.
.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Ilustres no SAPO

Marinha em Grande, 03:18am, sala de espera das instalações do SAPO: quatro destacadas figuras da ex-capital vidreira, vestidas de pijama, robe e calçando chinelos de quarto, aguardam pacientemente a sua vez de serem atendidos pelo doutor das urgências.

- Pois é, este tempo também não ajuda nada...
- É uma maçada. Esta chuva é uma maçada, ventos cruzados, visibilidade reduzida, dificuldade de aproximação à pista, talvez seja necessário borregar. Então mas o que é que lhe aconteceu?
- Coff, cofff! Tenho uma espinha entalada na garganta. Coff, cofff...
- Não me diga que é aqui o seu camarada?
- Coff, cofff, nãã... não é... foi... é uma espinha de bacalhau, foi da Sopa do Vidreiro, puseram bacalhau corrente, do mais barato e depois dá nisto. Os sacrifícios que um gajo tem de fazer para se misturar com a classe operária. Já não bastava a boina fazer-me caspa... cofff, coff...
- Estão a falar de mim? O que é que estão para aí a dizer?
- Cofff, coff, nããã... não, nada, estávamos a falar do tempo. Durma lá descansado. Então e você, de que é que se queixa?
- Olhe já ando há uns anitos aqui com um cotovelo dorido e agora que me estava a passar apanhei uma aragem que começou a correr lá dos lados de Alcochete e acho que fiz uma Otite, aguda, suponho!
- O que é que vocês estão a dizer? Olhem que eu não pactuo com ilegalidades! Estão a ouvir? E quem manda sou eu, não é companheiro?
- Sem dúvida companheiro!
- Aqui que ninguém nos ouve, de que é que o companheiro do seu camarada se queixa?
- Coff, coofff, parece que é do Olho. Estava para fazer uma intervenção mas parece que está em lista de espera, cofff... é oftalmológico... coff, coffff.
- Hã, pois.
- Estão a falar de mim outra vez?
- Ó homem acalme-se que ainda a procissão vai no hangar. Mas afinal o que é que está aqui a fazer?
- Vim fazer companhia ao meu companheiro e aproveitei para levar o reforço da BCG e da mosca de Tzé-Tzé. Vou ter de ir ao Tafarral assinar a germinação e tenho de ter as vacinas em dia. É assim ou não é companheiro?
- Sem dúvida companheiro!

Entretanto a conversa é interrompida pela enfermeira de serviço que entra na sala e diz curto e grosso:
- Importam-se de fazer menos barulho que o doutor tá a ver se consegue descansar um bocadinho!...

1 comentário:

Pirolito disse...

Bem, se fossem três as personagens, eu diria que se tratava dos 'três da vida airada...'. assim, sendo quatro, devem ser os três mosqueteiros mais o D'Artagnan.
Se assim for, cuidado com eles que, por dá cá aquela palha, começam p'rái à espadeirada em defesa dos pensamentos da 'pátria do sol'!