.
.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

A Profecia


Este ano, os diligentes serviços camarários que têm a seu cargo a actualização do site da CMMG, disponibilizaram ainda no dia 24 de Abril (e com alguma antecedência), os discursos que os presidentes da Assembleia Municipal e do executivo iriam proferir nessa noite, com o seguinte texto introdutório :

“Inseridos nas comemorações do 35º aniversário do 25 de Abril, os discursos em anexo foram proclamados da varanda do Salão Nobre da Câmara Municipal, às 00h00 do dia 25 de Abril de 2009, para uma audiência de milhares de munícipes que encheram a Praça Guilherme Stephens.”

Nós, que tantas vezes aqui temos criticado a falta de actualização do site da câmara e dos seus conteúdos, desta vez, para sermos justos, propomos um voto de louvor pela antecipação da divulgação dos discursos e pela perspectiva visionária do ambiente em que os mesmos iriam ser proferidos (embora o tempo verbal utilizado tenha sido o passado).
Pena foi que a profecia não se tenha cumprido uma vez que a evocação de tão importante data merecia uma "Praça Guilhereme Stephens" a abarrotar. Sinais dos tempos?
Excluindo o aspecto panfletário da abordagem, este é certamente um assunto que mereceria alguma reflexão e em que a responsabilidade pela ausência do povo, ao contrário do que alguns afirmam, é antes de mais uma responsabilidade colectiva. Ou como diz o povo ausente: todos têm culpas no cartório.

2 comentários:

anarcabe disse...

há quem diga que esteve mais gente, também quem afirme que esteve menos.

Proponho irmos a votos.

Anónimo disse...

menos... muito menos. Vou sempre, à uns anos a esta parte.

Esteve menos gente, muito menos.