.
.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Correio dos Leitores

(texto recebido por e.mail)


Caros membros da Comissão de moradores,

Por me parecer que seja um assunto pertinente e que merece uma reflexão aprofundada, envio este texto e deixo ao vosso critério a oportunidade de divulgação.


Na última edição do EXPRESSO foi publicado um caderno com Ranking das escolas do ensino secundário.

Na análise desse ranking, segundo ouvi de alguns analistas e comentadores, deverá haver cuidados na sua interpretação porque parece existir uma relação positiva entre o nível de desenvolvimento socioeconómico da região onde está inserida a escola e o nível de resultados escolares do seus alunos. Por isso, o fraco desempenho de determinadas escolas do interior pode ser justificado por esta via.

Como o nosso concelho apresenta um nível socioeconómico acima dos concelhos limítrofes, seria de esperar que o desempenho dos nossos alunos fosse também superior.
Infelizmente as escolas da Marinha Grande (Calazans e Pinhal do REI) apresentam um resultado abaixo da média de todos os concelhos limítrofes e muito abaixo da Batalha, Porto de Mós e Caldas da Rainha, conforme se pode ver no mapa anexo ao referido artigo.

Penso que, e dada a sua gravidade, deveria uma reflexão objectiva e aberta acerca destes resultados e que envolvesse não só a escola, os alunos, os pais e o município, mas também os principais partidos, associações e todo a nossa comunidade, sem lugar para acusações nem ressentimentos pois, de uma forma ou doutra, todos temos uma quota de responsabilidade por esta situação.

Essa reflexão deveria ser fundamentada por um estudo cientifico que pudesse servir de referencia. Mais ainda, teria de ser no sentido de encontrar soluções que seguramente exigirão uma mudança de atitude de todos envolvidos.

Exigiria seriedade e regras que permitissem uma discussão séria e baseada em factos, que nada tivesse a ver com o tipo de discussões que, infelizmente, podemos encontrar nas reuniões de Câmara ou na Assembleia Municipal.

Seria muito interessante que esta reflexão fosse realizada por iniciativa conjunta das direcções das escolas referidas neste estudo e patrocinada pela Câmara Municipal. Se assim não acontecer, talvez caiba às comissões de pais assumir essa responsabilidade.

Com toda a modéstia, espero que as sugestões apresentadas neste documento sejam alvo de discussão sã e objectiva no sentido do seu aperfeiçoamento e melhoria.


Apartidário

6 comentários:

folha seca disse...

Caro Apartidário
Oportuna a questão que coloca e um excelente motivo para discussão aqui (e claro que não só).
É evidente que num sector envolvido numa (aparvalhada) guerrilha nestes ultimos tempos, os resultados só podiam ser estes, para mal, da formação dos nossos filhos e netos e os reflexos para o futuro do nosso País, que esta situação acarreta. Mas mais do que a constação, é preciso agir e juntarmos "vontades" para denunciar as verdadeiras razões e não permitirmos que se instale a ideia que as gerações, que hoje frequentam as nossas escolas, são "burras".
Eu recuso essa ideia.
Cumprimentos

Acintoso disse...

Há algum tempo já que não faço qualquer comentário aqui no Fórum, contra o qual nada me move. Bem pelo contrário... Só que não tem calhado! É tudo.

Mas, ao ler esta mensagem do Apartidário não posso deixar de manifestar o meu aplauso pela clareza da intervenção e pela sugestão de rigor que faz.
Devo dizer que partilho, sem quaisquer restrições, a sua ideia e a sua sugestão.
Haja quem tenha a coragem de dar continuidade à ideia, pois com isso todos teremos a ganhar.

Parabéns.
Acintoso

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Venho comunicar à CM do Largo o meu regresso às lides no CR. A luta continua!

Fê-blue bird disse...

Este "comunicado" é muito pertinente e adequado à situação retratada.
Pena que na prática muitas vezes estas sugestões não sejam devidamente tidas em conta. Quem perde: A comunidade.

Beijinhos

Anónimo disse...

Não se pode comparar o incomparável. Batalha e Porto de Mós são meios muito mais pequenos e onde a desigualdade social que existe na Marinha Grande é menor. Logo...

Anónimo disse...

E então? iiso quer dizer que ...