.
.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

foi no Roque ou no Meiavia?

"F-16 que se despenhou realizava primeiro ensaio após grande manutenção"

14 comentários:

Anónimo disse...

Será que o piloto ficou baralhado ao passar perto do Pinhal da Feira dos Porcos e não viu as barracas do Mercado??

Anónimo disse...

«Quando se aproximou da pista balançava ora para um lado, ora para o outro, ora para a frente. Eu pensava que era um exercício, mas depois vi o piloto ejectar-se e o avião planou, para aí um minuto, continuando a balançar ora para um lado, ora para o outro, até que adornou e caiu no pinhal» , disse aos jornalistas João Carlos Cardoso, cuja casa se situa no enfiamento das pistas da BA5, na localidade vizinha de Casal dos Claros.

Segundo este bate-chapas, o avião já algum tempo antes lhe tinha despertado a curiosidade, uma vez que era de cor diferente dos restantes F-16.

«Era verde fluorescente, da cor dos coletes da GNR, devia ser experimental» , disse João Cardoso, com a certeza que lhe dão muitas horas a ver de sua casa os aviões militares.

«Quando levantou voo, eu admirei-me, pois fez logo uma picada a 90 graus, com uma velocidade incrível, que deixei logo de o ver», explicou, acrescentando que «isto não é costume».

«Passado aí um quarto de hora ou vinte minutos, estava a regressar e vinha direito, mas com as tais manobras bruscas» , disse João Cardoso, adiantando que o piloto se ejectou e «caiu logo à entrada do perímetro da base».

«Levantou-se e ainda o vi ao longe ir a pé» , frisou, para garantir que o militar não ficara ferido.

«Quando o piloto se ejectou, ouviu-se uma pequena explosão e saíram duas coisas das pontas das asas, que penso que fossem mísseis desarmados» , afirmou.

Quando embateu no solo, o avião incendiou-se, viu-se uma coluna de fumo preto, mas rapidamente a situação foi controlada, quer pelos bombeiros da Base Aérea, quer pelos elementos de duas corporações da zona - Marinha Grande e Ortigosa - que se deslocaram para o local do acidente.

João Cardoso ainda conseguiu chegar ao local onde o F-16 se despenhou, viu que «terá caído de barriga para baixo», mas pouco depois foi afastado do local pela GNR e pela Polícia Aérea, que criaram um perímetro de segurança, não deixando passar ninguém.

Duas horas depois do acidente - cujo alerta foi dado às 13h50 -, João Cardoso lamentava não ter tido espaço disponível no seu PDA para filmar e fotografar o acidente.

«Tinha isto tudo cheio. Que chatice. Se não, era logo para o You Tube, em directo!» , disse.

Entretanto, muitos populares tentavam ver o local do acidente, mas, face à impossibilidade de passagem, iam embora ou ficavam alguns momentos junto à rede que delimita o perímetro da BA 5, a ver alguns militares a recolher elementos no local onde o piloto caiu - e onde ainda se via parte da cadeira - depois de se ter ejectado e que dista poucos metros da estrada que liga o Pilado a Monte Real.

Face ao que aconteceu, alguns moradores de casas próximas da base militar iam frisando a «sorte» que houve desta vez. «Mais um pouco e caía em cima de alguma casa e era uma desgraça», dizia uma mulher já idosa, de bicicleta pela mão, desgostosa por os militares não a deixarem ir até ao local do acidente.

lá se ía a bicicleta disse...

e teve sorte não ter caído na bicicleta da mulher já idosa...

e isto tudo culpa de quem? do socrates, não me perguntem porquê mas ele deve ser culpado e todos os socialistas de monte real que não alertaram o socrates

Pirilampo disse...

Brincadeiras à parte, foi mesmo uma felicidade o piloto ter conseguido que a aeronave não viesse a cair na povoação... é sempre um risco!
Fiquei também muito feliz por o piloto conseguir esquivar-se a este acidente.
As pessoas acima de tudo!

Anónimo disse...

Porra e eu que estava a almoçar no Curral, por pouco não me caíu em cima da espetada...

Anónimo disse...

Pois, não foi mau de todo. Não morreu ninguém e sempre é menos um que fica para gastar combustível.

Anónimo disse...

Afinal não foi só o F16 que caiu, hoje foram nada mais que dois Ministros e um Secretário de Estado do governo xuxa.
Já agora
para a próxima pode ser o das Obras Públicas e a da Educação.

Acintoso disse...

Já agora que caiamos todos... Não merecemos mais do que isso!

Anónimo disse...

Também cairam as tendas do mercado, as que eram para ser mas agora outras são.Isto é que é governar a autarquia e gastar à grande e à CDU. BIBA A FESTA,,,,,BIBA - a cidade vai ter tendas novas

Acintoso disse...

E depois do que vai acontecendo (com o nosso beneplácito, diga-se),
acham que esta mais-vilazinha-que-cidade, merece mais que umas tendazecas!?
Cá por mim acho que não, e tenho muita, muita pena! Acreditem...

Anónimo disse...

Na verdade apesar de todos os malefícios das tendas...o mercado nunca teve tantos clientes e os vendedores...esses, nunca venderam tanto...
Será que o povinho gostou do local? ou das tendas?
SEnhores políticos não olhem tanto para o vosso umbigo partidário e estejam atentos aos sinais de quem vota...tenho dito!

então disse...

Nem fazia ideia mas as câmaras podem reduzir até 5% o IRS, esta câmara nada fez... tantas críticas ao governo, oh! senhores comunistas, então?

Wolverine disse...

Ao anónimo das 20:44 :

Então se os vendedores nunca venderam tanto, proponho mais uma vez que ajudem a pagar a despesa diária que as tendas representam para o município...

O problema é que ás vezes as pessoas não se apercebem do que lhes sai realmente do bolso...e esta questão das tendas é um bom exemplo. A cerca de 500€/dia (a menos que já tenham comprado de vez as barracas), é facil de ver que não está a ficar nada barato ao munícipes que nem são compensados pela baixa do IRS...

Acintoso disse...

Tem toda a razão o Wolverine, mas quem é que mete isso nas cabeças mal formatadas do povoléu?
Moral da história: Pobres, parvalhotes e muiiito pategos! É o que somos (alguns, diga-se em abono da verdade) e disso não deixa de tirar partido uma corja de populistas que não fazem mais nada se não armar aos cágados!!
Haja paciência!...