.
.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

COMUNICADO


Como é do conhecimento público o BLC atravessa graves dificuldades financeiras resultantes, sobretudo, da crise financeira internacional e de outras aventuras que não são agora para aqui chamadas e sobre as quais nem tão pouco interessa falar.
Face às dificuldades sentidas e cujas consequências nos impedem por agora, entre outras, de entrar no Casino da Figueira e de ir jantar com o pessoal do jogo da bolha, solicitámos ao Governo uma garantia bancária de 158.245.326 mil milhões de euritos, para salvar a instituição, bem como duzentas garrafas de Moet & Chandon e dezoito leitões para o revelhõn. (Nota: esta tarde o leitão estava a cotar no mercado de Londres acima dos trinta dólares por cabeça!)
Face à recusa do Banco de Portugal em recomendar o nosso pedido e enquanto aguardamos que o governo mude de ideias (o que é o mais natural quando vir a lista de accionista do nosso banco) ou que o sobrinho do Isaltino venha cá passar o Natal e nos traga uma mala de notas que alojámos temporariamente num “hotel” suiço, comunica-se que o BLC poderá ter de encerrar as portas com todas as consequências gravosas daí decorrentes, nomeadamente, as relativas ao financiamento da campanha autárquica do nosso candidato e ao pagamento do salário da senhora da limpeza.

4 comentários:

Anónimo disse...

Para quando uma iniciativa destas cá no Burgo?
http://www.premiosprecariedade.net/

POIS É disse...

ERA UM BOA OPORTUNIDADE PARA FECHAREM A BARRACA!!!!!

Reis Magos disse...

Que dizem à iluminação de Natal da nossa terra.

Olhem que custou 45.000 aereos!!!

Wolverine disse...

O "Pois É" acusou-se logo... ah pois é...

Quanto à iluminação de Natal, eu adoro-a! Aposto até que vai constar do rol de obras feitas pelo executivo que irá ser apresentado poucos dias antes das eleições...