.
.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Revisão de Conceito


«há uma assimetria simbólica: os homens são mais valorizados por aquilo que fazem e as mulheres por aquilo que parecem»

Alice Marques


sugere-se:

«há uma assimetria simbólica: temos homens que são valorizados por aquilo que não fazem e mulheres por aquilo que parecem»

23 comentários:

Acintoso disse...

Pois cá a mim o que me parece é que a mulher - Alice Marques - fez um enorme favor ao homem - Alberto Cascalho! (vide o último número da 'Folha Verde' marinhense...).
Ou estarei enganado?

Anónimo disse...

Está mesmo enganado...

Será que nesta terra, as pessoas só sabem criticar, levantar falsos testemunhos. Que tristeza!!!

Parece-me que está mais que na hora de valorizar o que é nosso, incentivar os empreendedores locais.

Infelizmente, na Marinha Grande andam meia dúzia à frente a fazer coisas e o resto na retaguarda a dizer mal.

Temos que acabar com isto, para o nosso bem colectivo.

Anónimo disse...

Alice Marques: Jornalista (e membro não oficial do Comité do PCP!!!!).

Já agora... quanto é q o Comité 'pagou' ao 'Berlusconi' para ter lá esta Senhora a trabalhar e, pior que isso, a esgratafunhar estas baboseiras??

Tá mais que visto que o 'Berlusconi' não tem honra nem vergonha na cara...

Viva o jornalismo por encomenda!!

Anónimo disse...

Berlusconi a presidente!!!

Anónimo disse...

Alice Marques foi nomeada biografa oficial da mediocridade marinhense... Ao que isto chegou...
Mas tanta vergonha tem ela como o Berlusconi que se presta a estes papeis....

Anónimo disse...

«há uma assimetria simbólica: temos homens que são valorizados por aquilo que não fazem - ALBERTO CASCALHO e mulheres por aquilo que parecem - ALICE MARQUES»

Maria estrela disse...

Concordar ou discordar é normal em democracia. O que não é normal é a falta de respeito pelas pessoas.
O PCP nunca necessitou de pagar para alguém escrever nos jornais.
E falar em baboseiras,só pode vir de pessoas de baixo nivel.
A Drª Alice Marques é uma senhora de grande nivel e com muitas provas dadas.Assume e assina o que escreve com grande dignidade.
Ao contrário deste anonimo. Seria de bom tom que desse a cara. A Drª Alice Marques deu e eu também.

Anónimo disse...

A maria estrela diz não é normal é a falta de respeito. Então, não foi a Drª Alice Marques que no JMG escreveu que só ia à praia da Polvoeira para dar banho ao seu cão? Esse acto é de elevado nível para uma senhora de grande nível, não é? Estou de acordo consigo quando escreve que não é normal é a falta de respeito pelas pessoas.

JC disse...

No editorial do JMG da edição da semana passada, o ilustre director fala sobre a "nova rubrica editorial, denominada «Um dia com...»" e anuncia que "a jornalista Alice Marques" foi a sombra de Alberto Cascalho durante um dia.

Ora sendo D. Alice Marques jornalista, está obrigada pelo código deontológico da profissão. Será que o cumpriu escrupulosamente? (http://www.jornalistas.online.pt/noticia.asp?id=24&idselect=369&idCanal=369&p=368)
Contudo, não estará a ele sujeita ser não for jornalista... (http://www.ccpj.pt/jornalistas/jornalistas.htm)
Caso não o seja, o senhor director faltou à verdade.

Mas também se pergunta: será moral e eticamente aceitável que uma pessoa com os "interesses políticos" (leia-se: da mesma "cor", colegas de lista, etc, etc...) da D. Alice Marques faça uma reportagem destas? E será ético e moralmente aceitável o director de um jornal (com carteira de jornalista!!!) solicitar uma reportagem destas a uma pessoa (jornalista ou não) cuja posição dificilmente poderia resultar num trabalho isento?

O Sr. João Paulo Pedrosa insurgiu-se e bem contra o conteúdo do trabalho da D. Alice, mas a respeito da conduta do Sr. Director do jornal, nem uma palavra. Afinal o “veículo” que a D. Alice usou para enaltecer a figura do Sr. Presidente é o mesmo que o Sr. Vereador/Chefe de Gabinete do Governador Civil/Presidente da Distrital usa para intervir politicamente no concelho, pelo que não convém hostilizar o dito director.

