.
.

sábado, 6 de junho de 2009

PORQUE HOJE É DIA DE REFLEXÃO...


Charles Darwin, o naturalista inglês do séc. XIX que desenvolveu a famosa teoria da evolução das espécies, defendia que a evolução do homem se deu através da selecção natural e sexual a partir de um ancestral comum – um símio. Contudo, Charles Darwin observou uma excepção à sua teoria - sempre que um espécimen ignorava umas eleições, pura e simplesmente não evoluía.

17 comentários:

anarcabe disse...

O pior analfabeto, é o analfabeto politico.

http://www.youtube.com/watch?v=2RwJemF_9tY

averdadechateia disse...

Não diria assim. Diria sim é que com politicos como os nossos não avoluimos nem evoluiremos.

Interesses pessoais acima dos interesses do partido.
Interesses do partido acima dos interesses do país.


A prova é que nos últimos Portugal está a definhar em todos os aspectos.

... e mais não digo.

não me fecundem sff disse...

Mas diga, diga a verdade.

averdadechateia disse...

Já que insiste eu digo e vou tentar ser tão breve quanto possível.

Primeiro vamos enquadrar a coisa.

Felizmente, em Abril 1974 foi restabelecida a democracia em Portugal. Restabelecida porque já antes tivéramos um regime democrático. No entanto, o que os dirigentes da altura, tal como os de agora não souberam, foi colocar os interesses do país acima dos interesses pessoais e colocaram Portugal numa situação financeira insustentável. Foi este cenário que permitiu o aparecimento de Oliveira Salazar. Tirou-nos a liberdade de expressão mas colocou ordem no país e, sobretudo, nas finanças públicas. Posteriormente, não soube desenvolver o país nem perceber quando precisava de mudar e de se abrir ao exterior. Manteve as contas públicas equilibradas mas estagnar e isolar o país.

O que estamos a assistir agora parece um filme parecido com o tempo do pré salazarismo em as principais forças politicas, sendo poder ou oposição, não apresentam propostas sérias e adequadas à gravidade da situação do país.

Desde 1974, foram cometidos os erros graves e agora estamos nos limites da ingovernabilidade. Temos um nível (face ao PIB) de divida e de despesa pública muito próximo do insustentável tanto a curto como a médio e longo prazo.

De uma forma séria e clara é preciso explicar aos portugueses qual a gravidade da situação. Só assim poderão compreender as razões de porque é que terão de, no curto prazo, apertar o cinto. Devem ainda ser criados mecanismos de participação na implementação das medidas adequadas ao modelo de desenvolvimento desejado para o país, a médio e longo prazo.

O que vai acontecer é que, qualquer que seja o governo, não vai ter a capacidade nem a oportunidade para envolver, nem as outras forças politicas nem os parceiros sociais, numa compromisso de salvação nacional.

Portanto, a "verdade que chateia" é que vamos continuar a ir para o abismo. Ao votar só podemos alterar a relação de forças entre os partidos, sem alterar o essencial.
Mais ainda, os elevados níveis de absentismo em nada penalizam a classe politica.

São Rosas disse...

Bem...os momentos históricos que refere são resultado de crises profundas ao nivel internacional, lembremos a crise de 1929...neste momento estamos a viver um outro ciclo de crise provávelmente muito maior...não será deixando de votar e com relambórios derrotistas que se contribuiu para dar a volta por cima aos problemas que todos...TODOS temos que enfrentar...mas parece-me que as memórias são curtas e já se esqueceream de quando as mulheres não podiam votar...Haja DEUS

averdadechateia disse...

Por favor não misture alhos com bogalhos. Penso que fui claro sobre o que penso sobre o regime salazarista.

É com os insucessos que aprendemos

A crise internacional (que agora serve de desculpa para tudo) só vem agravar o problema existente, isto é, aumenta a velocidade em direcção ao abismo

Já percebi que não lhe dá jeito escrever com base em factos. Eu vou tentar dar uma ajudinha para corrigir esse mau jeito.

Se leu bem o que escrevi perceberá que o problema vem desde 1974!

Contudo, ainda no ano passado, mesmo sem se sentirem ainda os efeitos da crise internacional continuámos a agravar o problema.
A despesa pública aumentou 4,8% e a receita aumentou em cerca de 8%!
Dizer que reduziram o déficit sem explicar o resto é batota (só para ser meiguinho e não dizer outra coisa).

