.
.

sábado, 3 de outubro de 2009

"A CARTA"

Em qualquer país civilizado, onde a honorabilidade de pessoas e de instituições tem de estar acima de qualquer suspeita ou questiúncula, A CARTA teria inevitavelmente consequências. É por isso que em condições normais de sã convivência democrática e de subordinação do poder político, e do seu exercício, a escrupulosos princípios éticos e de serviço público, “A CARTA” representaria uma importante prova de fogo à credibilidade e à coerência do actual presidente e do seu partido.
É evidente que “A CARTA” é “apenas” a visão de um dos lados do conflito. Mas é-o porque o seu autor teve a coragem de divulgar a sua versão dos acontecimentos incluindo nela alguns elementos e argumentos factuais de extrema importância e até gravidade.
Do outro lado, o silêncio e a contradição podem fazer supor o mal estar instalado e a tentativa de querer abafar uma questão melindrosa e nada agradável em vésperas de avaliação popular.
Uma coisa porém é certa, alguém não disse a verdade! E se também é certo que em democracia a ocultação da verdade não é tolerável, não é menos verdade que partir para um novo mandato sem o cabal esclarecimento de um facto que marca o anterior é extremamente pernicioso, inaceitável e poderá até comprometer de forma irreparável a credibilidade das pessoas e das instituições envolvidas.
Certos que a qualidade da democracia passa também pela nossa exigência e critério enquanto cidadãos responsáveis, cremos que as posições individuais e a avaliação política de “A CARTA” não nos devem deixar resvalar para o atoleiro que os que não pensam como nós desejariam numa circunstância destas.

Uma vez que o fim-de-semana é grande e uma atenta leitura de “A CARTA” deveria ser motivo de alguma reflexão serena e ponderada em véspera de grandes decisões, sugerimos ainda que revisitem um texto do Relaxoterapeuta escrito em 30 de Outubro de 2007, sob o título “A Ética e a Estética”, recordando-se que esse período temporal correspondeu à baixa médica de JBD, após o partido lhe ter retirado a confiança política, tendo AC assumira interinamente a presidência até se conhecer se JBD renunciaria ou não ao mandato. Talvez hoje, à distância de dois anos, as palavras do Relaxoterapeuta sejam mais perceptíveis. Oportunas e actuais, são certamente.

71 comentários:

A Verdade Chateia disse...

Esclareço que não sou comunista e que estou a acompanhar com a devida distancia esta discussão àcerca da carta do BD.

Mas que raio, não há coisas mais importantes para falar nesta campanha?

Como municipe não me interesa para nada se o Alberto Cascalho usurpou o lugar ao Barros Duarte tal como não me interessa se o Alvaro Pereira foi a 1ª ou a 5ª escolha.

São eles os candidatos e todos nós sabemos que na politica vale tudo. Ou estamos agora todos armados em inocentes como se estas práticas não fossem comuns em todas as forças politicas.

Estou com a sensação (e parece que não sou só eu) que os inimigos e adversários de antes do BD estão agora muito solidários e preocupados com ele.
Antes diziam tudo do BD, chamavam-lhe velho, casmurro, diziam que era intratável e agora coitadinho (com o devido respeito).

Isto agora não me parece engraçado pois existe aqui uma grande hipocrisia.

Anónimo disse...

A questãoo é saber exactamente o que sao estes candidatos e o que é cada um dos partidos e sobre isso esta carta é para mim muito esclarecedora e muito oportuna.
ainda bem que existe o FLC para publicar estas coisa hajam.

A Verdade Chateia disse...

Não me diga que ainda não sabe.

Digo-lhe mais, se não sabe também não é com estas cartas e com os comentários hipocritas dos aque agora têm muita pena do BD, que ficará a saber mais.

Anónimo disse...

De facto precisamos de refrescar o ar da Câmara com gente sem "rabos de palha" e que se preocupe mais com os interesses do municipio do que com os interesses do partido.

Anónimo disse...

Eu já não sei quem tem razao, agora uma coisa tenho a certeza nesta CDU é que não volto a votar, enganaram-me uma vez não me enganam mais.

vinagrete disse...

Conheço bem JBD. Personalidade complexa. Combina excelentes qualidades pessoais, em particular no que se refere à sua reconhecida honestidade, com aspectos negativos, que o seu temperamente amplifica. Sectário, dogmático, vingativo, agressivo e até provocatório.
Para quem, em 1989, pressionava um vereador que quiz deixar de exercer o lugar a tempo inteiro, seis meses antes de finalizar o mandato, para exercer funções de Director Geral de uma empresa de moldes, dizendo, numa reunião geral de militantes, que esse vereador deveria rever a sua posição e aceitar o convite do Partido para ser o nº. 2 da próxima equipa da CDU a candidatar, em que ele seria o primeiro candidato, afirmando a plenos pulmões, que ele, JBD, se o Partido lhe pedisse, "atirar-se-ia a um poço", esta carta vem provar que fazer profissões de fé nos partidos, não é posição que se deva tomar.
Hoje temos o militante que encarava esse estatuto quase como uma religião, a reconhecer que os partidos são formados por homens e mulheres que não são perfeitos, que definem estratégias muitas vezes erráticas, ao sabor de causas pessoais dos mais influentes, neste caso a roçar o limite da traficância de influências, onde se mistura o futebol com vantagens patrimoniais de alguns, com referência explícitas a negócios pouco transparentes e a vantagens directas que certos camarads obtiveram da aprovação do Leclerc.
A ser verdade que ele não subscreveu nenhum pré-acordo para resignar a meio do mandato, o que já de si seria grave, porque os eleitores não foram informados dessa manobra, o que aconteceu, de facto, é que o seu saneamento se ficou a dever à sua resistência à aprovação do Leclerc, sabendo-se que alguns dirigentes influentes do PCP tinham interesses directos nessa negociata.
Se assim foi, o PCP deve ser penalizado, porque reclama, no seu discurso, só para si, o estatuto de pureza na gestão da coisa pública, para, na prática e nos actos, tomar medidas condenáveis e de duvidosa legalidade.
Bem prega Frei Tomás.

