entender a gestão financeira que levou a este ponto onde nos encontramos.

Calro que a Crise, potenciou e tornou mais notória a nossa fragilidade.

A mim o que me parece curisoso, e com grande falta de sentido patriótico, é haver leituras polito-partidárias, e aíjustiçaseja feita, de todos os quadrantes politicos, sem excepção.
o que é LAMENTAVEL

E achoque não podemos pensar, como o post traduz, que tudo nãopassa de uma história, porque a história é real, lamentavelmente é a NOSSA e seremos nós e os nossos filhos a pagar mais esta factura

Anónimo disse...

O Secretário Geral da OCDE veio a Portugal numa clara ingerência sugerir medidas,que são receitas que todos nós já conhecemos e que aliás este governo tem na calha já para este orçamento de Estado.Aumento do IVA e do IMI,Cortes nas deduções fiscais,Congelamento de salários,Revisão do subsidio de desemprego.mais flexibilidade no emprego estc.etc.
Não vemos nenhuma medida que atinja os grandes grupos económicos.Mais sacrificios para o povo e os trablhadores.PS , PSD e Presidente num jogo de bastidores preparam o ppróximo orçamento de Estado,agora com maior suporte dado que foi proferida a setença pelo Secretário Geral da OCDE.Relatório à medida do Governo.Mas também já hoje de manhã Mira Amaral um cavaquista,defendia a possibilidade do corte no subsidio de Natal.Porque não propõe o corte nas reformas,especialmente naqueles pessoas que têm mais do que uma reforma.Porque não propoem que a banca paque mais impostos.Porque não vão buscar dinheiro aos paraisos fiscais.Porque não tributam mais as grandes fortunas,a compra de carros de luxo,iates etc.
Porque a politica é feita a medida dos grandes interresses economicos.Porque quem determinada o andamento politico e economico são as directivas internacionais que mandam e interferem todos os dias no nosso País.Porque a nossa soberania foi entregue a troco de algumas migalhas que entraram nos bolsos dos mesmos de sempre.Foram os subsidios para acabar com a agricultura,com as pescas,com a industria e então como podemos ser independente se já não produzidos para comer.Tudo isto não aconteceu por acaso é produto da politica de direita dos sucessivos governos do PS/PSD E CDS.
Basta,temos de nos indignar e lutar para inverter a situação.Se não tivermos esperança e capacidade de resistencia somos devorados e então não respeitamos gerações e gerações de homens e mulheres,que com dignidade lutaram para Abril fosse possivel.

Anónimo disse...

Pois é e depois venden-nos a ideia de que se não for assim amanhã é bem pior.
Preparam-nos antecipadamente para as medidas gravosas que atingem a esmagadora maioria dos Portugueses.
A situação das familias está insustentável.O poder de compra a aumentar e os magros salários a decrescerem .Hoje esse pobre a trabalhar,quando efectivamente muitas das empresas rentáveis acumulam lucros em flecha.E os salários dos 5oo a 600 euros não chegam para a renda de casa,agua luz e gás.Há reformados que gastam mais de metade da reforma na farmácia e durante o mes passam fome e privações depois de uma vida de trabalho.
Não tem de ser assim.Não devia ser assim.
Comecem por cima a dar o exemplo,cortem substancialmente nas reformas acima dos três mil euros.Cortem nas segundas reformas que muitos politicos no activo têm.Cortem no funcionamento dos gabinetes ministeriais.Cortem nos carros do Estado.Imponham impostos suplementares para empresários que exibam um património acima do razoável.Taxem a banca com mais impostos.Reduzam nos salarios dos admanistradores publicos e privados.
Deem um sinal de esperança para quem já não tem capacidade para aguentar mais.
Não comam o bolo todo do orçamento,porque senão um dia ficam sem exercito para vos criar a mais valia,que desperdicais em carros,vivendas e outros luxos.

Fê-blue bird disse...

Meu amigo:
Isto já lá não vai com amaciadores e aditivos, agora só uma grande ensaboadela e lixívia, muita lixívia para desinfectar tanta roupa suja.
Fala uma dona de casa experiente na arte de bem lavar. ;-)


Beijinhos