.
.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Obrigados (depende do ponto de vista)

No seguimento da sua política do “quanto pior melhor”, parece que ontem a ASAE apreendeu em Peniche cinco toneladas de delícias do mar com o prazo de validade anterior à chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. Pois eu acho bem. Acho bem porque a malta não pode andar por aí sujeita a comer material estragado. É que não dá saúde nenhuma. E isto só tem a ver com a seriedade das pessoas. Por exemplos, estas delícias do mar que apanhei ontem na Praia da Concha estão fresquinhas e dentro do prazo...
São servidos? Gulosos!...


Ahh! Já agora, antes que me esqueça. Queria também agradecer aos senhores da ASAE porque, graças a eles e à sua atenta intervenção no encerramento do mercado, “cumprindo ordens do Governo PS/Sócrates e dos seus serventuários locais” é certo, pela primeira vez em dois anos e tal de mandato ouvi pela primeira vez a coligação maravilha que nos governa falar dum espaço de cultura para o centro da Marinha. Sempre é um avanço. Ou um recuo. Depende do ponto de vista.
Obrigados.

3 comentários:

Marinhense (quase) Feliz disse...

Bem, cá por mim e se querem que vos diga, não se trata de um recuo, mas de uma tomada de bom senso.
Eu tinha cá uma fezada que isso poderia acontecer e que a cidade não viria a ser espoliada, também no que ao espaço da Resinagem diz respeito...
Fiquei cá com esse sentimento desde que vi, na Feira do Artesanato, a 'maquete' que o executivo PS (de boa memória!) mandou fazer e, à sua beira, em amena cavaqueira, o presidente em exercício Alberto Britagrossa e o velho ex-presidente Álvaro Sem-pai-nem-mãe1...
Se assim for está de parabéns a Marinha Grande e merece aplauso (finalmente!!) este atribulado executivo.

Fico (muito) feliz e… não só eu. Por que é que pensam que estas cinco moçoilas festejam de forma tão expansiva? Também elas estão felizes... está bem de ver!

Anónimo disse...

"executivo PS"?

Anónimo disse...

Este anda cheio de interrogações!...