Anónimo disse...

Isto é bem mais grave do que pensava. Li a "A CARTA", reli e analisei. Mais do que o julgamento politico que os eleitores farão no próximo dia 11 de Outubro, na minha modesta opinião, há matéria mais que suficiente para uma intervenção judicial. Se as insinuações contidas na "A CARTA" são verdadeiras, há indicios de crimes que carecem ser comprovados e julgados nos tribunais. Se as insinuações são falsas, o seu autor deve ser penalizado pelo crime de difamação.

Anónimo disse...

Meu caro Verdade Chateia, vc parece que está a confundir tudo ou a querer branquear uma situação gravissima. O que está em causa mais do que a hipocrisia de alguns e a seriedade dos politicos da nossa praça é a seriedade e confiança nas instituições, no caso Câmara Municipal e dos seus titulares.

A Verdade Chateia disse...

Carp Anónimo,

A questão não é branquear o problema.
Para começar é uma questão interna de uma força politica e só a eles diz respeito.
Do ponto de vista legal, que eu saiba, nada impede o nº 2 assumir a presidencia de uma Câmara.

Do ponto de vista político os municipes irão dizer de sua justiça no próximo dia 11.

Além disso, acrescento que esta discussão está envenenada e centrada no que é menos importante.
Sublinho que os que eram "amigos" agora são os inimigos do BD e os que eram inimigos são agora "amigos".

O que eu gostaria era que i Vinagrete fosse mais claro nas insinuações que fez. A ser verdade, aí é que teríamos de facto um problema legal a não branquear.

E aí, meus amigos, que eu saiba, só o Barros Duarte é que era contra o negócio. Penso que até os vereadores da oposição eram a favor do negócio com o ELeclerc.

Agora sobre as práticas éticas e outras ligadas a valores de respeito do outros já há muito que foram esquecidas pelos politicos da nossa terra (e não só).

Temos é que os mudar a eles. Nos dois principais partidos nada de novo nos espera. Desses já sabemos o que vamos ter.
Não seria de experimentar outros? Podíamos não melhorar mas pior não era.
É que se eles perderem talvez comecem a pensar que, de facto, têm de mudar.

Anónimo disse...

Pelo que aqui se lê, nem todos leram a dita carta, nem todos leram, as actas da câmara relativas ao tal negocio dos futeboys.

Existiram até mais coisas, basta recuar a 2008, e ver na comunicação social local, excertos de uma comissão politica, excertos , que causaram um nervosismo que serviu de purgante a alguns ditos e supostos dirigentes. Lembram-se das gravações da cassete!
A carta devia ser publicada na integra e distribuída pela população para todos saberem quem é que está no meio de nós!
O teor da carta é grave, preciso e directo, vivemos em democracia, facto esse que não pode servir de desculpa para irmos a votos, quando fazemos parte do esquema denunciado nesta “carta”.
Espero que as instâncias judiciais funcionem e venham ao terreno, não vale a pena por tudo no mesmo saco.
Existe ainda gente, que não cabe, nem tem motivos para ser colocado no saco.
Este mau executivo da CDU, suportado na altura pelo PSD, prestou um mau serviço à Marinha Grande. O negócio era para ser limpinho, sem contra partidas para “nós” Marinhenses!
Leiam as actas, que depois percebem a dita e velha carta entre outras coisas!

Sem recebimentos.

Anónimo disse...

Perguntem ao actual executivo onde é que estão as alternativas viárias a criar pelo E.Leclerc. A estrada que retiraria trânsito da rotunda junto ao Atrium caiu. A rotunda na estrada de S. Pedro foi às urtigas. Pessoalmente, apesar de não considerar errado colocar aquela estrutura comercial ali, acho que este negócio cheira mal. Cheira-me que alguns dirigentes do Marinhense com influência no PCP andaram a pressionar o executivo para retirar contrapartidas. Mas nada me garante que se fossem do PS (ou dirigentes de outro clube do concelho)não iriam fazer o mesmo.

ai ai disse...

Bem! sobre a "Carta", muita agua ainda vai correr e só os mais habilitados intelectualmente conseguirão analisá-la convenientemente. aliás, parece-me existir nela matéria para uma boa tese de doutoramento em assuntos políticos.

Uma pequena estória: Ontem a CDU promoveu um comicio com animação musical a cargo de um dos monstros sagrados da canção Portuguesa.Paulo de Carvalho. Embora não me apetecesse participar numa iniciativa da CDU, a vontade de ouvir, ao vivo o Paulo e a pressão da pessoa que me acompanhava, lá rumei ao parque Martires do Colonialismo. Para não ser dos primeiros deixei passar algum tempo à hora anunciada. No entanto o numero de presenças era tão pequeno que confirmei a hora para que iniciativa estava marcada.Mas não fui eu que me enganei. Algum tempo depois lá chegaram os putativos candidatos e mais alguns convidados. Com atenção lá fui ouvindo os discursos para ver se descortinava algo de novo. Engano meu. Não fosse aquela afirmação da Drª Alexandra Dengucho em que afirma mais ou menos isto "na CDU as pessoas não dão a cara para depois de eleitas saírem" mas isto já a gente sabe, são empurradas! Outra afirmação de nota foi a afirmação do Dr.Cascalho em (homem portador de uma cultura invejável)classificar o Paulo de carvalho como o cantor que criou a canção que se tornou um hino ao 25 de Abril, provavelmente referia-se ao "depois do adeus" canção importantissima na revolução de Abril, mas eu penso que a canção que se tornou um verdadeiro hino ao 25 de Abril, foi a Grandola Vila Morena. Mas pronto o Dr.Cascalho do alto da sua cátedra é que sabe destas coisas.

