.
.

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Ração de Combate

.


4 comentários:

Anacrónico disse...

Claro que Marques Mendes (ou será Mentes?) aprova.
Outra coisa não poderia deixar de ser, depois do que lhe ouvi hoje na Grande Entrevista!...
Ele que falou tanto (e sempre) em transparência e coerência, não deixou explícitamente (mas sem o afirmar) o seu coerente apoio às inúmeras 'transparências' que o inenarrável Alberto João vai cometendo lá pelo jardim madeirense?
O homem é mesmo um poço de coerência... logo, está-se mesmo a ver que apoia e até benze esta poderosa e muito enriquecedora coligação que temos cá na Marinha dos Cristais!!

J. disse...

Como militante do PSD, sinto-me envergonhado com esta coligação. Sinceramente não sei o que passa pela cabeça de algumas pessoas, as quais tenho como inteligentes. Não me revejo neste presidente nem neste executivo. O projecto político do PSD nada tem a ver com o do PCP. Admito que poderá haver pontos de convergência relativos a questões pontuais de política autarquica. Agora daí até servir de "yes man" a um presidente que passa sobre tudo e sobre todos (ou julgam que o PCP "tem mão nele"?), vai uma grande distancia. O nosso partido poderia ser o fiel da balança e assim é um mero pau mandado ao serviço de um presidente parco de ideias.

Anónimo disse...

Já desesperava a pensar que os simpatizantes do PSD, ou eram acrítcos, ou se tinham varrido e auto-excluido da vida marinhense.
Apesar de curo o bitaite de j.Said reflecte o que vai na alma de muitas pessoas que elegeram o PSD como seu partido e acreditam que na nossa terra ainda pode vir a ser um partido capaz de discutir a liderança.
Mas assim, atrelado a um PCP cada vez mais retrógrado, cada vez mais estalinista e cada vez mais fechado sob si próprio e pernoficado por uma personagem fora de prazo, vai demorar muito a recuperar níveis de popularidade aceitáveis.

Anónimo disse...

Qual coligação?
Não foi o PCP que se reuniu em cimeira com o PSD em Leiria, ao mais alto nivel distrital, ou foi?

Sopapas