.
.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Como é que é, malta?

Então e em defesa dos anões, não vai nada, nada, nada? Nem uma manif, nem um mail p’rá cambra a protestar, nem uma notícia no pasquim, nem nada de nada? Quer se dizer, quando foi da outra tourada era porque toma e porque deixa e os direitos dos animais p’ráqui e os pobres dos bichos p’rácola e coisa e tal e tal e coisa. Agora que a malta vai lá para se rir dos anões, já não há crise? Sim, porque a malta vai lá é para se rir dos anões, para ver os meia-leca a fugir à frente dos bois, a malta vai lá gozar o prato, não é? Eu sei que os anões não são uma grande “causa” (como a malta gosta de dizer) e que espectáculos com anões são uma coisa corriqueira na Marinha, mas há limites para tudo. Eu também não vou p’ró antigo Turismo rir-me do espectáculo que dezena e meia de anões (mais coisa menos coisa) por lá dão de vez em quando, pois não?
Vá lá pessoal, ao menos um mailezito para o professor Cassete Cascalho a protestar e a perguntar se ele também gostava que nos andasse-mos a divertir à custa dos anõesinhos que inundam o edifício de escritórios onde ele trabalha!?

6 comentários:

Anónimo porque tem que ser disse...

Este tipo de iniciativas, desenvolvidas e apoiadas num Concelho dirigido pelo PCP em coligação com o PSD, revela um desvio de comportamente, que noutros tempos e noutras latitudes, enviaria para uma prolongada cura de carácter, na Sibéria, os responsáveis políticos do PCP.
Não sei se a Câmara apoia estes "espectáculos" com dinheiro dos contribuintes, mas o simples facto de eles aqui se realizarem, de os cartazes se espalharem pelas principais ruas da cidade, na mais completa impunidade, dão de nós uma imagem de broncos pirosos, que para além do futebol, têm da cultura a dimensão duma tourada ou de uma comédia, em que os palhaços são seres humanos com deficiência física e só por isso é suposto que nos façam rir.
Triste sina a nossa.

zircónio disse...

Comparar gente com deficiência, que trabalha para divertir os outros, com gente que faz de conta que trabalha com tamanha deficiência, é ofender os primeiros.
Além que, a palhaçada dos grandes, começou em Novembro de 2005, desceu ao seu melhor nível, depois do empurrão ao anão mor, e tem seguido na melhor condição de fazer rir até fartar todos os dias no município perto de nós, com final já antevisto e previsto para Outubro?, de 2009, até lá, infelizmente porque tem que ser o circo vai continuar!

Viva o circo, viva as touradas, viva o carapau seco da praia, viva o A. Pensador, viva a supra, hiper, mega coligação, viva o Zé Cabra!
Zé Cabra?, é pá, estão a ver, o que dá a gente se empolgar!, com tantos para escolher, saiu-me este!, olhem o mal o menos, ao menos é honesto, sempre afirmou que não sabia cantar!

Anónimo disse...

Zé Cabra?
E o Luis de Matos, não?
He pá, que saudades desse nosso Coperfield à portuguesa!

Pelo menos podia fazer um truque de magia para apagar estes últimos quatro anos de desastrosa governação camarária!

E já pensaram o que seria se ele de repente transformasse as barracas num atrium ordenado, com filas de trânsito à porta? Que pesadelo... ainda por cima a porta nem é vermelha, é verde! Chiça penico!

Eh pá, deixa-me aterrar outra vez - em Monte Real - para ver se aclaro as ideias...

O tema do fórum são os divertidos anões: péra lá!
Será que o APO não os avisou que poderia ser perigoso?
É que como as estradas estão lá para os lados da sede da Ordem eles podem cair num e nunca mais serem encontrados... Com todo o respeito para com esses artistas que, antes de tudo, são pessoas, porque o meu alvo aqui é o estado das ruas.

Bom, o totobola já tá feito. Só por causa do SLM pus uma cruzita a ver se dá sorte e o Benfica ganha desta vez.

Ano Nimo

anarcabe disse...

As bestas que estão de acordo com as toiradas onde se sacrificam os toiros, não vão gostar que pessoas normais façam deste tipo de espectáculo o seu ganha pão. Não é a mesma coisa dirão, não tem sangue, não tem ninguém a sofrer, não existe risco de morrer alguém.

Paz às suas "almas".

Acintoso disse...

Não sei bem porquê, mas fico com a sensação de que há nestes comentários algo de exagero e até um certo aproveitamento, infeliz, da ideia que o Zézé C'a Marinha parece ter querido desenvolver...
Mas, como não tenho bem a certeza, fico à espera de clarificar as ideias!

O que me dá a ideia, à primeira vista, é que esta iniciativa que o SLM engendrou contratar, visa mais do que outra coisa qualquer, ao reforço dos cofres debilitados do Clube, não sendo, portanto, uma iniciativa de 'pão e circo' como, (in)felizmente, nem isso a nossa governação sabem engendrar condignamente!

Anónimo disse...

Até mete dó.. E a isto que está reduzida a cultura da nossa terra?
Anões, touros e futebol? O que virá a seguir? Hermafroditas a cantar fados numa sardinhada?
E pensava eu que o PP é que era o partido popular...Bolas..