Outra nota: Foi com um entusiasmo arrebatador que as presenças e as discursos foram aplaudidos, não fossem as palmas dos presentes no palco(amplificadas pela aparelhagem sonora) e parecia que estavamos num velório.

Tudo mudou quando paulo Carvalho entrou em cena. Aí sim grande espectáculo, só por isso valeu a pena!!

Anónimo disse...

Caro a Verdade Chateia o problema é exactamente como disse de uma força politica a CDU que por acaso comanda a Camara logo o problema é de todos.
Mas voltando ao problema da CDU ou mais precisamente do PCP da Marinha Grande, eu como filiado no PCP pergunto será que de entre os responsaveis locais do PCP ninguem vem a terreno explicar toda esta situação,não é esta a sua obrigação, é que arriscamo-nos a deixar o nosso partido ferido de morte para as futuras gerações, recordo que o PCP da Marinha grande tem uma história longa de luta e de credibilidade que agora por causa de uns poucos dirigentes inconpetentes e gananciosos (alguns pagos para dirigir a secção da Marinha Grande) poderá ficar irremediavelmente ensonbrada.
Não estará na altura dos militantes se manifestarem e porem estes dirigentes no seu devido lugar, e obrigalos a esclarecer a situação ao inves de assobiarem para o lado.
É que toda esta situação poderá não só conprometer o resultado destas eleições, que do meu ponto de vista é o menos importante, mas poderá manchar a luta e a credibilidade de uma instituição como é o PCP da Marinha Grande, isto sim comprometendo a historia e o futuro do nosso partido.
Estou farto de falsos comunistas, hipocritas so preocupados com a sua vaidade pessoal, viva o PCP vamos continuar a nossa luta.

A verdade Chateia disse...

Caro Anónimo,

Diga o que sabe e quem são "uns poucos dirigentes inconpetentes e gananciosos". O PCP foi uma força importante na luta politica da nossa terra. Até 1974 e embora não sendo comunista, sinto orgulho dos grandes lutadores que deram a sua vida ou parte dela pelas causas em que acreditaram.

Depois de 1974, cometeram muitos abusos, alguns naturais no pós-revolução mas que são inacaitáveis nos últimos anos.

Lembro só o caso da Mortensen e da responsbilidade do Sérgio Moiteiro pelo seu encerramento. Das greves selvagens em que os trabalhadores são obrigados, sim obrigados, a fazer grave para não sofrerem represálias. Isto são atentados graves à liberdade.

Mas diga os nomes, denuncie para que possa mudar o seu partido.
A Marinha Grande precisa dum PCP ao serviço do povo.

Desfio também os do PS a fazer o mesmo.
Expliquem-nos porque é que a Teresa Coelho é presidente da comissão concelhia. Porque é que o Alvaro Pereira é candidato. Quem paga a campanha do PS. Porque é que os debates são tão mal preparados. Etc, etc.

Anónimo disse...

Caro A Verdade Chateia porque sera que do PS nao receia dar nome as pessoas e do PCP toda a gente tem medo acho que o problema é mesmo esse, venham dai esses nomes.
Mas por s nemes pouco interessam pq a responsabilidade é de toda direcção local do PCP fragatas, andrades e companhia.

Militante do PCP Envergonhado disse...

pronto rendo-me ao anonimato, já noutros tempos era assim,não podia usar o meu nome,porque a pide podia descobrir quem eu era e tinha medo de ser preso. mas agora tenho medo de ser despedido e por eu que até vou a algumas reunioes do partido e lá vou aceitando tudo o que me vão dizendo eu penso que nao está tudo certo.disseram-me que estava tudo combinado coo o joao para ele sair e afinal ele diz que não é verdade isto foi aquele gajo da vieira o saul eu não topo o gajo mas prontos ele é o funcionario que da ordens e a gente tem que aceitar.mas depois tambem o ze luis diz que sim e mais o antonio dinis que nos convida para abrir a agua pé e tambem diz o mesmo e depois na reuniao onde vem o doutor luis guerra que percebe muito de contas a dizer aquelas coisas todas que a gente nao precebe bem mas ele sabe o que diz.chiça estouu baralhado e entáo desde que veio para ca aquelee rapaz da madeira com brincos eu ate achei estranho mas o patricio disse que era assim mesmo.mas se o ps ganha outra vez e eu que ate ja tinha metido uma cunha ao nosso presidente para um emprego na camara para a minha filha que esta a acbar o curso, alias foi ela que me pos aqui a escrever pois de computadores para mim e complicado mas ela disse que eu devia dizer o quevai na minha alma,deu ate disse que me ensinaram no partido quer agente nao tem alma,mas eu nao sinto-me nada bem.ate porque disse que nao e preciso por virgulas e acentos.prontos estou chateado foi o carreira o constancio os tojeiras o neto do cidadao o osbaldo o joao barros e outros que ja nao ma lembro e so vejo por la uns que receberm dinheiro do partido e erntao aquele do brinco e arganel no nariz que pare que veio da madeira para estragar isto tiudo, mas tambem olhem eu tambem vou morrer comunista,para onde e que havia de ir qagora

Pirolito assarapantado disse...

