.
.

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Como forma de reconhecimento pelo prestimoso, relevante e generoso contributo dado pelo Dr. Guedes Coelho à Marinha Grande e à sua população, o Largo das Calhandreiras associa-se à homengem que a cidade lhe presta.
Recordamos que, no início de 2007, numa iniciativa deste Largo em que se pretendia "ressuscitar" memórias colectivas de personalidades relevantes para a vida e história da Marinha, o nome do Dr. Guedes Coelho foi apontado por alguns calhandreiros como personalidade de superiores qualidades e relevantes serviços prestados à comunidade.
Fica o nosso agradecimento público a toda a sua família.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CMMG

"Câmara e Comissão homenageiam Dr. Guedes Coelho"

A Câmara Municipal da Marinha Grande e a Comissão de Homenagem ao Dr. Guedes Coelho inauguram uma placa em homenagem ao Dr. Aníbal Couceiro Neto Guedes Coelho, que se realiza no próximo dia 12 de Abril de 2008 (Sábado), pelas 17 horas, no edifício onde viveu e exerceu medicina, situado na Rua Machado dos Santos nº22, na Marinha Grande.

A iniciativa tem como objectivo homenagear e reconhecer o contributo do médico no âmbito da luta contra a tuberculose.

Além da inauguração da placa, estão previstas outras actividades, a ter lugar no dia 12 de Abril de 2008, pelas 21h30, no Sport Operário Marinhense (S.O.M.), para as quais a entrada é gratuita.

O programa é o seguinte:
Sarau de Arte, a cargo da Escola de Música do S.O.M.;
Sessão de informação e sensibilização sobre a nova estirpe de Tuberculose Multiresistente, pelo Dr. Mário Morais Roldão;
Encerramento da sessão de Homenagem ao Dr. Guedes Coelho com testemunhos públicos dos seus doentes, dos familiares destes e dos amigos.

Quem foi o Dr. Guedes Coelho

Aníbal Couceiro Neto Guedes Coelho nasceu na Marinha Grande no 25 de Janeiro de 1907 e faleceu nesta cidade a 12 de Abril de 1977.

Licenciou-se em Medicina na Universidade de Coimbra, em 1931. Veio depois para a Marinha Grande onde exerceu a profissão toda a sua vida, com exemplar dedicação e zelo, do que é testemunho o muito respeito e apreço que ficou na memória das gerações vindouras.

Foi sempre o médico que acompanhava e aconselhava as famílias. Talvez por isso, viu necessidade, a dado momento da sua vida, de dedicar-se ao combate à Tuberculose, salvando a vida a centenas de tuberculosos, numa época em que ainda não existiam profilaxia e tratamento adequados. Com o seu esforço, abnegação e persistência, erradicou a tuberculose no Concelho.

Era tido como o maior especialista naquela doença, em Portugal. Na qualidade de Médico Tisiologista, pertenceu aos quadros do IANT (Instituto de Assistência Nacional aos Tuberculosos) e fundou a Enfermaria Abrigo.

Aquando da criação do primeiro Posto Médico dos Serviços Médico-Sociais da Marinha Grande, foi convidado para médico-chefe daquele serviço, lugar que ocupou durante vários anos.

Médico de várias fábricas, aí introduziu os conceitos de Medicina do Trabalho e Saúde ocupacional. Foi ainda médico da CP (Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses), numa extensão que ia para além da Marinha Grande até Valado dos Frades.

Conhecido pela sua boa disposição e afabilidade, cumpriu uma vida exemplar, sendo respeitado na sua terra natal que tanto amava, onde deixou muitos amigos, sobretudo aqueles com quem se relacionou como médico ou como cidadão.

4 comentários:

Pirolito disse...

Aplaudo esta iniciativa a ambas as mãos!
É justíssima esta homenagem que só pode perder por ser tardia e por não ser maior ainda!
(Por exemplo, eu, cá por mim, acho que haveria de haver uma maior informação aos marinhenses sobre quem foi o dr. Guedes como homem e como o médico!...).

FLC disse...

Se desejar pode (também) fazê-lo aqui caro Pirolito. Tem via aberta.

Anónimo disse...

"Grande Homem - Grande Causa"
Foi por ela que lutou a vida toda.
A Marinha só tem a agradecer a este Grande Homem por tudo o que fez.

Anónimo disse...

Estamos a evoluir ..... já conseguimos homenagear alguém que foi figura no Concelho e não esteve no Tarrafal ....

e com uma Câmara vermelha .....

Parabéns, parece que atingimos a maioridade ......

(é que, até agora, parecia que antes do 25/4 não havia história nesta Terra, só "vermelhos" presos no Tarrafal).