.
.

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Revista de Imprensa

"Arsénio volta a ultrapassar limite na água em Vieira de Leiria"


O níveis de arsénio na água da rede pública de Vieira de Leiria voltaram a ultrapassar os limites recomendados, mas a Câmara da Marinha Grande considera que os níveis registados não colocam em causa a saúde pública. Segundo as medições divulgadas pela autarquia, a Rua da Passagem é aquela onde se registam valores mais elevados (12, num limite de 10), com o arsénio a ultrapassar os parâmetros normais, enquanto nas ruas da Indústria e 25 de Abril as leituras atingem o valor máximo recomendado.
Nos quadros divulgados pela autarquia, o nível de ferro na água excede também o máximo recomendado na Rua da Indústria (362, para um máximo de 200).
Num comunicado enviado aos jornais, a Câmara da Marinha dá voz a um parecer do Delegado de Saúde, segundo o qual "os incumprimentos paramétricos actuais não põem em grave risco a Saúde Pública". Aconselha-se, todavia, as grávidas a não consumirem água da rede pública de Vieira de Leiria, até que a situação esteja normalizada", lê-se num comunicado da autarquia, que acrescenta que os resultados das análises chegaram à sua posse no passado dia 3 de Abril, mas dizem respeito a uma colheita feita no dia 24 de Março. Aliás, no quadro verifica-se que a água saiu do reservatório já com níveis de arsénio muito próximos do limite (9 em 10), e pelo caminho os valores vão aumentando, à excepção da Praia da Vieira, onde a água chega com a mesma concentração de arsénio. Em comunicado, a autarquia cita um relatório do Delegado de Saúde da Marinha Grande, Artur Felisberto, datado de 03 de Abril, onde é recomendada investigação sobre as razões por que se verifica este problema na água, realçando que, no caso do ferro, não há qualquer problema para a saúde.
Entretanto, a câmara diz
Ter já procedido a colheita de água para realização da contra-análise nos dois locais que registaram os valores mais elevados. No dia 04 de Abril, acrescentam, foi feita uma operação de despejo e limpeza das condutas na Rua da Indústria (Vieira de Leiria) e na Rua da Vieira (Passagem), seguindo-se nova análise. Na próxima terça-feira, 8 de Abril, vai ser feita nova colheita para análises, em diversos locais da rede. Faz saber ainda que há medidas preventivas em curso, nomeadamente o plano de controlo operacional, em acção desde Janeiro de 2008, por recomendação do IRAR - Instituto Regulador de Águas e Resíduos. Na prática, significa a realização quinzenal de análises em diversos pontos da rede pública, na freguesia de Vieira de Leiria, para medir o ferro e o arsénio, sendo que, afirmam, desde Janeiro que os níveis têm estado abaixo dos valores paramétricos.



(surripiado do Diário de Leiria)

3 comentários:

Pirolito apreensivo disse...

Coisa séria e perigosa esta!
Era bom que se identificasse, com urgência, a fonte poluidora!

s.t.o.p. disse...

Caro pirolito, eu não percebo nada da coisa mas pelo que ouvi dizer não tem nada a ver com poluição mas sim com aspectos geológicos. Só há aqui uma coisa que não percebo. É que já se arrastando este problema há tanto tempo, não seria melhor investir em equipamento adequado ou então comprar água às Águas do Mondego(como faz Leiria em relação ao Pedrogão que tem o mesmo problema) do que continuar a gastar rios de dinheiro a abrir furos?

Anónimo disse...

Que tem a dizer o Vereador AA?
Será que os xuxas da Vieira andão a tramar alguma?
Como aconteceu com o Parque da Cerca na Marinha? Antes das Eleições?
Não será resultado dos últimos incendios na mata nacional?