.
.

sexta-feira, 16 de março de 2007

Ração de Combate

Diário de Leiria


Será que alguém está preocupado?
.

6 comentários:

Pirolito disse...

Há aqui qualquer coisa que não bate certo...
Será que o ar cá do burgo é assim tão poluído? Ná...
Eu, cá por mim, estou muito mais preocupado com as descargas de merdona de porco que fazem no nosso malfadado Lis!

Anónimo disse...

Pois claro...o Artur Autocolante - Avariador Imbiente - já diagnosticou o problema e já tem solução..."isto é uma herança do passado qu até o ar nos deixaram poluído...até se resolver o problema, que passa pela aquisição de bombas de ar, não previstas em orçamento, temos de tapar as narinas para respirar, entretanto a Cambra já encomendou máscaras para vender aos municipes.
Entretanto e a pedido do dito Avariador, o Ingenheiro do Imbiente e deportado na Assembleia dos Marretas já fez as colheitas do ar, em frascos devidamente desinfestados de mateias perigosos, e enviou-os para o Canadá...para o mesmo laboratório que fez as analzias do Parque da Cerca... (só me resta saber quem vai pagar estas porque quem pagou as outras já morreu)

Manuel Algarvio disse...

A ser verdade o que vem no Pasquim do Toino Zé:
«Face aos resultados do estudo e que atribuem o elevado nível de poluição do ar do concelho à actividade da indústria vidreira, o presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, João Barros Duarte, mostra-se preocupado.
“Embora esse estudo que não foi encomendado por nós traga esses resultados que, de certa maneira, nos preocupam, essa preocupação já era anterior nossa e portanto temos em marcha a avaliação dessa situação para depois ajustarmos as medidas que vamos propor ou empreender para ver se amenizamos esse risco”.
O autarca explicou ao JMG que já existe um projecto em marcha, em que participam a autarquia marinhense, o Centro Tecnológico de Cerâmica e Vidro de Coimbra e os empresários da fabricação do vidro de embalagem.
“Estamos a fazer na Marinha Grande um levantamento e um estudo e já temos instalados há alguns meses os equipamentos para medirmos e avaliarmos as condições do ambiente”.
João Barros Duarte prevê que “dentro de semanas” sejam conhecidos os resultados do estudo, que serão analisados pelas três entidades envolvidas, esperando o autarca que o relatório seja “acompanhado de uma proposta de medidas a assumir para depois empreendermos e executarmos”.»
... e mais não foi encomendado por ele! Está tudo dito...

Intoxicado disse...

Eina pá, tanto estudo! E obras?

Anónimo disse...

Ena pá isto tá tudo poluído...
Ele é o Parque da Cerca...
Ele é as águas das praias...
Ele é o executivo da cambra...
Ele é a Volorlis.....
Ele é o ar....
Agora também a água da Vieira....
....dêem-me um passaporte quero fugir daqui quanto antes...

Anónimo disse...

oh anónymous said...vê se te despachas quanto antes e não te esqueças de levar contigo aqueles tipos da camara...assim o ar fica menos poluído e mais respirável...