.
.

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

A CARTA DA RENÚNCIA


O FLC teve acesso à Carta da Renúncia e publica-a em primeira mão. Trata-se de um documento histórico e clarificador da actual situação política marinhense e cuja publicação neste blog, vem demonstrar a importância do FLC no espaço comunicacional local.
.
.
Inimaginável há uns dias atrás, é o mínimo que se pode dizer do facto do FLC ter tido acesso em primeira mão à carta da renúncia. Este facto que por si só já é relevante, vem provar que o FLC é um blog bastante apreciado por muitos marinhenses e em particular pela classe política da nossa cidade a qual, em circunstância alguma, dispensa a sua leitura diária e atenta, bem como a sua participação interessada. Em tempo de aniversário esta é mais uma prova do crédito que temos feito por merecer e da consideração que nos reservam os que pretendem fazer chegar até ao povo as suas mensagens, o que muito nos orgulha.
O documento, que nos chegou através de um conhecido senhor que pediu para não ser identificado, mas que sempre foi adiantando que o mesmo foi obtido sem recurso a qualquer meio ilícito, vem clarificar a situação de confusão existente e vem pôr termo a toda a especulação das últimas semanas.
Pela sua importância e pelo interesse público que este documento reveste, o FLC decidiu publica-lo na integra e em primeira mão. E se dúvidas havia, esta é a Carta da Renúncia, uma carta que poderá mudar o rumo do jogo e que vem explicar muita coisa.


(clicar aqui ou em alternativa aqui)

3 comentários:

Acintoso disse...

Este post (que quase passou despercebido tal o chorrilho de informação) está muito bem esgalhado.
De facto, tudo isto parece não ser mais do que uma disputada partida de sueca em que os intervenientes mais se parecem com os Marretas do que com os políticos que deviam ser!

Anónimo disse...

E os Velhos (vereadoes do PS) a verem!!
HAAA...!!!
ass.
Gato Fedurolas

Vitaminose disse...

No podia deixar de vos dar os PARABÉNS pela enorme criatividade deste Post. É bom saber que temos artistas desta qualidade no nosso Concelho (não me estou a referir aos jogadores das cartas).