.
.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Os Grandes Marinhenses

Terminamos esta semana o desafio que lançámos sobre os Grandes Marinhenses, sobre os homens e mulheres que se notabilizaram para glória e grandeza da sua e nossa terra. Reconhecemos que esta inicitiva ficou aquém do previsto, vendo-se assim de alguma forma goradas as nossas expectativas quanto ao reconhecimento público dessas figuras. Era pois também nossa intenção que esta iniciativa, embora limitada à sua natural dimensão e importância, pudesse dar a conhecer pessoas e histórias esquecidas. Talvez numa próxima oportunidade.
Independentemente das razões que possam ter contribuido para tal desinteresse, podemos contudo afirmar que hoje, mais do que nunca, é necessário, senão obrigatório, enaltecer e reconhecer a grandeza dos nossos e tomar o seu exemplo como alento, embora seja mais fácil e tentador cair na critica fácil, no comentário casual, na indiferença reveladora do conformismo atávico que só nos poderá levar para um beco sem saída.
Esta semana o tema é:

SOCIEDADE
Dirigente associativo, pessoa ligada a causas sociais, mecenas, voluntariado, dinamizador cultural, etc, etc, etc...
Quem é para si o marinhense que mais se distinguiu ou tem distinguido nesta área? Partilhe a sua escolha connosco e enalteça os GRANDES MARINHENSES!

5 comentários:

São Rosas disse...

Permito-me dar o meu contributo, indicando o nome de um Grande Marinhense que se encontra perfeitamente enquadrado no tema proposto esta semana:

Dr Jose Henriques Vareda

São Pedrocas disse...

Meus caros FLCs,
Também eu lamento, e muito, o facto desta iniciativa não ter tido a projecção e a adesão que merecia. Mas as coisas são como são e não há nada a fazer.
Como dizem, talvez numa próxima oportunidade as coisas corram melhor, sobretudo se forem melhor organizadas…

A área agora proposta tem, na nossa terra, um vasto conjunto de personalidades (de ambos os sexos, diga-se) que mereceriam ser referidas e destacadas, a começar por muitos dos fundadores das nossas colectividades, com relevante destaque para aquelas mais antigas, fundadas quando ainda pouco se falava de associativismo.
Mas, como é evidente, não será possível lembrar todo esse abnegado conjunto de pessoas, as quais, de forma colectiva, aqui aproveito para recordar.

Parece-me também evidente que os residentes nos lugares cujas populações beneficiaram dos efeitos do associativismo, ainda e mesmo que modesto, poderiam (deveriam) votar naquelas pessoas a quem reconhecerão efectivo valor neste área.

Eu ficar-me-ei por lembrar algumas pessoas a quem reconheço (ou reconheci) particulares ‘mais-valias’ neste domínio que me é particularmente caro.

Aqui vai o meu contributo:

JOSÉ HENRIQUES VAREDA (sem comentários adicionais…).
ANTÓNIO AGOSTINHO DE SOUSA (a quem o Sporting Clube Marinhense –o Clube da Embra- deve anos de dádiva autêntica e uma dedicação ilimitada).
FERNANDO LUZ (que, no Império, deu - e continua a dar - muito do seu saber e da sua generosa dedicação).
ANTÓNIO BATISTA (que há muito tempo nos deixou, mas a quem a colectividade picassinense - a S.I.R. 1º de Maio - muito deve e que estendeu a sua acção em prol do bem comunitário).
ISABEL FREITAS (que, conjuntamente com muitos outros, tem desenvolvido em Casal Galego uma obra digna de registo).
ALBERTINO NETO BAROSA (que aos outros e à causa associativa deu muito do seu melhor!).

E poderia continuar a citar... que me perdoem os (muitos) que deveriam aqui ser recordados, mas a memória nem sempre me é fiel!...

Oxalá haja mais gente a trazer sugestões…

robalo disse...

Ora, uma (duas ) alegrias. As São voltaram.Bem (re)vindas sejam.

Concordo com (todos) os personagens
já referidos
Acrescento alguns:
Zeferino André pelo contributo ao tatro cá do burgo.
Fenando Pedro pela sua passagem pelo Radio Club Marinhense.
Helder Serra eterno mecenas e dinamizador do desporto marinhense

E outros que esopero vir ainda a lembrar

São Rosas disse...

Estive a consultar os meus livros de memórias e aqui vai mais um nome para juntar aos já propostos:
Dr Pedro Viana

Foi fundador da Sociedade Filomática, em 1883 que tinha a finalidade de organizar na Marinha Grande, escolas de música, uma pequena biblioteca e escolas nocturnas para ensino das primeiras letras, onde ele próprio era professor.
Medico distinto a população desta terra vidreira muito lhe ficou a dever.

sopapas disse...

JOSÉ VAREDA
HELDER SERRA
LEONTINA PEREIRA
WILSON (Vidreiros)