.
.

domingo, 5 de outubro de 2008

VERNISSAGE



Chama-se “Cristalotomia para Amadores e Noções Básicas de Lapidação de Cálices Pasmosos”, tem a chancela do Largo das Calhandreiras e é talvez a mais justa e merecida homenagem que podemos fazer a todos quantos escrevem neste blogue (postadeiros e bitaiteiros). Trata-se de uma iniciativa pioneira e de grande alcance cultural, que resulta na edição e lançamento do primeiro “livro” virtual de que há memória no Concelho.
“Cristalotomia para Amadores e Noções Básicas de Lapidação de Cálices Pasmosos” é um conjunto de vinte croniquetas, da autoria do Relaxoterapeuta, publicadas neste blogue (e algumas também no Jornal da Marinha) ao longo de dois anos, prefaciadas pelo Mestre Afonso Domingues e ordenadas cronologicamente, tendo como fio condutor uma forma diferente de ver e de (d)escrever a nossa Marinha em Grande.
Pese embora esta edição tenha sido feita à revelia da vontade do autor dos textos, ela traduz a nossa forma de enaltecer e perpetuar o seu contributo inestimável e o seu estilo inconfundível os quais, por sua vontade expressa, são património deste blogue.
E assim, sem pompa nem circunstância, sem a presença de vereadores ou de gente ilustre, lançamos a partir do cimo do Edifício Horizonte, o mais alto e inacessível da Marinha Grande, esta brochura impressa na internet e no espírito do nosso soalheiro Largo das Calhandreiras.
Sirvam-se e desfrutem! É grátis, como sempre.

Obrigado a todos.

4 comentários:

São Pedrocas disse...

Arredada que tenho andado destas lides calhandreiras, abro hoje uma excepção e, abusando do meu sobrelotado tempo, venho endereçar à Comissão de Moradores do Largo das Calhandreiras e, sobretudo, ao insigne escrito-escravinador Relaxoterapeuta, um monte de parabéns por esta magnífica iniciativa que é a publicação (ainda que em suporte virtual) das famosas crónicas que mais gozo me tem dado ler...
Parabéns meus caros. Fico-vos imensamente grata.
Vossa, com muita estima,
São Pedrocas

desparasitador disse...

Cheira-me que os ratos estão a abandonar o navio...

Anónimo disse...

O Velho, o Rapaz e o Burro

Para mim o melhor texto do Relaxoterapeuta...

É preciso usar o descodificador para substituir as personagens pelos verdadeiros interpretes da historia , mas depois não podemos deixar de nos espantar com a imaginação do autor.

Wolverine disse...

Caros amigos do Largo:

E para quando a versão .pdf para posterior impressão e encadernação?

Este é um trabalho que merece essa homenagem...