.
.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Platão Tinha Razão


Após ter ouvido a entrevista do quase ex-presidente João Barbas Duarte, o “Meia-Dose”, apetece-me citar Platão*

“Ora, estabelecemos, e repetimos muitas vezes, se bem te recordas, que cada um deve ocupar-se na cidade de uma única tarefa, aquela para a qual é mais bem dotado por natureza”.

E, decididamente, o homem não era dotado para a tarefa! Agora começo a perceber os seus camaradas. A culpa é da natureza.


* Filósofo grego discípulo de Sócrates que, tal como o mestre, dominava o inglês técnico e a “Teoria das Ideias”. Vá lá, não sejam preconceituosos, apesar de não ser natural da Praia da Rocha, o homem dizia coisas com muito sentido.

28 comentários:

Anónimo disse...

E que tal o Zézé Camarinha, que destas coisas terá prática, vir a ocupar-se da vinda de Paulo Pedroso, (esse que esteve "dentro" e depois saiu não se sabe bem como, ou antes sabe-se muito bem...) à Marinha, a convite do PS local (JBP e Osbaldo Gasto à frente e Telmo e Cª atrás), para falar sobre criancinhas. Será que Zézé Camarinha não está atento ou perdeu os seus dotes.....

caça fantasmas disse...

ó anónimo das 9:46, o que tu queres sei eu...

Anónimo disse...

O FLC não se esqueça de publicar as obras dos três mosqueteiros dos Xuxas;atenção so faltam 670 dias para um novo desastre.

Anónimo disse...

Ai sabes Caça Fantasmas. Será que és um deles. Ide a ti as criancinhas. Também tu Caça Fantasmas!
Ou serás o Zézé Camarinha disfarçado, agora não de Macho Latino, mas de amigo do Pedroso (o Paulo) e do Pedrosa (o João Paulo). Nomes curiosos!

Anónimo disse...

Ai ai esta criancinha do PCP está desesperada ainda vai parar à Madeira ou será aos Açores???, depois da quantidade de asneiras que veio para cá fazer o melhor mesmo é ser Cuba, mas não é Cuba para turista é Cuba para comunista, daquela em que vale tudo para ter um pedaço de pão.

Anónimo disse...

O Anónimo das 12:21 deu mais um belo tiro, desta vez acertou em cheio! Nas Berlengas… está claro! Tem que se esforçar um pouco mais se quer algum tipo de conversa. Caso esteja só mal da bílis aguente-se!

JL disse...

O caríssimo anónimo das 9:46, das 10:46 e da 1:45, em vez de deitar lama em cima das pessoas a coberto duma virgindade e candura que, pelos seus próprios argumentos nunca poderá demonstrar, deveria era justificar as posições dogmáticas do seu partido, por exemplo, em relação a esta pérola escrita por um seu camarada a propósito do Muro de Berlim. Talvez este sujeito seja um dos dois ou três a que João Barros se referia, sem estatura moral ou política. Quem sabe. Já agora quanto a derrotas, a maior delas é este processo de retrocesso em que a Marinha entrou há dois anos e meio e que ainda se vai prolongar até final do mandato PCP. Tenham vergonha e trabalhem que é para isso que o povo vos elegeu e é para isso que todos pagamos. Dói não dói?

Anónimo disse...

Tratar este tipo por caríssimo anónimo?
Desde quando é que um indivíduo, que como todos os caluniadores se esconde no anonimato, pode ser caro a alguém?
Num Estado de direito, onde existem leis e tribunais independentes, toda a gente é considerada inocente, até prova em contrário.
Ora esta besta, que tirou o curso de marxista estalinista em Moscovo, acha que qualquer pessoa pode ser condenada, desde que indiciada, ou suspeita de qualquer crime, mesmo que estes indício decorram de denúncias e testemunhos, sabe-se lá com que credibilidade e conseguidos a que preço.
Pessoalmente, não ponho as mãos no lume por Paulo Pedroso, nem por ninguém, mas jamais serei capaz de os julgar na praça pública.
Este anónimo, habituado às práticas estalinistas que ainda subsistem no seu partido, já o teria mandado liquidar num qualquer recanto mais escondido, ou mandado para a Sibéria.
Tenha juizo, recicle-se e trabalhe. Faça alguma coisa pelo seu Concelho, j´a que os seus camaradas se mostram incapazes de o fazer.

fiquei sem saber disse...