Mas que raio de máscara de comunista tão mal amanhada!

Anónimo disse...

O desespero dos xuxas é bem evidente. Mas o povo sabe quem o defende. Esta carta é uma pequena vingança de alguém que não soube honrar um compromisso. Discutam propostas e trabalho feito e não pessoas. As pessoas discutem-se é nos partidos de direita. A esquerad séria e responsável discute propostas e projectos sem se importar de quem o portagoniza. Sejam sérios!!!

Anónimo disse...

Ó camarada, não vê que "A CARTA" é uma invenção dos xuxas?
Numa coisa tem razão, para o PCP as pessoas pouco importam! Aliás, eu nem percebo que um partido que não faz o culto das personalidades, tenha espalhado pela Marinha tantos cartazes com a cara do seu candidato. Porra que o homem está em todo o lado...
E mais o que contam são as ideias...

Anónimo disse...

A verdade chateia, e ás vezes é incómoda.
Respostas simples, rápidas e conclusivas:
A Dra Tereza Coelho é presidente da comissão Política do PS porque se candidatou em eleições internas, e foi eleita:
O dr Alvaro é o candidato porque foi escolhido pels orgãos competentes do Partido pela sua Competência, Honestidade e Dignidade, para por o Concelho de novo na senda do desenvolvimento, tirando-o da pasmaceira que foram os últimos 4 anos!

A Verdade Chateia disse...

Os bitaites destes anónimos (20:55 e 21:01) são girissimos.

Se calhar são dos tais referidos por aquele militante envergonhado.

Expliquem-nos lá o que é que está cá a fazer aquele senhor com a profisssão de intelectual.
Deverá ter uma missão. Será que é tão confidencial ou tão pouco recomendável que não se pode saber?
Será que é ele que define o quê e quem faz na nossa terra?
Pelo que tenho ouvido até os comunistas davam uma ajudinha para o pôr de cá para fora.

Era engraçado que expicassem como funciona a democracia no PCP para evitar todas estas especulações e interrogações.

Onde é que estão as paredes de vidro?

Anónimo disse...

A tal carta teve muitas influências nas europeias e nas legislativas, teve sim senhor!
Nos xuxas, para se ser presidente vai-se a votos, em alguns partidos recebem um madeiro argolado e xiu!

É a diferença da tal asfixia democrática, até dá vontade de rir, a carta é a realidade que existe dentro do putrefacto pcp da Marinha Grande.
Leiam o 24 horas de há 15 dias.

A Verdade Chateia disse...

Ao anónimo das 21:26

Agradeço as respostas.
Já agora e com a mesma clareza gostava que esclarecesse as 2 últimas questões.

Curioso incorrigível disse...

Uma pergunta ao anónimo 04 Out.21:39:
Como não li, nem tenho possibilidade de ler o 24 de há 15 dias (e certamente como eu muitos outros interessados), não seria possível transcrever para este espaço essa certamente muito interessante reportagem (!?)?. Caso não consiga meto aqui uma cunha à comissão de Moradores para o fazerem. Além de mim, haverá certamente mais 23.000 curiosos interessados! Homessa, se há!

Anónimo disse...

Anónimo das 2009 21:26

Só para explicar ao anónimo que o Alvaro foi a 5ª escolha do PS. Os debates com os outros candidatos foi uma vergonha. O que disse foi a ler.Mas se ganhar, esperemos que não, para bem da Marinha, quem efectivamente vai gerir a Câmara? Não será a Teresa Coelho, como Chefe de Gabinete ou Assessora?

Anónimo disse...

caro anonimo das 20.55 nos partidos de direita as pessoas sao eleitas democraticamente tanto a nivel local como nacional,falar de democracia é fácil pratica-la já se torna mais dificil...

Anónimo disse...

Esta carta é sem duvida o espelho fiel da gentinha que ao longo de 4 longos e penosos anos tem posto a Marinha a andar para trás..tanta mediocridade escondida num partido que vale decerto muito mais do a gente que o tomou de assalto num golpe palaciano..triste!

Anónimo disse...

Caro A verdade Chateia (e eu acrescento outra vêz, e ás vezes é incómoda):
Mas quem é que lhe disse que os debates foram mal preparados? Foram preparados como o candidato entendeu, e por forma a ninguém poder deturpar o que era dito. POR ISSO PROVOCARAM TANTO INCÓMODO, por parte de alguns fanáticos mal criados que se fartaram de interromper as interveções, coisa que mais nenhuns "adeptos" fizeram a qualquer candidato. Também ficou demonstrado que o programa estava bem delineado, e isso incomodou, a ponto de se terem já feito novos programas à pressa, para tentar melhorar a imagem.
Quanto ao financiamento da campanha (já viu que não quero que lhe falte nenhuma informação) ver-se-ha quando da apresentação das contas oficiais, quem as apresenta de acordo com a lei (sim porque há leis que regulam esta matéria)

Anónimo das 21,26

assistente de debates disse...

Óh anonimo das 19:47, desculpe lá mas não acha que os debates foram mal preparados pelo candidato do PS ? Se não foram mal preparados então é porque o candidato é incompetente e não conhece o programa.

Quem viu e ouviu os debates é da opinião que a perguntas simples e que requeriam resposta imediata o Alvaro recorreu às folhas que levava. O que acha disto ?

Anónimo disse...

Começo é a ter pena, com toda esta polémica do JBD,do candidato da CDU Cascalho e da própria candidatura. Sim, por este andar parece-me que o 3º lugar está garantido e, ainda bem para o desenvolvimento do Concelho.
É fruto da divisão que para essas bandas reinam...

Anónimo disse...