E para este ano, credita que o déficit será só de 6%?
Se a receita está a baixar (só no 1º trimestre baixou 12%), a despesa está a aumentar, faça as contas.

averdadechateia disse...

Acrescento ainda…

Os factos que apontei não são "relambórios derrotistas" para justificar a abstenção. Nunca deixei nem deixarei de votar. No entanto, percebo e compreendo porque que muitos portugueses não votam.

Como me puxou pela "lingua" sobre direito ao voto das mulheres digo-lhe que concordo consigo e não esqueço que foi um ganho importante com o 25 de Abril. Também creio que concorda comigo quanto ao facto de aquela lei das quotas só desvalorizar o papel da mulher na sociedade.

A Edite Estrela, a Manuela Ferreira Leite, a Isabel Damasceno, a Teresa Coelho, a Ilda Figueiredo, a Teresa Caeiro, etc, não precisaram de quotas para chegar aos cargos que desempenham ou desempenharam. Na altura, foram reconhecidas pelos seus pares e/ou pelos eleitores como as melhores opções para aqueles cargos. Aliás, a nossa constituição não aceita a discriminação pelo sexo (na ausência de referência deduz-se que positiva ou negativa). A maioria das mulheres que conheço consideram isso um desrespeito e recusam leis discriminações .

são rosas disse...

Onde estará o seu trabalho de cidadania? Já agora que argumenta tão bem ...gostava de comprovar vendo a obra...de blá blá estamos fartos ...obrigada

anarcabe disse...

Estamos provavelmente a falar com uma cidadã que tem responsabilidades politicas, senão algo falha no seu raciocínio. ~

Tem que se dar a cara e o corpo às balas, se é que me permite dizer isto. Sem isso, é fácil escrever.

averdadechateia disse...

Caros amigos, não tenho nem nunca tive responsabilidades politicas e estou neste forum para partilhar ideias de forma sã.
Contudo, como já perceberam tenho um pensamento independente e esforço-me por ser racional e imparcial.

Gostaria de que me dessem o prazer de partilhar os motivos da vossa discordância. Tenham uma atitude positiva e construtiva. Abstraiam-se das cartilha dos partidos, das ideologias e pensem de forma lógica, isto é, não bloqueiem (não é piada...)o vosso pensamento. Pensem por vós.

Concordam comigo que a classe politica nada perde quando os portugueses não votam? Contudo, fica bem mostrar preocupação e dizer que beneficia sempre o outro

Sobre a realidade económica, concordam com o cenário que vos apresentei? Se não concordam digam-me porquê. Talvez eu esteja valorizar mal e/ou a esquecer determinados factos relevantes.

Vamos falar a sério e sem preconceitos. Espero que aceitem o desafio?

decepcionado disse...

O PS perdeu as eleições. 4,5% de votos brancos e um reforço do voto de protesto no BE e na CDU, aliados a uma taxa de abstenção que envergonha a democracia, ganharam. Estes são os factos.
O PSD, dentro deste contexto, fixou o seu eleitorado, mas é abusivo cavalgar tão magro pecúlio, para soltar gritos de ipiranga e tentar condicionar a actividade do Governo, remetendo-o já para um governo de gestão, impedido de tomar grandes decisões.
Este PSD e esta (e) bitaiteira "averdadechateia", generalizam de mais, revelam pouco rigor e, aqui e ali, resvalam para um discurso na fronteira entre o que é a democracia e o totalitarismo.
Agor não, porque é período de ressaca e com a cabeça quente o raciocínio diminui, mas ámanhã voltaremos ao Ouro do Salazar e às maleitas do 25 de Abril.

anarcabe disse...

Sobre a averdadechateia. A única coisa que está em questão a meu ver é que devería ser activa politicamente, e isto fora da mesa de voto, simplesmente isso. A forma simples mais dura é doar a cara como disse. Só isso, o resto é a sua opinião que por acaso não coincide com a minha.

Sobre o decepcionado, acredito que esteja.

O psd como diz não fixou o seu eleitorado perdeu votos e bastantes, no comparativo que faço no tópico seguinte poderá anotar isso mesmo.

