.
.

domingo, 28 de setembro de 2008

Tarifa de disponibilidade VI - Perguntar não ofende

É evidente que estamos gratos à coligação maravilha, do fundo do coração, por esta sua preocupação em baixar as taxas de IMI, e à oposição pela sugestão de que o dito desagravamento fosse ainda maior. Estamos mesmo muito gratos. Mas, desculpem insistirmos, se querem mesmo desagravar os orçamentos familiares não seria mais fácil se acabassem com aquela tarifa ilegal e ridícula que se lembraram todos de aprovar? Sim, é essa mesmo, a da disponibilidade. Vá lá, não custa nada. Vão ver que não dói e ainda ficam bem na fotografia. Nós acreditamos que foi apenas um pequeno lapso.
.

3 comentários:

Pensador disse...

Não posso estar mais de acordo com o Mr. Bean. Apoiado.

Mas desculpe lá a chamada de atenção. Quando diz: "Mas, desculpem insistir-mos, se querem mesmo desagravar"... ..., não quereria dizer, antes - Mas desculpem (insistirmos), se querem mesmo desagravar... etc.
Assim, pensamos, ficaria mais escorreito!

mr bean disse...

Sr. Pensador,
obrigado pela "chamada de atenção". O erro está corrigido.

Maria disse...

A atitude do PS nesta matéria é completamente hipócrita!