.
.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Dia da indepedência de Portugal (2)

15 comentários:

Fernanda disse...

Enquanto ficarmos à espera nada mudará...mesmo!

Adoro Jorge Palma e este tema tudo a ver com o momento actual.

Parabéns pela escolha.

Beijinhos

Rogério Pereira disse...

Jorge Palma
canções da alma

flor de jasmim disse...

Jorge Palma um gosto mutuo, excelente escolha adequada para as tempestades actuais. E pronto comentar por telemovel nao vejo nada. Beijinho

Pedro Coimbra disse...

A pergunta do milhão de dólares - de que é que tu estás à espera?
A música é excelente.
Um abraço

Isa GT disse...

Estou como o Pedro... de que estaremos nós à espera?... talvez... que a maioria abra os olhos :(

Bjos

Fê-blue bird disse...

Ai, Portugal, Portugal
De que é que tu estás à espera?
Tens um pé numa galera
E outro no fundo do mar
Ai, Portugal, Portugal
Enquanto ficares à espera
Ninguém te pode ajudar


Adoro Jorge Palma como sabe, excelente escolha.

beijinhos

Hum ... disse...

Até parece que não existem temas de discussão interessantes na nossa terra.

Exemplo:
-As propostas do Henrique Neto. Em concreto e não em sentido genérico.
-O Sr. presidente da Câmara querer ser Presidente por muitos anos.
-O Tozé do JMG estar numa de comprar guerras com toda a gente.
-Os resultados das mudanças nos serviços administrativos da Câmara.
-O Plano de desenvolvimento social para o concelho.
-O impacto nos munícipes do acordo com a SIMLIS (comparando com Pombal que não fez esse acordo).
-Desempenho e resultados da avaliação das escolas do concelho face aos concelhos vizinhos.

-Etc. etc.

folha seca disse...

Caro Hum...
Claro que existem temas importantes a discutir na nossa terra. Mas quem lhe disse que temos que ficar limitados à nossa terra. Naturalmente que aqui tudo se pode discutir. Aqui todos os problemas se podem levantar, aqueles que enumerou e outros. Mas Tambem estamos num País e se as coisas nele não estiverem bem, aqui tambem não o vão estar. É
que a M. Grande não é propriamente uma ilha Governada por um qualquer Alberto João.
No entanto pode dizer de sua justiça, usando os meios à disposição. Se a caixa de comentários for curta, mande-nos um mail,que publicamos.
Cumprimentos

Municipe Atento disse...

Nem mais!

Bruno disse...

"Nem mais!"?
Noutros tempos passavam a vida a dizer mal e a mandar abaixo um trabalho digno e responsável. Então e agora? Não falam do marasmo? Da pouca vergonha em que caíu a nossa terra? O que é que mudou? Já sei, agora temos uma equipa competente e um presidente inteligente! Hi, hi, hi...
Vão-se...

folha seca disse...

Caro Bruno
Percebi tudo. Eu que até sou assim um bocado de compreensão lenta.
Mas o vão-se... não percebi???
Ande lá meu caro diga o que tem para dizer, aqui há liberdade de expressão. Dentro dos limites da urbanidade e da educação, minimamente exigivel.
Cumprimentos

Hum ... disse...

Mas o Munícipe Atento não tem nenhum prato para partir? Ou está desatento?

Anónimo disse...

Boa malha hum.

Anónimo disse...

Pela conversa ele é muito atento para não se enganar nos pratos a partir. Ainda pode partir algum dos dele.

Municipe Atento disse...

É sempre a mesma conversa, não mudam nada, nem fazem nem deixam fazer.
Há muita coisa necessária e urgente, que estão a fazer e que diz respeito ás necessidades e vida das pessoas, isso não se vê, sente-se informem-se e estejam atentos para depois se pronunciarem. Vocês só querem obras de encher o olho, essas obras que venham, mas só depois das necessidades prementes da população (educação, habitação, etc.) estarem resolvidas.