Muitos comentários aparecem aqui para desviar do essencial...

A entrevista foi muito pobre, a verdade é que os jornalistas não souberam puxar pelo JBD nos assuntos mais quentes.
Destaco da parte da entrevista um facto muito importante, independentemente de ter a certeza que o homem não tinha um projecto para a cidade, quando refere que votou contra o E.Leclerc por considerar que um “barracão de mercadorias”, nas palavras dele, deve ser construído na periferia com ganhos para as terras pois essas empresas fazem as infra estruturas, estradas, rotundas, e não numa zona nobre da cidade e depois da autarquia ter investido muito dinheiro com o parque da Cerca. Segundo ele deveria ser para habitação.
Mais acrescentou que sempre se sentiu à margem de todo o processo e sempre viu “demasiados interesses” mas não lhe foi perguntado que interesses se tratavam…

Anónimo disse...

E que tal se se falasse da vinda de Paulo Pedroso à Marinha Grande, a convite do PS local, para falar às cricinhas.

Anónimo disse...

O circo continua

Anónimo disse...

1º.Segundo JBD quem o pos na rua foram 3 pessoas, ora se o PCP (CDU) foi quem anunciou a saida de JBD como uma obrigação do mesmo perante o partido, conclusão o PCP (CDU) já só são 3 pessoas.
2º. Se no dia da conferencia de imprenssa para anunciar a saida de JBD havia 4 pessoas na mesa, uma delas não é do PCP (CDU).

Pergunta:
Qual delas será?

Anónimo disse...

Também gostava de saber quem foram as vedetas que tiveram a coragem de tirar o D. Barbas I do poleiro.
Então ele nada sobe das barracas? Então os Amigos não falam?
E está ei?

Anónimo disse...

Uma entrevista ao seu estilo ........ fraquinha, fraquinha.

Marinhense atento disse...

Entrevista (que não ouvi) à parte, eu quero somente chamar a atenção de uns 'certos' anónimos que por aí pululam que, na ânsia de fazerem uma constante cortina de fumo para encobrir as gravíssimas falhas de governação que têm pautado todo este mandato camarário, não têm o mínimo pejo em atirar lama para os nomes das pessoas.
Pessoalmente não conheço o senhor Paulo Pedroso, mas acho que, até prova em contrário, ele, assim como qualquer outro cidadão, tem direito ao seu bom-nome.
Esses anónimos que não olham a meios para alcançar os seus fins, por ventura gostavam daquela atoarda que sobre os comunistas foi derramada, afirmando que eles eram tão maus que até comiam criancinhas ao pequeno-almoço?
Estou seguro que isso os incomodava muito, até porque se tratava de torpes insinuações criteriosa e malevolamente dirigidas e difundidas com claríssimos objectivos...
Se assim é, por que razão se há-de atirar sobre uma pessoa um anátema sem que se tenha a certeza de factos em concreto?
É bom que tenhamos em atenção que não foi só sobre Paulo Pedroso que incidiram atoardas. Hoje está bem claro e evidente que a intenção foi decapitar a cúpula dirigente do PS.
Que haja renhida luta política eu estou de acordo, agora que se use e abuse da torpeza, da calúnia e da mentira deliberada, isso já não posso entender.
Bom senso e honestidade, precisam-se.
Parafraseando um ‘slogan’ que corre por aí, direi: TODOS NÓS MERECEMOS MUITO MAIS!

Anónimo disse...

E só vergonhas....de todos os angulos...misérias.
E andam aqui os papalvos a deitar votos nesta gente e na outra...
Fone-ix...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Folha Seca disse...

Sim! porque não falar da vinda do Paulo pedroso á Marinha Grande?
Será que este anónimo vai fazer a mesma figura quando por exemplo o Ferro Rodrigues cá vier.Será que sempre que cá vier um socialista que por qualquer razão tenha sido vitima de uma qualquer calunia e claramente se tenha provado que não foi mais do que isso... tenha que se exilar e não aparecer mais? Sr anónimo, noutros tempos existia uma coisa que dava pelo nome de PIDE ou DGS, uma das formas utilizadas era o lançamento de boatos e campanhas miseráveis com o objectivo de desacreditar pessoas honestas e intocáveis como arma politica, conheço gente que foi vitima desse tipo de campanhas.
Quanto ao facto de querer passar por comunista, desengane-se. porque um comunista não faz esse tipo de politica, acredito sim. que queira passar por tal, pois foi com esse tipo de "gente" que o Partido Comunista chegou á situação actual. E´"gente" deste quilate que grava as reuniões e entrega ao jornais a cassete... Fui membro do Partido Comunista e não me envergonha nada te-lo sido... envergonha-me sim de alguma gente que por lá andava e pelos vistos ainda anda, como parece ser o caso deste anónimo que a coberto disso utiliza este blog para caluniar duma forma doentia pessoas que já provaram a sua inocencia.

