.
.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

O Manuel Pinho que se cuide...

A ser verdade o que vem no Jornal do Tózé da semana passada, o nosso ilustre presidente continua em aceso despique com Manuel Pinho. Desta vez, de visita às Figueiras, JBD marcou pontos preciosos os quais lhe permitiram aproximar-se perigosamente do Ministro da Economia que segue isolado na corrida ao "Oscar para a tirada mais inteligente".
(extraído do JMG)
(...)
PALAVRA AO PRESIDENTE DA CÂMARA
João Barros Duarte, a exemplo das intervenções que fez nas sessões anteriores de contacto com as populações, tornou a falar do saneamento e dos acordos que foram feitos com a SIMLIS pelo anterior executivo, que muito penalizam a câmara, acordos que foram feitos “e que agora temos de aceitar”.
Quanto aos semáforos disse que há um estudo feito, mas não sabe quando será possivel executá-lo, mas vai procurar com os técnicos arranjar soluções. Referindo-se aos arruamentos, frisou o mau estado em que estão as ruas,caminhos e estradas e a grande dor de cabeça que é colocada à câmara para resolver rapidamente os problemas, porque não há pessoal na câmara para os solucionar, sendo que, para tapar buracos, têm de ser adjudicadas as obras, com toda a burocracia e tempo que se perde, e isto porque se desmantelaram serviços na câmara, que rapidamente acorreriam com pessoal especializado.
Disse que não estão parados, “ao contrário das vozes dos nossos adversários que mentem descaradamente, fazem demagogia, manipulam. E isso cria-nos grande embaraços”, referiu Barros Duarte.
Lamentou o facto de a câmara não ter meios para dar conhecimento aos munícipes do trabalho que realiza, dizendo que até poderiam ter feito jornais ou boletins, mas que optaram por outras coisas, não pondo de parte o ter de pensar no assunto, porque isso daria possibilidade de fazer chegar às populações algumas intenções de trabalho que a câmara tem vindo a desenvolver mas, acrescentou, basta dar uma volta pela cidade para ver que se está a trabalhar e pode-se consultar o sítio da câmara na Internet e consultar as actas da reunião de câmara, onde está tudo publicado.

2 comentários:

Morangos com Açucar disse...

A HISTÓRIA


Série IV da novela Morangos com açúcar (2006-2007)


Da fusão do Colégio da Barra com o Colégio de São Rafael resultam novas paixões e novos conflitos. André, (Isaac Alfaiate) é um jovem engatatão, irmão de Duarte (Miguel Nunes). que se apaixona pela praticante de kartcross Sofia (Mafalda Matos), mas esta recusa-se a dar bola a rapazes devido a uma grande desilusão, ao contrário da sua irmã Filipa (Sara Salgado), que só tem olhos para o namorado Gonçalo (António Camelier), mas tem a vida dificultada não só por causa de ter um pai muito conservador mas também por ter um irmão, Rui (Pedro Caeiro), que a controla a pedido do pai. A "vilã" de serviço é Tânia Lobo (Teresa Rolla).Também as divergências entre Maria José (Ana Zanatti) e o antigo director de São Rafael, Augusto Ravina (Júlio César), prometem aquecer o ambiente do novo Colégio.


Série III da novela Morangos com açúcar (2005-2006)


Matilde Gouveia (Joana Duarte) e Tiago Borges (Luís Lourenço) são os protagonistas desta série e de uma história de amor que começou em Cuba, num incidente de mergulho. Quando se encontram em Cascais, descobrem que são de escolas diferentes. Matilde que namora com Nelson (João Pedro Sousa) pertence ao Colégio da Barra, enquanto Tiago estuda na Escola Secundária dos Navegantes. Sob a égide da nova directora da Barra (Ana Zanatti), as duas instituições entram numa competição inter-escolas que vai criar rivalidades e pôr a relação de Tiago e Matilde à prova. Durante a série de Verão, Matilde e Tiago partilharam o protagonismo com Afonso (Francisco Côrte-Real) e Susana (Diana Chaves).


Série II da novela Morangos com açúcar (2004-2005)


Joana e Pipo cedem o protagonismo a Ana Luísa (Cláudia Vieira) e Simão (Pedro Teixeira), dois jovens aficionados do motocross que vêm de mundos muito diferentes. Ela é uma "dread" e ele é um "beto", mas enfrentam tudo e todos pelo seu amor.


Série I (2003-2004)


Os protagonistas são Joana (Benedita Pereira) e Pipo (João Catarré), que se conhecem quando este salva Joana de morrer afogada na praia em Cascais. Mais tarde, Pipo descobre que Joana é a namorada de Ricardo (Diogo Amaral), o seu meio-irmão.


eh, eh, eh, eh, eh, eh...

pirolito disse...

Pois!...