Realmente se as coisas se passaram como o anterior calhandreiro conta, é dificil explicar.

A Verdade Chateia disse...

Ao anónimo das 21:26

Respeito a sua opinião quanto ao nível da preparação dos debates. Permita-me que mantenha a minha opinião (e parece que não sou só eu).

Estou de acordo que foi interrompido por fanáticos mal criados e pouco habituados à discussão de ideias. E até sabemos quem é que apoiavam.

Caramba, mas por que raio é que o Álvaro Pereira chegou ao nível deles? A provocação resultou como eles queriam.

O minimo que se pede a um candidato a Presidente da Câmara é perceber isto e não fazer figuras patéticas.

Um debate é como uma oral. Tem que se saber a matéria na ponta da lingua e não se atrapalhar com as rasteiras.

ROC disse...

Entendo as questões do financiamento, é que o habitual mandatario financeiro soclialista vai votar noutro canditato, e por isso o PS teve de arranjar outro. Alguem sabe quem é ?

Vinagrete disse...

Porque é que eu vou votar PS?
Não é certamente porque Álvaro Pereira seja um político de carreira, bem falante, demagogo qb.
Também não é por fazerem parte das listas duas ou três pessoas que encaixam no conceito dos "competentes" bem falantes, mas que se movem por interesses pessoais ligados à construção da sua carreira política.
Se nós decidisse-mos o nosso voto pela capacidade argumentativa do saudoso Emílio Rato, ele nunca teria sido eleito. Compensava bem as sua dificuldades oratórias com um amor imenso à sua terra e com uma dedicação sem limites à população.
Vou votar PS, porque vai ser necessário ultrapassar problemas estruturais criados por este executivo e isso só se conseguirá se os futuros autarcas conseguirem estabelecer pontes com o Governo Central.
Uma Câmara CDU, mais apostada em seguir estratégias partidárias de contestação ao Governo, irá cavar ainda mais fundo o fosso que nos separa já dos Concelhos vizinhos.
Álvaro Pereira, militante de longa data do PS, com uma actividade partidária discreta, não quer fazer carreira política e não precisa de um lugar na Câmara para melhorar a sua situação económica, pelo que acredito que o movem os mesmos motivos que levaram o Emílio a ser um grande Presidente.
Só espero que ele se rodeie de pessoas que tenham o mesmo espírito, desprendidas do poder e de interesses privados, que o ajudem a traçar a trajectória correcta, sem desvios e sem hesitações.

assistente de debates disse...

O Vinagrete que vote em quem quiser, tal como eu vou fazer, mas comparar o Alvaro Pereira com o Emilio Rato é o mesmo que comparar um viagra com um rato do mercado da resinagem. Nem por sombras !!!!

Quanto a um candidato "com uma actividade partidária discreta", e que já foi presidente da Junta, parece haver alguma contradição.

Anónimo disse...

Anónimo das 21,26

Com que então os debates "Foram preparados como o candidato entendeu". E entendeu muito bem, devem dizer os adversários.
Porém, mesmo aquilo que disse ainda alguém pode deturpar o que foi dito.
O melhor mesmo, é quase não falar como fez o Amandio que deve estar espera da boleia do Louçã.
Este também tem grandes projectos. O canil é prioritário (coisa que até o Artur tem quase feito!). Deve ser para por lá os cães ... de fila. Ai se é.
Não os deixem é entrar com brincos que podem ficar agarrados à rede, rasgam as orelhas e depois não ouvem para ir contar.

Voltando à vaca fria.
Atão e quem é o mandatário financeiro do PS?
Será que temos de esperar pela apresentação de contas? Tanto tempo?
Isso é depois das eleições não é?
Posso sugerir o LGM para fazer as contas e dar o parecer até domingo.
Vejam lá se não se esquecem de pagar os impostos porque se o António sabe ...

Anónimo disse...

Minha gente
Para além de calhandreiros, vocês sao uma cambada de maldicentes com dor de cotovelo - nao gostam de levar com cartas, nao gostam de quem se candidata, nao gostam de nenhum programa nem apoiam equipas, estao contra certas mas determinadas personalidades... Se fosse para castigo apenas vosso, dava-vos pelo menos, pelo menos mais dezasseis anos de castigo com esta coligacao enrojada ou vermelha ou laranja ou lá o que é! Depois gostava de vos ver a limpar as sarjetas - sim porque depois nao haveria mais para fazer nesta cidade.
Mas como eu gosto da minha Marinha e tenho respeito pelas pessoas que aqui vivem e tenho respeito pelas pessoas que querem fazer alguma coisa por esta cidade, eu só espero decididamente que os nossos eleitores votem a pensar no melhor futuro para todos nós e que neste momento e na minha opiniao só a equipa socialista pode dar. Eu assumo o meu voto.
Nao me venham com cantigas, há quatro anos muito se ouviu dizer: temos de castigar o PS, ah, porque já lá estao ha demasiado tempo e porque o governo tem andado a cortar nos subsidios, ah, porque há cada vez mais desemprego e as empresas a fechar, ah e porque estamos todos de tanga- mas nao contaram porventura com os maus empresários e com os maus negócios, que o durao foi embora e o portas foi aos submarinos.... sei lá!
Há quatro anos uma quase maioria disse, desta vez nao levam o meu voto e toma: quatro anos com mais desemprego, com menos empresas, com menos subsídios, com menos obra, com mais desorganizacao...
Mas ao menos, dirao todos, conseguimos a tunga sem o barbas duarte – e toma que é para aprenderes: que é para ver onde chegam os limites da decência.
Costumava ouvir: lavar a cabeça a burros é perder tempo, água e sabão.
Eh pá, peço desculpa à comissao de moradores, peço desculpa aos mais moderados comentadores deta praça... mas chiça! Há limites! E se quiserem apagar o post, estejam à vontade - eu tinha de desabafar.