Quanto ao conteúdo da reportagem, apenas transcrevo uma pequena frase atribuída à senhora adjunta do Sr. Presidente, mas “contextualizada” com precisão e de forma cirúrgica pela D. Alice, de mote próprio e sem qualquer pudor em relação a alguém que, no mínimo, deveria ter direito ao contraditório: “Em quatro meses o presidente já foi mais vezes aos vários sectores da câmara, do que o anterior em todo o seu tempo de mandato”.

É isto o nosso “jornalismo”? É isto a seriedade apregoada? Razão têm o Sr. João Barros e o Sr. Hermínio, este pasquim não serve a Marinha, serve despudoradamente os interesses de alguns! Disse!

avatar disse...

a rúbrica até é interessante, enquanto ideia...
Depois de ler, foi como colocar uma estátua numa rotunda a um comunista ou comodista...

E refere o director: ai se vocês soubessem o que sofre um presidente, ninguém se candidataría...
por ir a jantares e cerimónias?
gostava de saber se o director tem noção da dificuldade de ser trolha, nomeadamente hoje que (disseram-me) chove...

sobre quem fez o trabalho, claro que um comunista só se deixa entrevistar e deixar seguir por um camarada...

Depois de sabermos que o presidente é o "interino", agora passou a ser o "tadinho"

E depois li sobre as mulheres que trabalham com o "tadinho", sería interessante perguntar-lhes: quanto ganham? e merecem ou são necessárias? e a menina não foi aquela que o Barros duarte abriu um concurso e depois entrou uma socialista? E quanto custa ter um gabinete com 3 pessoas e mais os assessores?

É por isso que eu estou a tratar de ser presidente aqui no Tarrafal, não é que os gajos querem que eu seja trolha? com o calor que faz aqui? São malucos

Bom avatar...

Anónimo disse...

A "Maria Estrela" é mais um anónimo... como todos os outros!!!!

Anónimo disse...

Os Cães ladram, mas, infelizmente para eles, a caravana passa.

Anónimo disse...

Ai tanta inveja e ódio...ou será medo ?
Esta oposição assim não vai lá...escrevam isso.

Anónimo disse...

... medo do cão e do gato

Anónimo disse...

Claro Maria Estrela o PCP nunca teve necessidade de pagar a alguem para escrever nos jornais...Há sempre uma Alice Marques pronta para fazer o frete...que eu saiba ninguem falou em "apito dourado"... isso são outros futebois....não é?

Anónimo disse...

“Em quatro meses o presidente já foi mais vezes aos vários sectores da câmara, do que o anterior em todo o seu tempo de mandato” Isabel Paixão dixit...
Isabel Paixão foi sempre a mulher de confiança de Barros Duarte, enquanto Presidente, foi duas vezes sua Secretária pessoal, adjunta...os seus olhos e ouvidos em tudo o que era serviço da Câmara...
Estas palavras de Isabel Paixão confirmam o que Barros Duarte afirmou quando foi obrigado a abandonar a Câmara...TRAIÇÃO... TRAIÇÃO .... TRAIÇÃO
Olhe Cara Isabel Roma nunca pagou a traidores.

avatar disse...

Curioso que eu li e reli essas palavras...

Curioso que tanto disse ao Duarte: "cuidado com as pessoas que o rodeiam" e na verdade essa senhora minava o Barros Duarte.

Bom avatar

Anónimo disse...

tava bem era na secção de limpeza...

Curioso disse...

Mas afinal quem é essa Isabel Paixão? O que é que ‘rezam as crónicas’- se é que rezam!- a seu respeito?
Para além da 'nomenclatura' pêcêpiana (se é que ela consta lá...) onde é que mais o seu nome figura como senhora de feitos e de obra??.
Quem souber que me mate a esta curiosidade impenitente que comigo veio do berço e comigo irá para o buraco!...

Maria estrela disse...

Claro que não se falou de apito dourado, isso são defacto outros futebois, mas podemos falar disso, mas cara a cara e em publico. Mas para este anónimo deve ser dificil dar a cara,aliás já revelou aquilo que é... de baixo nivel, para não dizer mais.

Zé Fé Vieira 1917 disse...

Estrelinha, estrelinha. Diz ao teu marido para se ir embora, porque dantes era o que as pessoas quando tinham vergonha faziam. Hipócritas!!!! e ainda por cima comunistas. D[a vontade de rir.

Acintoso disse...

Sabem que mais e o que tudo isto é (com Estrela ou sem ela!) é um VÓMITO. Um nojo de vómito!

Anónimo disse...

Então não é humor inglês?