.
.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Revista de Imprensa

"Movimento Cívico Independente apresentou-se ontem e admite candidatura à Câmara"

O Movimento Cívico Independente da Marinha Grande foi apresentado ontem naquela cidade, com o objectivo de ser um espaço de "reflexão e acção" sobre o concelho e admitindo a possibilidade de candidaturas à Câmara e Assembleia Municipal.
O seu promotor, Artur Pereira de Oliveira, vereador eleito pelo PSD na Câmara Municipal da Marinha Grande mas actualmente na qualidade de independente, explicou à agência Lusa que o movimento "tem como objectivo a discussão dos problemas relacionados com o desenvolvimento do concelho".
"No fundo, é uma plataforma de reflexão e acção, que não tem nada a ver com nenhum partido, nem se afirma contra qualquer candidato", afirmou Artur Oliveira, acrescentando que "têm existido pressões no sentido de o movimento avançar com candidaturas de independentes aos órgãos municipais".
O promotor declarou-se "disponível" para protagonizar uma dessas candidaturas e continuar "ao serviço da Marinha Grande".
O responsável destacou que a Marinha Grande "já foi um baluarte da indústria, do progresso e da inovação", mas ultimamente "tem sofrido revezes", que contribuem para "o seu atraso social e económico".
Segundo Artur Oliveira, esta situação deve-se "à falta de políticas adequadas", que contribui, também, para a "degradação social e económica".
"Muitos munícipes sentem-se desiludidos com alguns políticos e partidos", reconheceu, sublinhando que "é nesta altura, com estes problemas, que surge este movimento".
Para já, o Movimento Cívico Independente, que "está aberto a todas as pessoas", independentemente da sua cor partidária, vai tratar da sua "oficialização".
Artur Pereira de Oliveira tem 75 anos e foi um dos fundadores do PSD na Marinha Grande.
Fez parte da Comissão Administrativa do concelho e foi eleito vereador pelo PSD nas eleições autárquicas de 1979.
Após um interregno, regressou à actividade partidária em 2005, tendo sido eleito vereador.
Para garantir a maioria absoluta, a CDU, que ganhou o acto eleitoral, fez uma coligação com Artur Pereira.
Em Novembro do ano passado, Artur Pereira anunciou a entrega do cartão de militante ao partido, alegando que a Comissão Política Concelhia (CPC) do PSD lhe retirara a confiança política.
Ao mesmo tempo, devolveu os pelouros, entre os quais as Obras Públicas e o Ambiente, que o presidente da autarquia recusou.
Na ocasião, o presidente da CPC do PSD, Manuel Teles, esclareceu que "nunca o partido lhe retirou a confiança política", mas reconheceu "uma difícil articulação entre o vereador e a CPC".
"Por isso, ao delinearmos a estratégia para as próximas eleições autárquicas, entendemos que não se integrava na nova equipa de candidatos", adiantou Manuel Teles.


(surripiado do Diário de Leiria)



Nota da Comissão de Moradores:
O Sr. A. Oliveira continua a constar no site do PSD como vereador daquela força partidária.

7 comentários:

Assustado disse...

Nem acredito no que li.

Então estes indivíduos (Artur Oliveira, Cadima, e Compª) não são, ou foram vereadores ?!?!

Quando dizem que "Muitos munícipes sentem-se desiludidos com alguns políticos e partidos", estão concerteza a falar deles mesmo, e dos partidos a que pertencem.

anarcabe disse...

Diz este caro Sr. que "ultimamente a Marinha Grande tem sofrido revezes", ainda bem que alguém que é executivo nesta edilidade e neste momento, assume uma verdade que todos sabemos e sentimos.

O que este executivo CDU/PSD tem feito, é politica de terra queimada para o futuro, ou seja: Não vão deixar nada de estruturalmente edificado ou a edificar. Se ganharem as eleições terão alguns trunfos (mau de mais era se não tivessem), se perderem quem vier que se amanhe, pois terá de começar tudo de novo.

Anónimo disse...

"Venham mais 5"

Anónimo disse...

E preciso ter lata! Quem é a imagem de marca da trapalhada incopetente que tem sido este executivo CDU/AA vem agora renegar o seu "patrão" e assobiar para o lado como se nada tivesse a ver com a coisa.?.
Devem ser os 75 anos (mandato 75-79?) que já o fazem esquecer onde trabalha todos os dias e quem lhe paga o salario ao fim do mes...é triste.

Acintoso disse...

Booooa!
Pois que venha o tal Movimento e que vá a votos.
Essa será a melhor forma dos marinhenses dizerem ao Artur Autocolante e aos pobres incautos que se lhe juntarem, o quanto 'apreciaram' a imensa trampa que ele fez ao longo destes quatro longos e dolorosos anos!
Ele sempre há cá umas lábias...

Anónimo disse...

Força AA, avança .......... tu, o Anarcabe e o Franklim ...... enfim, a nata.

anarcabe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.