Marinhense de Gema disse...

Ao ler todas estas opiniões que democraticamente respeito, não resisti também à tentação de me iniciar nestas lides, pois de facto é a primeira vez.
Assim reforço a ideia que tinha de que alguma coisa na Marinha Grande não funcionava. Se temos tantos marinhenses competentes e reconhecidos em toda a parte do mundo, porque é que este concelho não evolui? A resposta foi dada pelo Sr. Barros Duarte na sua carta. Só é pena que não haja mais políticos, não só do PCP, como PS ou PSD, que sigam este exemplo. Porque na verdade, na Marinha Grande há muitos políticos que se servem dos cargos para ambições próprias e assim não permitem àqueles que realmente podiam fazer a "nossa terra", avançar, o façam.
Por último, peço ao Sr. Barros Duarte e quem saiba mais sobre os tais negócios dos futebois, que esclareçam a malta, de quem são os verdadeiros actores, senão vamos criar juízos de valor sobre pessoas que até podem não ter nada a ver com o assunto.

Anónimo disse...

Já viu a quantidade de confusões, sacanices, aldrabices, ordinarices, desaverginhices, jogos de interesses, etc, etc. que são divulgadas aqui no Largo?

Eu só gostava era de ver coisas com pés e cabeça. Infelizmente é raro.

Acha que é ser muito exigente?

Anónimo disse...

E mudando de conversa.
O Alberto ainda não publicou o programa.
Será que não tem? ou é segredo?

Anacleto Fontaínhas disse...

Não vejo porque se haveria de apagar o comentário do anónimo 05 Out. 22:25!.
Do meu ponto de vista a pessoa desabafou. E fez bem em tê-lo feito. Em certa medida terei de lhe dar razão. Infelizmente vem muita gente aqui deixar comentários que demonstra estar sempre ‘do contra’.
Este é um espaço excelente e é pena não ser mais bem aproveitado. Mas enfim, é o que há, como diria o outro!...

Falando agora de coisas mais sérias que as diatribes falaciosas que por aqui abundam, direi:
Em certa medida eu estou de acordo com o que o Vinagrete disse sobre as razões que o levam a votar PS e, consequentemente, em Álvaro Pereira!
Achei interessante a analogia que faz entre este candidato e o saudoso Emílio Rato, ao afirmar:
“Se nós decidíssemos o nosso voto pela capacidade argumentativa do saudoso Emílio Rato, ele nunca teria sido eleito. Compensava bem as suas dificuldades oratórias com um amor imenso à sua terra e com uma dedicação sem limites à população”.
Também vejo assim Álvaro Pereira. O discurso pode não ser fluente, pode ter tido necessidade de consultar os seus apontamentos aquando dos debates, pode faltar-lhe até algum poder argumentativo, mas há uma coisa que lhe reconheço há muitos anos – é uma grande espontaneidade e uma ainda maior vontade de fazer e de servir…
Estou certo que, como homem de acção que é e sabedor daquilo que quer para a sua (nossa) Marinha Grande, ele não deixará de escolher quem melhor o possa ajudar a encontrar os caminhos firmes que esta maltratada terra deve trilhar para sair do perigoso marasmo em que a deixaram cair.

Já foi dito que Álvaro Pereira não precisa da Presidência da Câmara Municipal para fazer carreira política, nem, tão pouco, depende do vencimento que possa vir a auferir para sua sobrevivência, e, sabemo-lo, se aceitou candidatar-se foi porque pensa poder dar à Marinha Grande um novo e descomprometido ‘élan’!
Desde há muito ligado a causas públicas (e quantas a maioria dos marinhenses desconhece em absoluto, já que jamais se pôs em bicos de pés para as anunciar!), não posso deixar de admitir que Álvaro Pereira encontrará na função de Presidente de Câmara, se para tal for eleito (e, muito sinceramente, espero que o seja…), motivos de realização pessoal. Certamente que sim. É humano que assim seja!

Mas, como afirmou o Vinagrete, Álvaro Pereira tem, tal como o teve Emílio Rato, um imenso amor à sua Marinha Grande!

É por isso que, no domingo dia 11, irei votar nele. Nele e na sua equipa que me parece ser a mais equilibrada de quantas vão a sufrágio...

não me fecundem sff disse...

Isto está uma tristeza de "debate"!

Anónimo disse...

oh "não me fecundem" e o que é que bossa xelência trouxe de novo a este blog com esse comentário? Consegue fazer melhor?

Se isto tá uma tristeza então escreva bossa xelência uma opinão que contraste com esta "tristeza".

Ou serão porventura comentadores de rua como bossa xelência que fazem a Marinha andar para a frente?

Faz melhor? Então junte-se a outros comentadores de rua deste blog e candidatem-se à Câmara, mostrem a V/ destreza política e a V/ capacidade governativa em prol das pessoas e das empresas e contra os tão referenciados interesses instalados! Mostrem-se!

anónimos cumprimentos

Anónimo disse...

Caro Anacleto Fontainhas,


ninguém põe em causa o Amor à Terra do candidato do PS

eu ponho em causa é a sua capacidade e a sua independência ao seu Partido.

Afinal, atiram tantas pedras aos outros (nomeadamente ao PCP/CDU) e o melhor que conseguiram foi pôr um "fantoche" como candidato a Presidente da Camara

Se ele ganhar (esperamos TODOS que não), vamos assistir a um espectáculo de Marionetas, afinal, aquilo que o João Barbas Duarte condena na "A Carta" e que agora os Xuxas tanto "elevam" .....