O bloco de esquerda, práticamente triplicou os votos. Vem sempre o mesmo argumento; é um voto de protesto na cdu!?? Não vê que não, o BE cresce de forma sustentado há 10 anos, acredite, vai ainda dar mais que falar, nas Legislativas e nas nossas Autárquicas. Convençam-se do contrário e nós cá vamos contando os votos que as mulheres e homens do Concelho nos doam. Existe muito trabalho de cepa, que não apareçe nos jornais, nem tem que aparecer, essa parte é para entretenimento das hostes da direita.

folha seca disse...

Sexta-feira, 5 de Junho de 2009
Reflexão sobre o voto nas Europeias
Legalmente hoje é o ultimo dia para fazer campanha eleitoral.
Amanha é dia de reflexão.

Antecipando o dia de reflexão até porque o tempo tem dado para isso. Já reflecti.

Vou votar na lista do PS encabeçada pelo Dr. Vital Moreira.

Alguns dos poucos leitores deste modesto blogue, enterrogar-se-ão, depois do que aqui e noutros lados tenho escrito o porquê deste meu voto.

Perante as alternativas de facto ainda não é desta que vou deixar de votar no Partido em que voto para aí há duas dezenas de anos.
Embora o voto seja secreto, a revelação do nosso sentido de voto pode ser feita. Eu faço-o por um imperativo de consciência.

De facto sou um critico do Engº Sócrates e da sua equipe governativa, mas considero que há mais PS para além do Engº Sócrates. Penso até que a derrota previsível nestas Europeias (mesmo que o seja o partido mais votado, nunca vai igualar os votos das ultimas Europeias) vai levar os Socialistas a repensar se o Partido está a ser gerido pelos melhores(eu penso francamente que não) por isso voto PS, porque acredito que ainda é a melhor opção para quem quer ter uma atitude responsável e por acreditar que neste Partido ainda há muita gente de esquerda e que a curto prazo serão capazes de fazer com se inverta a tendência que infelizmente tem desviado este partido do seu verdadeiro caminho.
Publicada por folha seca em 08:47
Estava enganado quando publiquei este texto no meu blogue... o castigo foi pior do que pensava.

averdadechateia disse...

Caro amigo anarcabe.
Já percebi porque é que não concorda comigo. Porque não…
Não fiquei esclarecido mas gostaria de poder aprender consigo.

Sugiro que veja este filme, até ao fim, para o ajudar a perceber as vantagens de, não só não acreditar em tudo o que lhe dizem, como de questionar antes para poder perceber depois.
Caso contrário, acontece-lhe como aos macacos.

http://www.youtube.com/watch?v=zkmXrMbDq4I

Percebeu agora a importância de pensar por si?

Sobre a participação na politica esclareço-o de que não me revejo na forma pouco (para não dizer outra coisa pior) ética, insultuosa e inconclusiva como se desenrola o debate politico. Penso que na Marinha poderíamos ser um exemplo para o país. No essencial, todos estão de acordo quanto aos problemas a resolver e, por isso, teríamos todas as condições para ser um concelho de referência. Além do mais, todos se conhecem.

Quanto ao amigo decepcionado aguardo os seus comentários. Espero que esteja bem disposto, leia com atenção o que eu escrevi e seja sério nos seu comentários. Penso que o que escrevi e claro sobre o que penso e não aceito interpretações mal intencionadas e/ou fora de contexto. Se não viu, sugiro que veja também o filme.

Imagino que não estejam habituados a esta forma de partilhar ideias.

anarcabe disse...

Mas a cara amiga mudou de sexo?

Pensa que me ensina a ver algo com os macacos e macacas? quem é que não pensa pela sua cabeça? eu?

Pois é, é uma maçada avançar e bater com a cabeça, eu sei que dói, mas se não é assim, aparece sempre gente para ocupar o nosso lugar. avance bolas, dê um passo em frente, arrisque... ou então fique em casa a criticar os outros

Como queira desde que vá votar, para mim está bem!

averdadechateia disse...

Repare bem no que escreveu?

O amigo não consegue apresentar uma ideia ou utilizar um argumento lógico. Só diz vulgaridades e frases feitas.

Com gente assim não se prende nada!

Anónimo disse...

Não comece a apertar com o homem?

Ele não dá mais!