Anónimo disse...

O PC está cheio de gente "pequenina" e dificilmente se vai livrar dela. Então na Marinha Grande nem se fala. Há gente boa, mas grande parte é mesquinha e vingativa.

anónimo das - 12/10/2007 1:45 PM disse...

Mas porque raio esse anónimo há-de ser do PC!? Só se for porque dá jeito para atacar o PCP, não me digam que não arranjam melhor “estrangeirinha” que essa!
Eu sou o anónimo das - 12/10/2007 1:45 PM -, e só me referi ao desacerto e de argumentos do anónimo - 12/10/2007 12:21 PM -. Não metam tudo no mesmo saco, se querem ter credibilidade e seriedade.

De facto com estas tretas e tricas, ninguém diz o óbvio sobre a entrevista:

JBR afirma que acordou com o PCP dia 11 de SET. a sua saída. (depois mudou de ideias, ao jornalista não interessou ir por aqui… vá-se lá perceber porque).

Na sequência desta resposta é lido pelo jornalista um excerto da nota do PCP, sobre ele ter concordado em estar na conferência de imprensa de dia 2 de OUT e sobre ter colocado o lugar à disposição de imediato.

JBD confirma que acordou estar na conferência de imprensa e que pôs o seu lugar à disposição.

Perante estas confirmações de JBD, a conclusão parece-me óbvia… e não serve a campanha do PS e do JBD. É pena! O povo diz e com razão: “- Pela boca morre o peixe!”

ah! pois é! disse...

e desde quando o PCP é um partido democrático?
uma das maiores mentiras da história pós-25 de abril...
o PCP lutou contra o estado novo, não por uma democracia, por estado de direito mas para implementar o comunismo (ditadura do proletariado que é o mesmo ditadura das elites do PC)
E já depois do 25 de Abril, quando ainda tinha força, quis implementar um regime autoritário...
Curioso, sempre se bate na extrema direita e dissolver esses partidos mas nunca ninguém teve a coragem de falar do PCP

Anónimo disse...

lava a boca!!!

ah! pois é! disse...

Um dia se escreverá um livro de história, porque não patrocinado pela autarquia, das atrocidades, perseguições, saneamentos, de quem veio do ultramar e foi aconselhado a dizer que veio do Brasil e ainda hoje é conhecido por brasileiro, da destruição de fábricas.
um dia esse livro terá como título:
"Os comunistas na Marinha Grande"
E essa livro terá uma parte de anedotas: quando abriram um concurso para uma comunista e uma socialista ganhou, quando não viram o raio do curriculo do camarada.

Anónimo disse...

E pronto. Este é o nosso fado. De um lado uns PC´s burros, dogmáticos, cheios de tiques estalinistas. Do outro um anti-comunismo primário que já não encaixa nos tempos que correm.
O PCP teve um papel importante na luta contra o fascismo. Temos que o reconhecer. O PCP faz falta à democracia, desde que aceite as regras democráticas.
Alguns tontos, de um extremo e do outro, não alteram isto.

Pirolito brincalhão disse...

Apoiado, apoiado... apoiadíssimo!
Mas que quer o anónimo das 11:10PM?
O dogmatismo cassetiano do PCP (e certamente dos outros PCs também...) levaram a que aparecesse uma outra 'fauna' que só de ouvir falar em comunistas fica cheiinha de urticária!
Uns e outros equivalem-se, que os deuses sejam louvados!!

Anónimo disse...

Ainda falta muito para op Natal?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Marinhense entristecido disse...

Há línguas viperinas! E uma delas é a deste anónimo.
Normalmente este tipo de gente tem língua comprida e miolo curto e, escudando-se no anonimato não tem rebuço em caluniar, porque sabe que, como anónimo que é, não lhe podem ir à cata de eventuais podres!
Gentinha miúda... pequenina, mesmo!