Bem prega Frei Tomás ......

ai ai disse...

Ao anonimo das 11:26

Será que só consegue "isso"

Ó é o desespero? Francamente a cobardia tem limites de certeza que não fosse o anonimato que aqui lhe é permitido, nunca afirmaria dessa forma a sua raiva ao candidato que se perfila ganhador. Mas pronto temos que "aturar gentinha desta que aqui vem largar veneno atravez dos seus repugnantes vómitos..

Anónimo disse...

Raiva ????

Francamente !!!!!

Pena, isso sim.

Quanto ao anonimato, não tenho nenhum problema em identificar-me, se também o fizer. Afinal, qual é a diferençaentre um anónimo e um nick ??


E olhe que esta opinião é generalizada.

Por acaso assistiu aos debates no S.O.M. ??


O homem só falava lendo os papeis que lhe entregaram ou os SMS que a "dama-de-ferro" lhe enviava.


TODA A GENTE REPAROU ........


LOLOLOLOLOLOLOL

Anónimo disse...

E ele é tão ganhador como o "meu" Sporting !!!!!

Anónimo disse...

A proposito de bem ou mal falantes um texto que encontrei no blogue "arte por um canudo"
Com a devida vénia.


Às voltas com o galho.

Anda por aí muita macacada atrás duns macacos bem-falantes com promessas aos quatro ventos, que se forem eleitos pela macacada para o ponto mais alto do galho, prometem que vão mudar o reino dando bananas a toda a macacada, tenha ela pêlo no rabo ou não, porque nisto de receberem bananas são todos iguais. Prometem se chegarem ao ponto mais alto do galho, um reino das bananas que qualquer macaco gostaria de ter, acabando com as mordomias dos macacões e prometem o tal reino mais justo para que todos tenham as mesmas oportunidades de ter pêlo no rabo ou ficarem pelados.
Macacadas destas são as que mais vemos na primeira página dos jornais e na abertura dos telejornais.
Dizem os macacos bem-falantes, que a culpa do reino não ter bananas para todos, é dum macaco falante que não soube cuidar das bananeiras, embora as prometesse na sua faladura da caça ao galho, não conseguiu as bananas prometidas, entrando assim o reino em crise.
Responde o macaco falante mor que quando subiu ao galho mais alto, já o reino não tinha bananas, as bananeiras tinham murchado, por isso, a promessa das bananas para todos, não se concretizou, porque primeiro foi preciso endireitar o reino e sacudir alguns macacões que ainda estavam nos galhos e depois de lá pôr outros, veio a crise bananal.

A culpa é dos macacos bem-falantes que deram cabo das bananeiras e embora não haja bananas para ninguém, os bem-falantes continuam a prometer e a enganar a macacada toda, só para conseguirem chegar ao ponto mais alto do galho.

Votem nos macacos!..

Anónimo disse...

A comissão de moradores ou perdeu a inspiração ou está a gostar da conversa.

Ponham outro post porque este tema já está mais do que escabichado.

Anónimo disse...

Devem estar a espera do programa da CDU, tb eu

Comissão de Moradores disse...

O que diz Jerónimo:

“A presidência da câmara, o executivo da câmara, estão sustentados num projecto, não num individuo, não n’alguém, num messias insubstituível, não é um presidente de câmara, são presidente, são vereadores, são os membros das freguesias, unidos em torno de um projecto e nesse sentido estamos a olhar para a frente e não a ficar a chorar sobre o leite derramado, ou sobre o vidro partido.”

http://www.parlamentoglobal.pt/parlamentoglobal/multimedia/video/2009/10/6/061009+cdu+marinha+grande+jn.htm

Cheio de Urticária disse...

... ou a merda feita!
P'rá frente é que é o caminho! Cá a gente é que sabe!

Rumores do Vento Sul disse...

A meio da tarde de hoje, sopravam os ventos do sul a anunciar mais um copiosa carga de água! É o Outono, dirão.
Mas só que esses ventos do sul, ramalhando em torno do busto do velho patriarca Guilherme Stephens, traziam novas pouco tranquilizadoras e, sobretudo, pouco lisonjeiras – ‘havia um estranho movimento de papelada rodopiando desde o edifício da Câmara Municipal, até um certo edifício vermelho da rua Marquês de Pombal!’
Estranho!!... disseram os que ouviram esses rumores soprados pelo vento sul… ainda se por ali tivesse ‘habitado’ nos últimos quatro anos um tal Paulo Portas!!

Anónimo disse...

"O que faz correr sammy". Leram?...

Anónimo disse...

Se o Jerónimo sentiu necessidade de vir à Marinha apoiar o Cascalho e dar mais umas marteladas no JBD, é porque a coisa está preta.
Para além desta constatação, pudemos ver na TV que ele já nem tem fôlego para soprar uma peça de vidro de 300 gramas e também ficámos a perceber que o PCP, que toda a vida disse que os problemas das empresas era do Governo, agora acha que as Câmaras devem ajudar o tecido empresarial.
As cambalhotas que se têm que dar quando as coisas estão feias.
E assim vai a CDU.

ai ai disse...

Parece que a "carta" vem na altura certa, embora me pareça que o PS, provavel vencedor das próximas autarquicas, não precisava de este favorzinho para a mais que provável vitória. A questão (quanto a mim)põe-se maioria relativa ou absoluta? Tudo indica que que com um esforçozito e esta ajuda o PS está a poucos passos de obter a maioria absoluta.

Aliás para quem não se lembra foi o mesmo J.B.D que ajudou em 1993 o PS a entrar num ciclo ganhador que duraria 12 anos, só interrompido pela ambição de poder de quem se apoderou do poder no PS... mas isso é outra história.

