.
.

sábado, 18 de abril de 2009

é pá, por muito que me esforce não consigo perceber de que é que o homem está a falar... é da minha vista ou os barrotes estão tortos?

19 comentários:

anarcabe disse...

A CDU não fez por merecer nada, só criou confusão no concelho e desbaratou a pouca estabilidade que detinha, por ter ganho sem maioria e ter como gestão o apoio do PSD.

Enfoque no trabalho social? Quando recusaram diminuir o IRS, pelo menos nas famílias mais desprotegidas. Dizem-se de esquerda? como? onde?

Não, não e não!

Anónimo disse...

Anacarbe

Então não está farto de saber que o APOliveira ja entregou o cartão do PSD, sempre trabalhou na Camara de forma autónoma e independente e, inclusivamente, agora até está a criar um grupo independente?

Por muito que lhe custe o PSD para aqui nunca deve ser chamado desde "ab initio"

anarcabe disse...

Sei que foi o PSD que propôs APOliveira para a sociedade com a CDU, desde "ab initio" como diz.

Irão colher os "lucros" desta gerência também, como é claro.

Anónimo disse...

anarcabe

Olhe que não..olhe que não...

A nova filosofia do Psd local é bem diferente daquela que foi nos tempos passados...

A começar pelo candidato... que além de ser uma pessoa com perfil adequado para o cargo sabe bem o caminho que quer trilhar...de uma coisa os Marinhenses podem estar certos, para ele, as pessoas e a sua dignidade humana estão sempre em primeiro...

anarcabe disse...

Com dignidade humana eu vejo todos os candidatos, falta é o substrato a substancia, sobre a embalagem estamos falados.

Se vocês pensam que tem o perfil adequado quem sou eu para dizer o inverso. Não tentem é vender um Deus, porque definitivamente não tem poderes para fazer milagres e curar... coisíssima nenhuma.

Anónimo disse...

Diz que mudou a filosofia, mas os homens são os mesmos.

Eu acho que não mudou nada.

Anónimo disse...

anarcabe

Só lhe dou razão na ultima parte do seu texto...aí estamos inteiramente de acordo...

Anónimo disse...

ao anónimo 4/19/2009 12:00 PM


Os homens são os mesmos?

Será que estamos a falar da mm. coisa...

Então não sabe que o PSD se apresenta às proximas eleições autarquicas com uma nova equipa praticamente toda remodelada e jovem...

Querem que a Marinha tenha um NOVO RUMO...

Anónimo disse...

Oh anarcarbe,lembre-me lá pois acho que me esqueci..Não foi o BE que propos e apoiou incondicionalmente o Sá Fernandes para a camara de Lisboa? Pelo que julgo, esse ainda nem sequer saiu do BE como pelo menos o AA teve a dignidade de fazer....

anarcabe disse...

O Dr. Sá Fernandes nunca foi do BE, o Bloco de Esquerda nunca retirou a confiança politica ao dito. Cada um coze a fervura a seu gosto.

Estamos na Marinha Grande, não em Lisboa. Ou então eu teria que falar da KaKa de mandato que teve o se correlegionário santana. Falando de outros artistas teria de falar de uma besta chamada alberto joão que ainda esta semana resolveu vociferar mais uma vez contra o "contenente", a quem vem comer (o pouco que temos) todos os anos.

Estamos ma MG, falemos da MG, OK?

anarcabe disse...

O tópico não era sobre o Dr. Cascalho?

Acintoso disse...

Mas quando é estes bitaitantes, nomeadamente o anónimo que se esfalfalha por vender a imagem do candidato do PSD, quando é esta gente, dizia eu, aprende a bitaitar sobre a matéria que o fórum propõe?

Apre que são chatos... ou então têm uma forte tendência para conduzir a água pelo rego que mais lhes convém.

Quanto à discursata do A Cascalho, ora digam lá o que é que queriam que o homem dissesse?
Talvez estivessem à espera de lhe ouvir algo do género: Ó malta, a CDU não estava à espera de vir para a câmara e, por isso, a sua tremenda incapacidade em dar a volta às coisas, mesmo com a muleta do Artur Autocolante.
Por isso não votem em nós, porque se o fizerem estão a cavar, bem fundo, a sepultura em que este concelho será enterrado. Etc., etc..

Seria isto por que estavam à espera?

Claro está que o homem defende a sua dama, mas é ao Zé Pagode que compete dizer-lhe: caro professor Cascalho, volte lá para a sua escola e desempenhe bem as suas funções (o que já não é nada mau!) e... desampare-nos a loja o mais rapidamente possível. O senhor e a sua equipa, ainda que ela se apresente recauchutada!

Anónimo disse...

O que o Dr. Cascalho deveria ter dito foi como chegou a Presidente de Câmara se nunca ter sido eleiti para tal cargo, isso sim seria uma prova e honestidade politica e intelectual, seria de homem com coluna vertical. Quanto à demagogia de ir trabalhar na área social, está à vista o que fizeram nos ultimos 4 anos.
Tenha um pouco de decoro, Dr. Cascalho, diga a verdade aos marinhenses de tudo o que tramou para afastar o Presidente legitimo que o povo elegeu.

zircónio disse...

