.
.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

"Cabecinha Pensadora!..."

Tal como o Jornal do TóZé anunciou a semana passada (roidinho de inveja...), o nosso Exmo. Presidente concedeu uma brilhante entrevista ao Primeiro de Janeiro a qual foi dada à estampa encimada pelos dizeres "Câmara Municipal da Marinha Grande" seguida do sugestivo título "O renascer do vidro".
A entrevista é forte, personalizada e eloquente, recomendando-se vivamente a sua leitura (atenta) e posterior discussão (estéril) - para lêr clique aqui.
Não podemos contudo deixar de transcrever um dos melhores momentos do nosso édil, quer pelo arrojo, quer pela galhardia. Bem haja Sr. João por levar tal alto (pelo menos até ao Porto) o nome da nossa terra. Vamos a isto:
.
Pergunta do Sr. jornalista - "Sendo assim, quais são os prognósticos da Câmara quanto a uma superação desta crise?" (da indútria vidreira)
.
Resposta do Sr. João - "Um dos factores que consideramos poder ser decisivo é a história. Temos uma história desta indústria na região que ultrapassa os 250 anos e, durante este período, outras crises existiram. Actualmente, consideramos que é preciso serem criadas novas e mais abrangentes políticas internacionais. Mas os próprios organismos e entidades públicas devem olhar mais para dentro, pois são os primeiros a recorrerem a empresas do estrangeiro quando é em Portugal que estão os maiores especialistas desta arte. Por isso, uma das primeiras medidas para passar esta dificuldade é precisamente a mudança de mentalidade dos próprios portugueses em geral. Depois é necessário o Governo criar uma propaganda forte de imagem do vidro e a entrega de subsídios a empresários que perderam muito dinheiro com o Estado e, por isso, deixaram de acreditar no Poder Central."
.
Viste? Afinal sempre há solução!

4 comentários:

Um Vigilante disse...

Este P. da Câmara sabe muito da economia do Concelho. Qual Ernani Lopes qual K. Quem sabe da solução para a crise, é o P. da Câmara. O culpado é o Governo. ponto final,,,já está.Diz ele. Para tudo e para nada, a culpa é do governo. Só não foi do governo, no tempo do camarada Vasco, nessa altura a culpa era do capital. Para este P.C.a culpa é sempre dos outros

VINAGRETE disse...

É DEPRIMENTE LER ESTA ENTREVISTA. PELO QUE NÃO DIZ, MAS TAMBÉM PELO DISCURSO VAZIO, REDONDO, ESTÚPIDO, DE QUEM JÁ DEVIA TER PERCEBIDO QUE ESTÁ DESENQUADRADO COM A VIDA E FORA DO NOSSO TEMPO.
PARA ALÉM DESTAS DEMONSTRAÇÕES DE INCAPACIDADE, DIVULGADAS ATRVÉS DE ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL QUE NINGUÉM LÊ, QUE SÓ SÃO POSSÍVEIS PORQUE ALGUÉM PAGA, ESTARÁ O SR. PRESIDENTE DA CÂMARA DISPONÍVEL PARA LANÇAR O DEBATE SOBRE AS CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA CRISE ESTRUTURAL EM QUE SE ENCONTRA O SUB-SECTOR DA CRISTALARIA?
COMO SE SENTIRÁ O SR. PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL, QUE É TÉCNICO E PRESTA SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO À GESTÃO DAS EMPRESAS, AO VER REDUZIDO O PROBLEMA GRAVE DO SECTOR À INOPERÂNCIA DO (S) GOVERNO(S)?
QUE PENSA O SINDICATO?
QUE PENSAM OS TRABALHADORES?
TENHAM DÓ!!!!

Anónimo disse...

Isto não é possivel... o homem tá mesmo caquético... Acudam a isto quando não isto vai mesmo ao fundo

Anacrónico disse...

Tenho andado um pouco arredado, mas hoje passei por aqui para ver como iam as modas e eis se não quando levo pelas ventas com esta prosa do melhor estilo e por esta linha de pensamento própria de quem não tem a mínima ideia do que está a acontecer à sua volta.
O homem tem uns conceitos (gastos) sobre umas coisas que 'bebeu' ao longo da sua vida política, mas pela resposta que dá, vê-se que já não consegue articular ideias (ou serão 'chavões dogmáticos?') que formem um sentido coerente nem, muito menos, que deixem antever um (mínimo) pensamento estratégico para a terra que, arrogantemente, se propôs governar !
Estamos realmente muito mal quando o nosso representante mor tem um discurso com esta clareza!...