.
.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

TUMG

Antes de iniciar o tema, quero agradecer aos Administradores do “Largo” (não sei quem são!), terem-me feito “Opinador Convidado”. Tentarei utilizar esta prerrogativa com seriedade e parcimónia.

Como deixei claro nos meus últimos escritos, não basta criticar. É necessário analisar, sensatamente, os dados e apontar caminhos alternativos ou sugestões. Pela minha parte, é para isso que aqui estou.

No entanto, mesmo apontando os nomes de quem pode informar, apenas Armando Constâncio o fez. Todos os outros, independentemente da opção ou simpatia partidária, remeteram-se ao silêncio. Pessoalmente, tive o cuidado de, através de amigos comuns, fazer chegar, aos visados, os ecos da discussão que vai no largo.

Assim a analise, sugestões e propostas, que tentarei escrever amanhã, serão baseadas nos poucos dados públicos disponíveis e na observação dos autocarros da TUMG, quando com eles me cruzo.

Muito escasso, para uma análise seria!

Se alguém tiver mais, por favor, informe. Por exemplo:

1- Vendas, por rubrica, 2009;

2- Venda de bilhetes e passes 2009;

3- Passageiros transportados 2009;

4- Nº médio de passageiros por autocarro;

5- Nº máximo de passageiros por autocarro, nos picos de utilização;

6- Variação de passageiros transportados, nos oito meses de utilização;

7- Estrutura de custos 2009;

8- Contrato com a Rodoviária do Tejo;

9- Quadro de pessoal;

10- Transferências da Câmara para a TUMG (Subsídios e outras);

11- Outros Subsídios.

Compilação das intervenções podem ser consultadas em http://forummunicipal.blogspot.com/.

11 comentários:

Anónimo disse...

Já se sabe que o trabalho que os três administradores da TUMG não será muito. Se vamos nós fazer este exercicio que aqui colocam, o que irão depois eles fazer?!?!

Ora esta, deixem-nos fazer qualquer coisa, senão um dia destes cansam-se de não fazer nada e ainda são promovidos.

ai ai disse...

Pelo escasso numero de bitaites que vão aparecendo, começa a ficar claro que a nossa comunidade de calhandreiros já pouco tem a dizer sobre este assunto. Fica claro que quem tinha o dever de se pronunciar e esclarecer convenientemente não o faz. Mas deviam fazê-lo sob pena de aquela ideia de que a nomeação do Conselho de Administração dos TUMG ter sido uma medida que visou simplesmente a nomeação de um "Boy" o que enlameia os próprios membros desse CA. Espera-se que o apoio do vereador do PSD não tenha como contrapartida a nomeação de outro "Boy" desta vez do PSD para um qualquer outro cargo a inventar.

Mau presságio caro Alvaro Pereira. Ainda me lembro de no comicio de encerramento da sua campanha onde estive, e perante um grande espectaculo com o Rui Reininho e o meu caro cheio de entusiasmo ir cumprimentando toda a gente e dizer que "é disto que a Marinha precisa" e eu lhe ter dito "disto e muito mais" menos as barracadas que a CDU/PSD fez.

Não sou daqueles que fico desiludido por tão "pouco", mas que começo a ter duvidas, começo.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
A Verdade Chateia disse...

De facto é pena não haver interesse em esclarecer-nos.

Para evitar trabalho bastava-me a resposta a algumas das questões.

3- Passageiros transportados 2009;
e previsão apra 2010

e também

10- Transferências da Câmara para a TUMG (Subsídios e outras);

11- Outros Subsídios.

Reafirmo o que já foi dito. Nada me move (como à maioria dos comentadores) pessoalmente contra ninguém. Aliás nem conheço ninguém da nova administração.

Anónimo disse...

E já agora o Presidente da Camara também devia esclarecer porque razão saneou o ROC (Revisor Oficial de Contas),Drº Luis Pinto e nomeou o Drº Cruz,que deixou de ser deputado da Assembleia Miunicipal pelo PS,com o propósito de vir a assumir o cargo,caso o PS ganhasse as eleições,como se veio a confirmar.Razões têm aqueles que dizem que os boys,estão de volta.E neste caso também é verdade.A nomeação do Presidente da TUMG de nomeação politica,pode ser discutivel e é,mas este cargo é essencialmente técnico,o que equivale a dizer que devia ser objecto de concurso.Estranho,ou não,é que o Drº Cruz assuma o cargo sem corar.Quem não tem vergonha todo o mundo é seu.Completa falta de deontologia profissional.

ai ai disse...

Em relação a esta ultima questão, estou em condições de dizer o seguinte (sujeito a correcções).

O Dr. João Cruz era o ROC da Camâra o que originava algumas duvidas sobre a legalidade desta função, dado que a sua esposa é a chefe do departamento financeiro, segundo creio foi o próprio a levantar a questão. Quanto ao DR. Luis Pinto, penso que era o ROC dos TUMG. Dado que não há assim tantos ROC na Marinha Grande, tratou-se de uma troca de forma a não se incorrer em ilegalidades... como só sobrava o Dr. Luis Guerra é obvia a razão das escolhas.

Anónimo disse...

Não engane por favor as pessoas.O Drº CRuz não era nada ROC da Camara.Nem podia ser pelo facto de ser incompativel com a sua posição anterior de membro da A.Municipal e também de ter familiares directos na chefia do departamento financeiro.O que nos está a querer dizer é bem mais grave daquilo que eu pensava.Isto é com havia incompatibilidades,então o problema foi resolvido como simplisidade,o DrºCruz foi para a TUMG e o drº Pinto para ROC da Camara.Tudo ajustado à medida do fato...Portanto fica mais claro que no momento de contenção e crise para a esmagadora maioria dos portugueses,alguns previligiados pela mão desta maioria do PS/PS arrependido,que agora é vereador do PSD,os tachos vão-se sucedendo à medida que o tempo vai passando.Advinhei quem será o próximo contemplado...Qualquer dia não haverá dinheiro,senão para pagar à rapaziada que quer viver à conta do orçamento à custa do Zé Povinho.

ai ai disse...

Caro anónimo das 22:19

Se reparou logo no inicio deixei uma nota (sujeito a correcções)

No entanto agradeço os seus esclarecimentos e p.f não ponha em mim intenções de enganar quem quer que seja.

No entanto,podendo não ser o ROC da Camara o Dr. João Cruz tinha funções ligadas à consultoria financeira da Camara.

Anónimo disse...

Não.O Drº Cruz era no anterior mandadato únicamente Deputado Municipal pelo PS.Estamos esclarecidos ou não ?

Anónimo disse...

Como é que é possível tantos licenciados, empresários, políticos etc. a escreverem sobre os altos custos do C.A. da TUMG e ninguem saber a verdade dos numeros, isto é:

Os dois vogais do C. A. já eram pagos como funcionários da Empresa desempenhando em simultâneo o cargo de Administradores s/ qualquer vencimento como tal,
o que significa que o único custo que foi assumido por esta nova Câmara foi o do Presidente do C.A. passando os dois vogais a ser pagos como administradores deixando de ser pagos como funcionários. Tão simples quanto isto.

Anónimo disse...

É por isso que o óbvio por vezes está mesmo por baixo dos olhos (e parece que ninguém quer ver). Já li há muitos dias um bitaite que dizia que a única "coisa" que está desde o inicio em causa é o Presidente do CA proposto e eleito por maioria absoluta em reunião do executivo. Esse é que é o ponto de dezenas e dezenas de bitaites e muitos posts sobre o mesmo assunto. Quem é o homem afinal que tanto estardalhaço motivou neste largo ?