Qui ganda discurso, sim nós podemos e devemos ir para casa, isso sim era novidade, hombridade e clareza de ideias, ou melhor coluna vertebral.
O discurso será sempre do mesmo, e “Enfoque no trabalho social? Quando recusaram diminuir o IRS, pelo menos nas famílias mais desprotegidas, por isso deram asilo residencial/domiciliário aos ciganos que agora são Marinhenses e que recebem o RMI há nossa conta, no entanto não tiveram dinheiro???!!!! Para elaborar o plano social da Marinha Grande!, ou será que foi, porque não interessava saber a realidade, a CDU, esteve-se nas tintas para o nosso concelho, foram 4 anos de rebaldaria em toda a linha entre todos, nem a ajunta escapou!
O líder e candidato espiritual do PSD, Sr. Artur P. Oliveira,(Homem de palavra) afirmou (JMG)que o pior para Marinha Grande era o PS, o melhor é apresentarmos as nossas desculpas e já agora, voltem estão perdoados.
Embora gritem que o agora Vereador Artur Oliveira, cabeça de lista há CMMªGrande nas listas do PSD, eleito vereador o agora pelos vistos independente, e dai já não prestar e não ser do psd. Embora o psd local tenha feito campanha por ele, e venham agora dizer que é desta é que acertaram e que, este sim, este é que é o melhor de todos, fugindo assim às suas responsabilidades para com o eleitorado de há 4 anos, ou as responsabilidades são só para imputar aos outros?
A marinha é pequena para tanta trampa! Precisa da força da mudança porque o rumo, esse foi traçado pelo legitimo Álvaro Orfão!

Anónimo disse...

Por aquilo que sei, nestes ùltimos 35 anos, o PSD na noite de Eleições para a Autarquia Local,nunca festejou uma Vitória...Nessas noites vi sp carros com bandeiras quer do PS, quer do PC,a festejar, consoante os casos...
Então a responsabilidade do Estado em que a Marinha se encontra não se deve a estes partidos?

anarcabe disse...

O pior cego é aquele que não quer ver.

Pirolito disse...

Ao anónimo 4/20/2009 7:20PM,

Tem toda a razão, nas noites eleitorais locais o PSD numa saiu à rua para estejar uma vitória!
Mas sempre elegeu 1 (um) representante, que, quase sempre, esteve na câmara e com pelouros atribuídos.
Veja-se, a título de exemplo, o resultado destas últimas eleições cá do burgo.
O PSD não festejou vitória, mas elegeu um representante que se tornou verdadeiramente o senhor da situação, sendo o pilar deste executivo que, em quatro anos, quase atirou a nossa terra para o charco.
Além de ter sido o esteio da coisa, teve ainda atribuidos dos mais importantes pelouros e veja-se os resultado das decisões tomadas por esse vereador, o inefável AA!

Mas porque raio hão-de (há-de) continuar no (o) PSD a negar as suas co-responsabilidades?

Neguem, neguem, e depois venham dizer que nunca saíram à rua, a festejar uma vitória eleitoral local!
Pois...

anarcabe disse...

O PSD não é cego! Quer é fazer dos outros "otários".

anarcabe disse...

Mente Estável e Mente Instável

O homem capaz de sacrificar de ânimo leve um hábito mental há muito tempo formado constitui uma excepção. A grande maioria dos seres humanos não gosta e, na realidade, até detesta todas as noções com as quais não estão familiarizados. Trotter, no seu admirável Instincts of the Herd in Peace and War, chamou-lhes de «mente estável» e colocou em oposição a eles uma minoria de «pessoas de mente instável», apaixonados pela inovação em si própria.
A tendência do homem de mente estável, quer seja introvertido ou extrovertido, visionário ou não visionário, será sempre para verificar que «aquilo que está, está certo». Menos sujeito aos hábitos de raciocínio formados na mocidade, os de mente instável naturalmente que sentem prazer em tudo o que é novo e revolucionário. É aos de mente instável que devemos o progresso em todas as suas formas, assim como todas as formas de revolução destrutiva. Os de mente estável, devido à sua relutância em aceitar modificações, dão à estrutura social a sua sólida durabilidade. Há no mundo muito mais gente de mente estável que instável (se as proporções fossem trocadas viveríamos num caos); mas em todos menos em alguns momentos muito excepcionais, eles possuem o poder e a riqueza mais do que proporcional ao seu número. Daí resulta que, ao aparecerem pela primeira vez, os inovadores foram geralmente perseguidos e sempre escarnecidos como lunáticos e loucos.

Um herético, de acordo com a admirável definição de Bossuet, é aquele que «emite uma opinião singular» - quer dizer, uma opinião sua, em oposição a uma que já foi consagrada pela aceitação geral. Que se trata de um patife, não é preciso dizer. É também um imbecil - um «cão» e um «demónio», no dizer de São paulo, que profere «baboseiras vãs e profanas». Nenhum herético ( e a ortodoxia de que ele se afasta não tem necessariamente de ser uma ortodoxia religiosa; pode ser filosófica, ética, artística, económica); nenhum autor de opiniões singulares é alguma vez razoável aos olhos da maioria dos de mente estabilizada. Porque o razoável é o familiar, é aquilo que os de mente estável estão no hábito de pensar no momento em que o herege profere a sua opinião singular. Usar a inteligência de qualquer outro modo que não seja o habitual não é usar a inteligência; é ser irracional, delirar como um louco.

Aldous Huxley, in "Sobre a Democracia e Outros Estudos"