No mandato 1989/1993 J.B.D ganhou por maioria relativa, mas o tal comunista que até "é capaz de se atirar a um poço se o partido lhe pedir" mandou às malvas o voto dos eleitores e foi tratar dos assuntos profissionais, demorando quase 2 anos a assumir o mandato... até lá ficou o sempre servil Ze Luis a fingir que era Presidente, com todas as consequencias que conhecemos, para os Marinhenses, sim porque o Zé safou-se com uma excelente reforma que nunca obteria se se mantivesse a trabalhar até aos 65 anos como funcionário do sindicato vidreiro.

Anónimo disse...

Sempre pensei que o Camarada Jerónimo viesse à Marinha dar um abraço de solidariedade ao Camarada Barros Duarte... puro engano.
O Camarada Jerónimo optou pelos oportunistas dos futebois e das jogadas baixas, no domingo terá a resposta que se impôe.

Anónimo disse...

No PCP tudo é descartável até as pessoas.Como não quero alinhar com gente assim o meu cartão já vai a caminho da Soeiro Pereira Gomes e no domingo não terão o meu voto.

Anónimo disse...

A alternativa é só uma .......

ANTÓNIO SANTOS

Anónimo disse...

Ou não.....

Memória Curta disse...

Concelhia do PCP fala em necessidade de renovação
Presidente da Câmara da Marinha Grande renuncia ao mandato
02.10.2007 - 14h40 Lusa
A estrutura concelhia do PCP da Marinha Grande anunciou hoje que João Barros Duarte, presidente da Câmara Municipal local, renunciou ao mandato autárquico, sendo substituído no cargo a partir de amanhã pelo seu vice-presidente, Alberto Cascalho.

Em conferência de imprensa, o dirigente comunista Filipe Andrade apontou a necessidade de renovação e a idade de Barros Duarte (73 anos) como as causas para a substituição a meio do mandato.

Além disso, existia um "acordo" entre o partido e o autarca, desde as eleições autárquicas, que previa a substituição, apesar de "não ter sido definida uma data" concreta, explicou o dirigente.

O partido elogiou o trabalho de vários anos de Barros Duarte à frente do município, "dando expressão ao projecto autárquico do PCP", bem como o "contributo inestimável para a melhoria das condições de vida dos marinhenses e para o progresso e desenvolvimento da cidade".

Há dois anos, Barros Duarte reconquistou a autarquia para a CDU (coligação PCP-PEV), depois de três mandatos de gestão maioritária do PS. O autarca comunista obteve uma maioria relativa no executivo, que tem tido o apoio de Artur Oliveira (vereador do PSD), a quem foram atribuídos vários pelouros.

Fazendo uma "avaliação positiva do trabalho desenvolvido pelo conjunto dos eleitos da CDU", a estrutura local do PCP criticou duramente o trabalho feito pelo PS no concelho, considerando que contribui para vários problemas de gestão financeira do município.

Alberto Cascalho, futuro presidente, reafirmou a abertura do partido em ceder pelouros aos restantes partidos políticos, após uma "avaliação política" do trabalho realizado nos vários sectores. A Lusa tentou obter um comentário junto de Barros Duarte, mas o ainda autarca não estava contactável.

Confrontado com a notícia, João Paulo Pedrosa, vereador socialista, considerou que se trata de "uma golpada e um logro do PCP, que não respeita a vontade eleitoral e faz uma transição de poder como se fosse uma monarquia".

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1306350&idCanal=12

Anónimo disse...

A alternativa é só uma .......

ANTÓNIO SANTOS

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Pode votar e estar contra quem quiser.

Estou seguo que esse tipo de argumentação até envergonha o Álvaro Pereira.

O PS agradecia-lhe se estivesse calado.

Anónimo disse...

Caro anónimo 20:41

facilmente depreendo que é do lista dos Xuxas.

É tão triste que chega a ser cómico usarem sempre a mesma argumentação ..... ainda por cima FALSA. Afinal, quem são essas figuras "cinzentas" que permanecem na sombra ??? Quem são eles, que não dão a cara ?? Ainda por cima (tristeza das tristezas) argumenta isto ao mesmo tempo que diz serem sempre os mesmos. Estão na sombra ou estão nas listas e são sempre os mesmos ?? Em que ficamos ?? E, já agora, quem são eles, os "sombras" ??

Ainda bem que não vão ganhar, senão ...... eram piores que os actuais ???

Anónimo disse...

Os ???? devem ler-se !!!!

Anónimo disse...

Gralha do teclado

Anónimo disse...

Atenção
Há comunas infiltrados a bitaitar ódio e insultos, disfarçados de xuxas.
Estes tiraram o curso de agitação e propaganda na Coreia do Norte, a tal das "amplas liberdades".

Anónimo disse...

A carta e o apoio ao MCI vieram no momento próprio.O defunto fica desmascarado de vez,já que era especialista em usar o capote do sinismo,da manha,da caça ás bruxas e da vingança.Os aplausos e as simpatias do PS e do jornal da Marinha falam por si...tão "inimigos" que eles eram...Afinal agora ficamos a saber que há mais traidores.

Curioso incorrigível disse...

Afinal onde é que pára a tal CARTA?
Tentei fazer o link em dois pontos diferentes e aparece-me a informação que tal documento não existe.
E eu que ainda a não li!...
Não haverá por aí quem no-la faculte, mesmo que seja em fascículos?!

Anónimo disse...

A "carta" está em todo o lado.


A resposta do Jorge Martins ao Aspirina Pereira é que não se vê em lado nenhum ......